Telemontecarlo

Da Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para a navegação Ir para a pesquisa
Disambiguation note.svg Desambiguação - Se você estiver procurando por uma rede de língua francesa, consulte TMC (rede de televisão) .
Telemontecarlo
Logotipo do emissor
Estado Monge Monge
Itália Itália
Língua italiano
Cara generalista
Alvo tudo
Slogan A simpatia que ganha
TV sem fronteiras
TV feita na Europa
Versões TMC
(data de lançamento: 5 de agosto de 1974 ; 47 anos atrás [1] )
Data de fechamento 24 de junho de 2001
Nomes anteriores Télé Monte-Carlo (1974-1981)
Substituído por LA7
Canais afiliados Télé Monte-Carlo
TMC 2
editor Télé Monte Carlo (1974-1985)
Rede Globo (1985-1993)
Montedison (1993-1995)
Grupo Cecchi Gori (1995-2000)
Telecom Italia Media (2000-2001)
Difusão
Terrestre
Analógico
Telemontecarlo ( Itália )
PAL-G - FTA
Canal 7 SD

Telemontecarlo (abreviado para TMC ) foi a emissora de televisão em língua italiana do Principado de Mônaco , ativa de 1974 a 2001 .

A rede monegasca foi, nos anos setenta e início dos anos oitenta , a principal alternativa aos canais de televisão Rai , sendo uma das emissoras internacionais de televisão em italiano que pode ser recebida na península italiana.

A partir de meados dos anos oitenta, o Telemontecarlo tornou-se cada vez mais um canal de nicho, após o surgimento dos canais Fininvest , em particular o Canale 5 . Em 1990 , a lei Mammì obteve a concessão para transmitir em todo o território nacional.

Na sequência da aquisição em 6 de agosto de 2000 pela Seat Pagine Gialle , sociedade então pertencente à Telecom Italia , mudou oficial e definitivamente a sua denominação para LA7 em 24 de junho de 2001 . [2]

História

O nascimento e gestão da Télé Monte Carlo (1974-1985)

Ela nasceu inicialmente como uma ramificação de língua italiana da Télé Monte Carlo , a televisão nacional do Principado de Mônaco que, em vez disso, transmite e ainda transmite em francês hoje . Houve algumas transmissões experimentais já no início de 1973 , e o propósito para o qual esta versão italiana do Tele Monte-Carlo foi inaugurada foi inicialmente para responder às necessidades da forte comunidade italiana presente no Principado de Mônaco. A transmissão oficial foi iniciada em 5 de agosto de 1974 , um mês após a sentença da Corte Constitucional italiana de 10 de julho de 1974, n. 225 que sancionou a legitimidade dos sistemas de repetição de sinais de televisão estrangeiros. Assim, se qualificou como emissora bilíngue, e desde o primeiro ano veiculou seus programas em cores (sistema SÉCAM , posteriormente substituído por PAL quando a emissora passou para as mãos da Rede Globo ), despertando interesse imediato do telespectador italiano ( Rai passou a transmitir oficialmente em cores apenas a partir de 1 de fevereiro de 1977 ).

As transmissões começaram às 17:45 com o programa musical Un peu d'amour, d'amitié et beaucoup de musique regido por Jocelyn Hattab , que na época da transmissão ainda não era fluente em italiano, e por sua esposa Sophie. Ao transmitir fora das fronteiras italianas (mas com uma série de repetições em território italiano que poderiam ser bem recebidas em grande parte da península italiana), a emissora transmitia seus programas também na Itália em escala nacional, erodindo assim o então monopólio da TV atual tornando-se assim (juntamente com as outras duas televisões estrangeiras na TV italiana Koper-Capodistria e na TSI ) a primeira alternativa real às redes Rai para o público italiano.

Além disso, a Tele Monte-Carlo, precisamente por ser uma TV monegasca, poderia realizar emissões ao vivo, no ar e em escala nacional, em comparação com as redes privadas italianas em escala nacional, às quais essa possibilidade permanecerá negada até 1991 , porque era um direito apenas do serviço público de televisão. Como Rai, Tele Monte-Carlo também foi membro da Eurovisão . O engenheiro Henri de France participou, de 1976 a 1980, da criação e operação da rede repetidora Tele Monte-Carlo na Itália.

