Sauber F1 Team

Da Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para a navegação Ir para a pesquisa
Alfa Romeo Racing ORLEN
Alfa Romeo Racing Orlen logo 2020.png
Local suíço suíço
Hinwil
Categorias
Fórmula 1
Protótipo Esportivo
Dados gerais
Anos de atividade desde 1970
Fundador suíço Peter Sauber
Diretor França Frédéric Vasseur
Fórmula 1
Anos de participação De 1993 a 2005 e de2010
Melhor resultado 4º lugar ( 2001 )
Competições jogadas 441
Vitórias 0
Atualização: Grande Prêmio da Hungria de 2021
Pilotos em 2021
7 Finlândia Kimi Räikkönen
99 Itália Antonio Giovinazzi
Carro em 2021 Alfa Romeo C41
Observação
A partir de 2006 substituída pela BMW Sauber F1 Team e a partir de 2010 retoma o seu lugar

A Sauber F1 Team é uma equipe suíça de Fórmula 1 e anteriormente de carros esportivos, envolvida, entre outras coisas, no campeonato mundial de esportes , fundado por Peter Sauber e com sede em Hinwil . A partir de2020 está inscrita no campeonato mundial de Fórmula 1 com o nome de Alfa Romeo Racing ORLEN , após o acordo de patrocínio com a montadora italiana iniciado em2018 [1] (que se tornou o nome do título da equipe em2019 [2] ), e para aquele com a empresa polonesa que se tornou co-patrocinador a partir de 2020 [3] .

Da temporada de 2006 a 2009, a equipe foi vendida para a fabricante alemã BMW , que a tornou sua equipe oficial mantendo no nome BMW Sauber , uma referência à equipe original.

Em 27 de novembro de 2009 a equipe foi vendida novamente para o ex-proprietário e fundador Peter Sauber, retomando o nome de Sauber. Em 20 de julho de 2016, Peter Sauber vendeu a equipe para a empresa de investimentos suíça Longbow Finance SA , que manteve seu nome histórico apesar da nova propriedade.

História

Ícone da lupa mgx2.svg O mesmo tópico em detalhes: Peter Sauber .

Após seus estudos profissionais como eletricista, Peter Sauber começou sua carreira como vendedor de carros em Hinwil, [4] o que o levou a se envolver no mundo das corridas. Envolvimento incomum para um suíço residente em um país que baniu quase completamente o automobilismo após a gravíssima tragédia de 1955 nas 24 Horas de Le Mans [5] . A única exceção tolerada foram algumas subidas em que participou com seu Fusca .

Protótipos de esportes

Depois de decidir não continuar com o negócio da família (comércio de iluminação e semáforos para uso em estradas), Peter construiu seu primeiro carro, o Sauber C1 (o "C" desde então significa Christiane, o nome de sua esposa), em um de seus pais ' armazém. O carro, baseado em um chassi tubular com motor Ford - Cosworth de um litro, começou a competir nas provas de tempo do campeonato suíço de 1970 e teve uma longa vida competitiva ao longo da década de 1970 nas mãos de vários pilotos, incluindo Friedrich Hürzeler. , que ganhou o título em 1974.

Em 1971, o novo Sauber C2 foi confiado a Hans Kunis.

Em 1973, ele começou o verdadeiro negócio de venda de carros por comissão, quando construiu três novos Sauber C3s para vários clientes. O carro foi desenhado por Guy Boisson e foi usado principalmente no campeonato suíço de protótipos esportivos que, além dos contra-relógio na Suíça, incluiu algumas corridas no exterior (especialmente nos circuitos da Alemanha, França e Monza).

O Sauber C4 foi o primeiro carro com chassi de alumínio desenvolvido pela equipe e foi seguido pelo primeiro carro de muito sucesso, o Sauber C5 usado em vários campeonatos reservados para carros esportivos de dois litros com seu motor BMW de quatro cilindros (muito popular em Fórmula 2 e competições desportivas), em particular com a vitória no campeonato Interserie de 1976 nas mãos de Herbert Müller .

Desenhado de acordo com as regras do Grupo 6 , o carro foi admitido para participar nas 24 Horas de Le Mans de 1977 e 1978. Em ambos os anos, o carro também liderou a sua classe antes de se aposentar.

Outras categorias

Em 1979 a Sauber se dedicou a preparar o chassi Lola para a Fórmula 2 , dominando o campeonato suíço. Entre os pilotos estava Max Welti , que se tornará sócio e chefe da equipe.

Em 1980 e 1981 Sauber e Welti se dedicaram a preparar os BMW M1s engajados no Grupo 5 no campeonato da marca mundial e também a vencer os 1000 km de Nürburgring em 1981 com os pilotos Hans-Joachim Stuck e Nelson Piquet .

Le Grupo "C"

Em 1982, o mundo da marca viu o nascimento do novo regulamento do Grupo C. Com o patrocínio da BASF, o Sauber SHS C6 foi construído em colaboração com o estúdio de design Seger & Hoffman. Foi o primeiro carro Sauber a ser testado no túnel de vento.

Foi nesses testes que a Sauber conheceu Leo Ress, um técnico que se tornará fundamental para a equipe. No entanto, o carro foi um fiasco devido ao motor Ford Cosworth DFL, que foi impulsionado especialmente na versão de 3,3 litros e sujeito a terríveis vibrações na versão de 3,9 litros. A parceria acabou e o carro foi vendido para Walter Brun .