Teve entre os seus primeiros colaboradores o jornalista desportivo Gianni Brera , que será o curador do primeiro programa desportivo da rede, Puntosport , e também Mike Bongiorno , embora de forma não totalmente oficial [3] . Também trabalhou na rede Indro Montanelli: em 1976 fundou o noticiário da rede Il Giornale Nuovo , administrado pelo jornal milanês de mesmo nome , que ele próprio fundou. O boletim foi condensado em dez minutos, dividido em duas partes: na primeira, ( Notiziario ) um locutor, Antonio Devia , lia as notícias mais importantes do dia (os textos eram redigidos pela redação do jornal ); no segundo ( Editorial ) Indro Montanelli (ou um dos principais colunistas do jornal milanês: Enzo Bettiza , Mario Cervi , Cesare Zappulli ) apareceu em vídeo, dando sua opinião sobre o acontecimento do dia. O comentário foi gravado no final da manhã em Milão e depois transportado para Munique de carro [4] . A partir de 29 de agosto de 1977, a notícia se dividiu em duas edições noturnas. De 17 de janeiro a 28 de agosto de 1977 , este boletim foi precedido pelo programa noturno de estudos jornalísticos editado por Luisella Berrino, intitulado Montecarlo sera , que precederia então a edição noturna. Além disso, de 1980 a 1982, uma curta tarde do TG foi transmitida com duração de cerca de um quarto de hora, o noticiário de Monte-Carlo .

De 1978 a 1980, a Tele Monte-Carlo teve o apresentador de TV e autor Paolo Limiti como diretor do programa, que concebeu vários programas aqui, incluindo a coluna de culinária Telemenù dirigida por Wilma De Angelis , posteriormente renomeada Sal, pimenta e fantasia transmitida com sucesso ao longo dos anos oitenta . Em 1979, Sandra Mondaini também desembarcou no canal monegasco com a variedade do horário nobre Stasera Sinto-me milionário . Em 1980, o apresentador de TV Ettore Andenna foi diretor de programa por um ano. Naquele ano, alguns de seus programas (feitos nos estúdios milaneses da Antena 3 Lombardia ) foram transmitidos na estação monegasca, como o Telemattina matinal e o quiz do início da noite Com licença, posso fazer um cheque? . Ainda em 1980, Gianfranco Funari estreou-se com um programa próprio, o talk show noturno Torti in testa , gravado no escritório de Milão da emissora.

Entre as transmissões do início dos anos oitenta foi o primeiro jogo de 20 onde se ganhou um dos primeiros grandes somas em jogo na TV ( 70 milhões de liras), nomeadamente The Buggzzum dirigido por Roberto Arnaldi (Robertino da Rádio Monte Carlo) que mais tarde ele também conduziu outro questionário no início da noite, Business is Business .

Em 1981 surgiram rumores sobre a intenção de colocação à venda pela propriedade franco-monegasca da sucursal de língua italiana da Tele Monte-Carlo, TVI - TV Internazionale . Isto foi confirmado em 1983 com a adoção de um novo formato do desenho da marca utilizada para a sucursal de forma a distingui-la apenas da sua irmã francófona, operação que ela também fez, depois de ambas terem utilizado um único tipo de marca registrada há anos. No logotipo da emissora a grafia seguida era a francesa, portanto o substantivo Tele era escrito Télé ; caligrafia que, no entanto, nunca foi usada pela imprensa italiana. Também nos primeiros anos, quando existiam as iniciais da Eurovisão, o nome que aparecia era o de Radio Télé Monte Carlo ou Radio Télévision de Monte Carlo , também conhecida em italiano como Radio Television of Monte Carlo .

Em 18 de março de 1982 , Rai adquiriu metade do pacote de ações da emissora da propriedade franco-monegasca, fundadora da emissora [5] , por medo de que Canale 5 assumisse o controle do satélite disponível para a Tele Monte-Carlo. Este ato logo causou alguns mal-entendidos que resultaram na saída da redação de il Giornale da rede e no fechamento das notícias de Monte-Carlo . Houve, portanto, apenas dois noticiários curtos ( News Flash ), reduzidos a apenas um em 1985 . Além disso, naquela época a rede replicou algumas transmissões antigas da Rai, como Leave ou double? , Studio Uno e Discoring .

No entanto, a partir de meados dos anos 80, a italiana Tele Monte-Carlo (que até então contava com um número decente de seguidores na Itália) começou gradativamente a desaparecer do cenário televisivo, devido ao advento de grandes redes privadas nacionais, principalmente da Fininvest grupo, acabando por desempenhar um papel de nicho na cena da televisão italiana.

A chegada da Rede Globo (1985-1990)

Em 4 de agosto de 1985 a emissora de televisão foi comprada 90% pelos donos da Rede Globo , que lhe deram a logomarca da poderosa rede brasileira; os restantes 10% permaneceram propriedade da Rai [6] . A direção do canal foi confiada a Herbert Fiuza , que delegou a gestão das produções internas a Carlo Briani .

Com a chegada da Rede Globo houve também a inauguração do novo centro de produção de TV do canal em Roma , na Piazza della Balduina 48. Inaugurada em 1986 , tornou-se a principal fábrica da Telemontecarlo (enquanto os escritórios de Monte-Carlo e Milão desde então, eles desempenharam um papel cada vez mais marginal) e permaneceram no mercado até 1998 . Como resultado, vários programas brasileiros foram veiculados na versão italiana, incluindo as seguintes novelas (que em parte já haviam sido veiculadas em outros canais nacionais):Gabriela , Dancin 'Days , Água Viva , Vite rubate , Mamma Vittoria , Happy End , Selva de concreto , A amante - O caminho da liberdade , Trapaça dupla , Adão contra Eva , Terras ilimitadas , Poder .

Além das novelas, a emissora distribuiu minisséries e séries de TV brasileiras, entre elas: Trio di cuore , Scacco alla mafia , Lampião e Maria Bonita , Roxana Banana , Anarchici grazie a Dio , empresa de irresponsabilidade ilimitada . Naquela época, eles pareciamagendar algumprograma de TV americano para crianças, incluindo Get Smart, Batman, Nancy Drew Mysteries and Secrets and mysteries. Para os mais pequenos na programação estava o contentor da tarde A árvore da cuccagna com piadas no estúdio, jogos e desenhos animados japoneses.

Poucas autoproduções: o talk show Mirror of Life , o container TV Woman apresentado por Carla Urban , além do consolidado programa de culinária Sal, pimenta e ... fantasia .

O noticiário da rede também foi muito bem cuidado nesta fase e, em fevereiro de 1986, sob a direção de Ricardo Pereira , ladeado por Roberto Quintini , passou a se chamar TMC News . Foi o primeiro na Itália com dupla gestão (alternando entre um jornalista masculino e uma jornalista feminina) e com filmagem dinâmica (não estática) (em estúdio): era uma novidade para os telejornais italianos da época.

Além desses programas, foram acompanhadas as comemorações e eventos relacionados ao carnaval carioca e, no campo esportivo, foram transmitidas as partidas de futebol do campeonato brasileiro e também da seleção brasileira . Até a parte gráfica da rede havia sido afetada com a chegada da Rede Globo, adotando algumas siglas originais do canal brasileiro e os bumpers (muitos adaptados em Roma por designers gráficos como Fiammetta Grasselli , enquanto a maior parte da música era composta ou reorganizada de Silvio Amato ), e até alguns jornalistas brasileiros trabalharam para a rede, como José Altafini .

Os últimos anos da Rede Globo e a gestão da Montedison (1990-1995)

Em 1990 , vendo as poucas respostas públicas registradas pelo canal, a Rede Globo começou a se retirar da Telemontecarlo, transferindo 40% do imóvel para a Montedison , liderada na época por Raul Gardini .

Em 1992 , a Telemontecarlo foi uma das primeiras emissoras privadas a ativar seu próprio serviço de teletexto: TMCVideo.

Em 1993 , a Montedison (entretanto mudou de mãos para Antonio Ferruzzi ) concluiu a aquisição da emissora e nomeou Emmanuele Milano (ex-diretor da Rai 1 ) gerente geral da rede.

Nesse período, a rede parecia não ter uma linha editorial facilmente identificável, apesar de não faltarem programas de comédia (principalmente esportivos) como o Banane de 1990 (com Fabio Fazio , Gioele Dix , Paolo Hendel , Maria Amelia Monti , Silvio Orlando , David Riondino ) e Rubber Heads , um programa de sátira política que apresentava bonecos de espuma de borracha reproduzindo políticos italianos.

Vários famosos, deslocados pelas principais emissoras, encontraram um espaço momentâneo na TV ítalo-monegasca, de Luciano Rispoli com Ho fatto 13 !!! a Mino Damato , que na temporada 1991-1992 liderou o programa de TI em profundidade, gerando considerável polêmica por ter transmitido o filme da execução falsa de uma cadeira elétrica condenada, e Loretta Goggi (ex-intérprete do pára-choque publicitário de 1987 a 1990, antes de ser substituído por Tom Petty , que a cantou em 1985-1986 e de 1991 a 1994), que na mesma temporada apresentou a segunda noite da variedade Festa di natale (na segunda temporada Goggi substituiu Gigliola Cinquetti ).

Também foram lançados rostos que vão se popularizar daqui a alguns anos, como Alessia Marcuzzi (maestrina na temporada 1992-93 junto com Mauro Serio do programa infantil de monstros Amici ); Paola Perego , ao leme da variedade Settimo squillo , na qual está ladeada pelo ator Remo Girone (Perego também dirige o programa de medicina Quando há saúde ) e Tiberio Timperi , um dos palestrantes da rede, que mais tarde fará junte-se a Perego na segunda edição de Quando há saúde . Também neste período, a estreante Simona Ventura trabalhou também no canal Ítalo-Monegasco, como jornalista desportiva.

Ainda em 1992 , pôde transmitir parte das Olimpíadas de Barcelona, ​​acompanhado do minibicho belga Zoolimpics .

De 1992 a 1993 a programação foi enriquecida com novos programas como O mais bonito é você e o Tapete Voador de Luciano Rispoli (acompanhado de Melba Ruffo como anfitriã), Verde Fazzuoli de Federico Fazzuoli (a resposta de Telemontecarlo à Linha Verde da Rai 1 ) e deu início a um série de programas experimentais altamente inovadores ativos em alvos jovens produzidos com a fórmula de troca por Lorenzo Torraca (financiados por anunciantes e vendidos sem custo para a emissora), como TRIBU com Gegè Telesforo e The Lion Trophy Show com Emily De Cesare .

O ponto forte da rede, no entanto, era o esporte, desde o futebol (o canal podia transmitir, como monegasco e membro da Eurovisão , os jogos dos europeus e das Copas do Mundo, fugindo assim da exclusividade das redes Rai ) ao regatas de vela da Copa América , passando pelo esqui alpino, das quais as regatas da Copa do Mundo e os Campeonatos do Mundo são transmitidos com o comentário de Bruno Gattai . A ponta de lança da programação esportiva foi Galagoal , a transmissão de futebol que em 1990 viu a estreia, como anfitrião, de uma jovem Alba Parietti içada em um banco vertiginoso ao lado de um igualmente jovem Massimo Caputi que será comentarista das partidas transmitidas pela Telemontecarlo , há anos fazendo parceria com o ex-jogador de futebol Giacomo Bulgarelli .

Alba Parietti também apresentará a variedade Três mulheres ao redor do coro no canal ítalo-monegasco junto com Athina Cenci e Susanna Agnelli e o talk show Corpo a Corpo .

Em 1993, Sandro Curzi , ex-diretor da TG3 , foi nomeado diretor da TMC News. Em 1994 também chegou Corrado Augias da Rai , que deu vida a uma tira diária após o TG e depois a um semanário de cultura e atualidade em horário nobre intitulado Domino .

A má cobertura do sinal, um cronograma fraco, não competitivo e continuamente retrabalhado (também devido a uma linha editorial pouco clara) e um mercado publicitário monopolizado pelas redes do grupo Fininvest ( Canale 5 , Italia 1 e Rete 4 ) foram os espinhos no lado de Telemontecarlo di Montedison, que nunca conseguiu realmente decolar.

A gestão do Grupo Cecchi Gori (1995-2000)

Em 20 de julho de 1995 [7] o empresário Vittorio Cecchi Gori , por meio de sua empresa Grupo Cecchi Gori , após obter o consentimento das autoridades do Principado de Mônaco, comprou a histórica emissora na tentativa de criar, com a outra rede de sua A propriedade Videomusic rebatizou então, em 1 de junho de 1996, TMC 2 , um terceiro pólo televisivo que romperia o duopólio das redes Rai e Mediaset (Canale 5, Italia 1 e Rete 4). Poucos meses antes, a partir de 28 de abril de 1995 [8] , as avaliações da emissora começaram a ser detectadas pela Auditel .

Sob a direção de Michele Franceschelli (ex-diretor da Rete 4) tentou-se propor um cronograma atraente, que pudesse representar uma alternativa aos gigantes Rai e Mediaset. Franceschelli, no entanto, não fez nada além de propor formatos já presentes em outras redes nacionais (por exemplo, nos moldes de I Bellissimi di Retequattro na segunda noite do canal, o ciclo de filmes I Magnifici di TMC começou a ir ao ar).

Alguns rostos conhecidos como Marco Balestri (com o talk show sentimental Strictly personal ), Jocelyn Hattab , que juntamente com Sabrina Salerno e Simona Tagli conduzem o game show O grande jogo do comerciante na feira , reedição de O grande game of the goose , outro programa de Jocelyn que foi ao ar com sucesso alguns anos antes na Rai 2 (para Jocelyn foi um retorno, pois em 1974 ele foi um dos primeiros a trabalhar para a emissora ítalo-monegasca), Paola Saluzzi (com o Semaforo variedade giallo ), Toto Cutugno (com o programa musical Sei Forte ), Gianfranco D'Angelo e Cinzia Leone , juntamente com uma banda de comediantes (com a variedade Retromarsh !!! que querem retrucar da mesma forma que o antigo Drive In de Italia 1), Luciano Rispoli (com o confirmado Tapete Voador , um dos poucos grandes sucessos da rede) ladeado por Roberta Capua que substituiu Ruffo e o programa juvenil da Geração X por Pierluigi Diaco (esta última transmissão causou uma briga com a Italia 1, quem no mesmo ano apresentou programa homónimo dirigido por Ambra Angiolini ); Foi criada também uma tira de fim de tarde dedicada às crianças intitulada Zap Zap (regida por Guido Cavalleri e Marta Iacopini , que já regiam Ciao Ciao há vários anos), transmitida todos os dias às 18:00 que basicamente repropôs várias séries de Desenhos animados japoneses transmitidos anteriormente por outras redes. Novamente para o público infantil, a rede também adquiriu o direito de veicular alguns dos desenhos animados do Cartoon Network , os quais foram inseridos em uma caixa matinal com o mesmo nome, hospedados por Emanuela Panatta e Beppe Rispoli [9] .

No entanto, a quota média da rede não atingiu (salvo em alguns casos) os níveis esperados, nem mesmo desta vez conseguindo afirmar o canal como o terceiro pólo da TV italiana, já que nada fez senão propor formatos de TV anteriormente. visto em outras emissoras, a televisão nacional, além do antigo problema (que permanece sem solução) de escassas frequências e a conseqüente limitada cobertura territorial.

Na temporada de 1996 - 97 a emissora ganhou os direitos para a liga de futebol italiano Serie A, arrebatando-os do Rai , mas não forneceu atempadamente para a Liga de Futebol as garantias bancárias para garantir o pagamento de direitos. Após uma série de diatribes e acordos, a emissora conseguiu transmitir, graças à desagregação dos direitos free-to-air, a visão dos gols do campeonato das 19h00 às 20h30, em competição, porém, com o noticiário que pode transmiti-los. igualmente. No futebol, porém, foi transmitido um troféu internacional: a Copa das Nações Africanas .

Os pontos fortes da programação desportiva do período foram O julgamento de Biscardi na noite de segunda-feira, entretanto migrado de TMC 2 para a rede principal, e Goleada (versão atualizada de Galagol ) de Massimo Caputi (também anteriormente transmitido por TMC 2), no primeira edição ladeada por Martina Colombari , na segunda por Ela Weber e na terceira pela futebolista e treinadora Carolina Morace .

Em 12 de fevereiro de 1997 , pela primeira vez, uma rede privada transmitiu uma partida de futebol exclusiva da seleção italiana válida para as eliminatórias para o mundial, Inglaterra - Itália . A resposta do público obtida, à semelhança das restantes partidas da selecção nacional, colocou o problema da validade do horário através do qual a emissora tentou arranhar o duopólio televisivo, para além do problema da limitada cobertura territorial.

No outono de 1997 voltou Wilma De Angelis , uma das faces históricas da emissora e já apresentadora nos anos 80 da coluna da cozinha Sale, pepe e fantasia , com um programa matinal intitulado Two like you , conduzido em conjunto com Benedicta Boccoli .

No outono de 1998, a programação foi renovada novamente com programas que tentam capturar um público mais perfilado . Graças a esta enésima mudança de linha editorial, chegou a ex-locutora da Rai , Ilaria Moscato (com o container matinal Casa, amore e fantasia ), a esteticista Diego Dalla Palma (com uma questão de estilo ), enquanto Alain Elkann foi promovido a anfitrião do um talk show de domingo, O café da manhã , que contrastava a tagarelice de um lounge chique com a de um bar popular. Rita Forte foi inesperadamente transformado em apresentador (com Forte fortissima ).

Posteriormente, Antonio Lubrano aceitou a passagem para o canal ao se tornar diretor do TMC News, o noticiário ítalo-monegasco, e comandar a faixa de serviço diário Candido . Biagio Agnes foi nomeado diretor do canal, mas além de propor novamente o histórico programa médico Check up , rebatizado de Check up-health realizado por Annalisa Manduca , não conseguiu reviver a agenda pouco competitiva do canal. A emissora foi confiada a Rita Rusić , esposa do então proprietário Vittorio Cecchi Gori e uma produtora de cinema de sucesso. Em 10 de março de 2000 , às 23h10, foi ao ar o primeiro episódio do telefilme cult Sex and the City with Sarah Jessica Parker , inserido em um talk-show feminino intitulado Sex, women speak conduzido por Anna Pettinelli , que foi o cenário para a série.

No mesmo ano, a emissora central de Monte Carlo [10] foi fechada, como consequência da intenção da emissora de irradiar o sinal da Itália na próxima temporada televisiva. Isso resultou na demissão de todos os funcionários que trabalhavam lá. O protesto fez-se sentir com um ecrã de televisão que apareceu em todas as frequências de Telemontecarlo no dia 30 de Maio de 2000 das 20h05 às 20h33, que explicava o motivo da interrupção das emissões:

"No contexto do fechamento da direção TMC no Principado de Mônaco , o grupo Cecchi Gori usa meios inaceitáveis ​​para demitir todos os funcionários ... é inadmissível que TMC" rete monegasque "possa ser transmitido fora de Mônaco e que a transmissão seja realizado diretamente da Itália. "

( A tela de protesto dos funcionários da TMC apareceu para protestar contra o fechamento do escritório monegasco [11] )

Até o verão daquele ano, Telemontecarlo era transmitido iniciando o sinal dos escritórios de Milão e Roma e enviando-o em freqüência de serviço ao transmissor do escritório de Mônaco , de onde chegava então ao Principado, sul da França e Itália. Este sistema servia para manter o estatuto jurídico da televisão estrangeira, portanto de canal monegasco. Depois disso, a rede de televisão foi transmitida diretamente de Roma (nada havia sido produzido no escritório de Milão) e até o último momento foi chamada apenas com a abreviatura TMC e não mais com Telemontecarlo (mesmo que o público e a imprensa continuassem chamá-lo dos dois lados), perdendo assim definitivamente a conotação de uma rede monegasca e tornando-se uma emissora italiana em todos os aspectos.

O escritório de Munique permaneceu aberto por mais alguns meses, devido ao fato de que a rede teve que transmitir os campeonatos europeus de futebol na Bélgica e na Holanda em 2000 .

Gestão e encerramento da Telecom Italia Media (2000-2001)

Em 6 de agosto de 2000 [12] [13] , Cecchi Gori, após um mês e meio de longas negociações após o surgimento das dificuldades econômicas, vendeu TMC e TMC 2 para Seat Pagine Gialle , da Telecom Italia . A nova titularidade decidiu que, para relançar o canal de uma vez por todas, era necessário adoptar uma forma e um nome totalmente novos de forma a torná-lo capaz de competir com os principais canais nacionais da época (os três de Rai e os três da Mediaset ). A nova editora pretendia visar, como havia declarado desde o início, um alvo jovem para o relançamento da rede e por isso Roberto Giovalli , ex-diretor da Itália 1, foi nomeado diretor. A última temporada foi vivida como um período de transição, onde foram confirmados os cronogramas previamente definidos, mas ao mesmo tempo um projeto para uma nova TV estava sendo trabalhado.

In una conferenza stampa [14] tenuta il 3 maggio 2001 alla presenza dell'amministratore delegato Ernesto Mauri e del direttore di rete Roberto Giovalli venne comunicato ufficialmente che TMC sarebbe diventata LA7 , e che la nuova rete sarebbe stata lanciata il 24 giugno successivo. Questo cambio di nome doveva esserci in un modo o nell'altro dato che ormai il marchio Telemontecarlo da tantissimo tempo non corrispondeva più alla realtà che si era venuta a creare, visto che di monegasco non aveva più nulla e quindi non aveva più senso il suo utilizzo.

Iniziò ben presto una campagna acquisti per il nuovo corso dell'emittente, e il più importante fu quello di Gad Lerner , ex direttore del TG1 , che il 6 giugno fu nominato nuovo direttore di TMC News [15] e con esso gli furono affidate anche le direzioni della redazione sportiva TMC Sport , e della redazione giornalistica di TMC 2, quest'ultimo incarico assunto il 18 giugno. Molto si investì anche nella campagna pubblicitaria con promo televisivi su entrambe le reti, e con cartelloni per le strade che recitavano lo slogan: LA7 difficile spegnerla . Inoltre nei due mesi precedenti, ogni cinque minuti il logo di TMC iniziava a roteare per alcuni secondi, mostrando quello di LA7 , per poi fermarsi e tornare a quello di TMC.

Il 24 giugno di quell'anno, durante il programma di gala dal titolo Prima serata condotto da Fabio Fazio e Luciana Littizzetto dalla discoteca Alcatraz di Milano , si sancì ufficialmente la nascita di LA7 tramite un gesto simbolico compiuto alle ore 22:35, quando i conduttori si misero in collegamento video con la casa di un'arzilla signora settantenne e invitarono lei a premere il tasto 7 del proprio telecomando per fermare così la rotazione del logo TMC-LA7, che cominciò a roteare sullo schermo al momento dell'inizio del programma di gala. Tale gesto voleva rappresentare una sorta di "spartiacque" tra un prima e un dopo diversi tra loro; e così da quel momento TMC divenne ufficialmente LA7. Ma in realtà il logo di TMC venne affiancato [16] al nuovo marchio in alto a destra del teleschermo completamente trasparente. Questa disposizione dei loghi fu fatta per abituare gradualmente il pubblico al nuovo marchio adottato dall'emittente, e dimostrare una sorta di continuità e innovazione allo stesso tempo. Il logo di TMC rimase in video fino alla mezzanotte di domenica 9 settembre 2001 per poi scomparire definitivamente, lasciando visibile solo quello di LA7.

L'archivio di Telemontecarlo è oggi proprietà di LA7 , ma non è completo, in quanto manca tutto il materiale realizzato nella sede del Principato di Monaco e in quella di Milano nel periodo che va dal 1974 al 1985 , ovvero quando la Telemontecarlo italiana era di proprietà franco-monegasca, perché non è stato ceduto durante la vendita a Rede Globo . Tale materiale è ancora oggi proprietà di Groupe TF1 (società proprietaria della Tele Monte Carlo francese). L'archivio appartenente a LA7 comprende dunque tutto il materiale realizzato dall'autunno 1985 in poi, ovvero alle produzioni andate in onda a partire dall'inizio della gestione di Rede Globo , che venivano realizzate in prevalenza dalla sede romana (inaugurata proprio all'inizio della gestione brasiliana del canale) e in misura minore da quella monegasca e da quella milanese. Il motivo della mancanza del materiale della prima gestione è dovuta anche al fatto che le trasmissioni realizzate a Milano erano solo registrate, mentre per la messa in onda si portava la cassetta in automobile fino a Monte Carlo per poi essere da lì irradiata e poi inserita dunque nell'archivio della suddetta sede.

L'unico detentore e depositario del nome Tele Monte-Carlo è il canale di lingua francese perché quello in lingua italiana, fin dalla sua nascita, era solo una filiale del primo e la sua vera ragione sociale era TVI-TV Internazionale . Per cui l'emittente, quando, durante gli ultimi mesi della gestione Cecchi Gori Group e con l'inizio della gestione Telecom Italia Media, cessò di trasmettere dal territorio monegasco, per continuare a utilizzare il marchio Tele Monte Carlo in Italia dovette pagare i diritti al canale di lingua francese di comproprietà del Governo del Principato di Monaco e di TF1 , in base a un accordo siglato in precedenza con le autorità monegasche. Il pagamento di questi diritti cessò quando l'emittente cambiò nome in LA7 .

Loghi

Presidenti

Nome Periodo
Henri de France 1974 - 1985
Roberto Marinho 1985 - 1993
Antonio Ferruzzi 1993 - 1995
Vittorio Cecchi Gori 1995 - 2000
Roberto Colaninno
Lorenzo Pellicioli
2000 - 2001

Direttori

Generali

Nome Periodo
Henri Dolbois 1974 - 1977
Michel Bassi 1977 - 1981
Gérard Eymery 1984 - 1985
Roberto Irineu Marinho 1985 - 1993
Emmanuele Milano 1993 - 1996
Riccardo Piccioli 1996 - 1997
Biagio Agnes 1997 - 1999
Rita Rusić 1999 - 2000
Ernesto Mauri 2000 - 2001

Palinsesto

Nome Periodo
Jacques Antoine 1974 - 1976
Josette Cauvigny 1976 - 1978
Paolo Limiti 1978 - 1980
Ettore Andenna 1980 - 1981
Michel Lacroix 1981 - 1985
Herbert Fiuza 1985 - 1993
Andrea Melodia 1993 - 1995
Michele Franceschelli 1995 - 1997
Brando Giordani 1997 - 1998
Rita Rusić ( ad interim ) 1999 - 2000
Sonia Raule 2000
Roberto Giovalli 2000 - 2001

Sede e centri di produzione

  • Principato di Monaco : Boulevard Princesse Charlotte, 16; sede storica e legale dell'emittente dove vi si trovava l' emissione del segnale con la regia centrale della messa in onda di tutte le trasmissioni e dove venivano realizzate le produzioni relative alla programmazione motoristica e dove in origine si realizzava il telegiornale. Dopo il 2000 l'edificio, oramai rimasto vuoto, è stato abbattuto per far posto alla costruzione di un albergo Novotel. La Télé Monte Carlo e la Radio Monte Carlo francesi si sono poi trasferite nella nuova sede situata al porto e più precisamente alla banchina Quai Antoine 1er (località La Condamine ) [17] .
  • Milano : Viale Coni Zugna, 50; inaugurata nel 1976 prima dell'apertura della sede romana era questa la sede-avamposto dell'emittente monegasca in Italia, dove si registravano alcune trasmissioni e soprattutto gli spazi di approfondimento di Indro Montanelli che affiancavano il notiziario realizzato negli studi di Monte Carlo. In seguito, dopo l'apertura del centro di produzione TV romano, questa sede rivestirà un ruolo sempre più marginale. Questa sede è stata chiusa definitivamente nel 2001 e nel 2002 è stata riconvertita in un cinema multisala.
  • Roma : Piazza della Balduina, 48 - 49; sede operativa inaugurata nel 1986 con tanto di studi e Direzione dove venivano realizzati il telegiornale e la maggior parte delle produzioni televisive. Dal 2003, la struttura è stata riconvertita in un supermercato [18] .
  • Roma : Via Umberto Novaro, 32, traversa di via Teulada; moderno centro di produzione inaugurato nel 1998 , in precedenza sede della Lazio , e fortemente voluto dal Direttore Generale Biagio Agnes . Questo è ancora oggi il principale centro di produzione TV di LA7 , situato accanto allo storico CPTV della Rai .

Emittenti ripetitrici

Telemontecarlo per trasmettere sul territorio italiano aveva un trasmettitore sul Monte Agel in territorio francese (ma l'impianto godeva della extraterritorialità) rivolto verso l'Italia e che sovrasta il Principato di Monaco (canale UHF 35) e delle emittenti che ne ripetevano il segnale. Ecco una lista incompleta delle emittenti del Consorzio Tele Monte-Carlo :

Palinsesto

Prima fase (1974-1985)

Seconda fase (1985-1993)

Terza fase (1993-1995)

Ultima fase (1995-2001)

Informazione e approfondimento

Intrattenimento

Talk-show

Film e serie tv

Tv dei ragazzi

Annunciatrici

Anche Telemontecarlo ha avuto le proprie annunciatrici: Loredana Bolis e Liliana Dell'Acqua negli anni settanta , a cui si aggiunsero Cinzia Sgambati, Tiziana Arona, Raffaella Bragazzi e Sissi Carullo nei primi anni ottanta .

Poi, a metà degli anni ottanta , con il passaggio alla brasiliana Rede Globo , il network adottò un formato più americano che europeo e la figura dell'annunciatrice fu abolita.

In seguito, nel 1996 , con l'avvento della gestione Cecchi Gori Group , la figura dell'annunciatrice venne ripristinata con Paola Rota (che in precedenza aveva svolto tale mansione sulla syndication Odeon TV ), poi sostituita nel 1999 da Athama Martelli e Barbara Bernardi, ultime due signorine buonasera di TMC, attive fino al 2001 , anno della chiusura del canale. Dal 2001 , con la sostituzione di TMC con LA7 , la figura della signorina buonasera venne definitivamente cancellata.

Note

  1. ^ Satellite News: monografie: la storia delle televisioni di Monaco
  2. ^ LA7 , su www.storiaradiotv.it . URL consultato il 27 novembre 2018 .
  3. ^ Claudia Provvedini, Mike Bongiorno: a San Vittore ero il suo messaggero , in Corriere della Sera , 23 luglio 2001.
  4. ^ Mario Cervi, Gli anni del piombo , Mursia, 2009, pag. 139.
  5. ^ La Rai firma l'accordo con Telemontecarlo e sottrae a Berlusconi l'uso del satellite , in La Stampa , 19 marzo 1982, p. 19.
  6. ^ Glauco Benigni, NASCE L'ASSE ROMA - RIO , in la Repubblica , 20 luglio 1985.
  7. ^ In basso: Tmc, stretta finale oggi a Mediobanca Archiviato il 4 marzo 2016 in Internet Archive .
  8. ^ Citato in Le Garzantine , Televisione .
  9. ^ Cartoni animati dagli USA in Italia tutti i giorni a TMC2 , in Corriere della Sera , 1º luglio 1996, p. 33. URL consultato il 22 novembre 2009 (archiviato dall' url originale il 4 agosto 2009) .
  10. ^ Radio e televisioni estere in lingua italiana Archiviato il 15 dicembre 2011 in Internet Archive .
  11. ^ Aldo Fontanarosa, Tmc oscurata per protesta dai dipendenti , in la Repubblica , 31 maggio 2000.
  12. ^ Rinaldo Gianola, Seat-Tmc, nasce il nuovo polo tv , su repubblica.it , 7 agosto 2000.
  13. ^ Mtv trova casa a Tmc2 , su repubblica.it , 7 novembre 2000.
  14. ^ Tmc diventa "La 7" al via dal 24 giugno , su repubblica.it , 4 maggio 2001.
  15. ^ La 7, Gad Lerner direttore dei tg , su repubblica.it , 7 giugno 2001.
  16. ^ LA 7-TMC (2001) - TvShots
  17. ^ Rara immagine della regia della sede monegasca , su m.forbes.ru .
  18. ^ Balduina, dalla tv al supermercato , su archiviostorico.corriere.it (archiviato dall' url originale il 21 ottobre 2014) .

Bibliografia

Voci correlate

Altri progetti