A Sauber teve que começar tudo de novo, com poucos recursos o Sauber C7 foi projetado, equipado com um motor BMW turboalimentado (praticamente o motor do BMW M1 Grupo 5). Apesar de poucos testes e três pilotos não profissionais que entraram diretamente no carro durante os treinos, o carro terminou as 24 Horas de Le Mans de 1983 em nono lugar, com surpreendente confiabilidade e sendo o único não Porsche 956 entre os 10 primeiros.

Dois anos depois, nas 24 Horas de Le Mans de 1985 , o Sauber C8 estreou, o primeiro carro nascido da colaboração entre a Sauber e a Mercedes-Benz . Esta feliz combinação levará ao sucesso nas 24 Horas de Le Mans de 1989, graças ao Sauber C9 , e a dois títulos mundiais de esportes em 1989 e 1990, graças ao próprio C9 e ao Mercedes-Benz C11 . Nas próximas duas edições, este último será substituído pelo Mercedes-Benz C291 e pelo Mercedes-Benz C292 . [6]

Fórmula 1

Os primórdios (1993-1996)

1993
Ícone da lupa mgx2.svg O mesmo tópico em detalhes: Campeonato Mundial de Fórmula 1 de 1993 .

Depois de uma militância muito longa no campeonato mundial de protótipos esportivos , onde alcançou muitos sucessos durante sua afiliação à Mercedes , a Sauber estreou na Fórmula 1 em 1993 no Grande Prêmio da África do Sul , sempre sob a égide da Mercedes (cuja estrela de três pontas apareceram nas laterais), com o motor construído pela Ilmor Engineering e com os pilotos Karl Wendlinger e JJ Lehto . No primeiro Grande Prêmio, Lehto conseguiu um excelente 5º lugar. No final daquele primeiro ano, a Sauber terminou em 7º lugar no campeonato com 12 pontos.

1994
Ícone da lupa mgx2.svg O mesmo tópico em detalhes: Campeonato Mundial de Fórmula 1 de 1994 .

Em 1994 , apesar de ser movida pelo novo motor Mercedes (na verdade uma evolução de Ilmor), a equipe suíça não melhorou seu desempenho, parando novamente aos 12 pontos com um modesto 8º lugar. Os pilotos foram confirmados Wendlinger (que sofreu um terrível acidente nos treinos livres para o Grande Prêmio de Mônaco , permaneceu em coma por muito tempo e foi substituído nas corridas restantes do campeonato primeiro por Andrea De Cesaris e posteriormente por Lehto [7] ) e o novato Heinz-Harald Frentzen . Também houve problemas com os patrocinadores, o que obrigou a Mercedes a cancelar, trazendo alguns de seus próprios patrocinadores para a equipe.

1995
Ícone da lupa mgx2.svg O mesmo tópico em detalhes: Campeonato Mundial de Fórmula 1 de 1995 .
Frentzen (centro) obtém o primeiro pódio na F1 para a Sauber com o terceiro lugar no Grande Prêmio da Itália de 1995 .

Nesse ínterim, a empresa alemã abandonou o fabricante suíço pela McLaren , de modo que a Sauber teve que recorrer aos motores Ford em 1995 . Inicialmente, a dupla de pilotos era a do ano anterior, Frentzen-Wendlinger, mas este último, nunca totalmente recuperado do acidente de Munique, provou que não poderia mais ter as performances do passado e foi substituído a partir do Grande Prêmio de Monaco de Jean-Christophe Boullion , exceto para voltar ao volante nas duas últimas corridas, mas com resultados ainda modestos. Porém, a Sauber, graças sobretudo aos resultados de Frentzen (que também conquistou o primeiro pódio da equipe em Monza , terminando em terceiro [8] ), melhorou na classificação, terminando na 7ª colocação com 18 pontos.

1996
Ícone da lupa mgx2.svg O mesmo tópico em detalhes: Campeonato Mundial de Fórmula 1 de 1996 .

Em 1996 , novamente com motores Ford, o desempenho foi ainda inferior visto que Frentzen e o novo piloto Johnny Herbert não ultrapassaram os 11 pontos globais que renderam o 7º lugar final, sendo o ano enobrecido apenas pelo 3º e 4º lugares obtidos por Herbert e Frentzen no ousado Grande Prêmio de Mônaco .

Acordos com Ferrari e Petronas (1997-2005)

1997
Ícone da lupa mgx2.svg O mesmo tópico em detalhes: Campeonato Mundial de Fórmula 1 de 1997 .

1997 foi o primeiro ano do acordo com a Ferrari e com a Petronas , estatal de petróleo da Malásia : o acordo previa que a equipe Maranello fornecesse os motores (do ano anterior), passando a ser renomeados pelo patrocinador. A Sauber-Petronas confirmou Herbert e contratou o italiano Nicola Larini como segundo guia, mas após apenas 5 corridas substituído pelo outro italiano Gianni Morbidelli , por sua vez substituído em 4 corridas pelo argentino Norberto Fontana . O resultado final foi um 7º lugar e um total de 16 pontos.

1998
Ícone da lupa mgx2.svg O mesmo tópico em detalhes: Campeonato Mundial de Fórmula 1 de 1998 .

Em 1998 Peter Sauber contou com o especialista Jean Alesi para tentar dar o salto de qualidade, mas o francês e o reconfirmado Herbert não ultrapassaram os 10 pontos totais que colocaram a equipe em 6º lugar, apesar do pódio (3º lugar, atrás de Damon Hill e Ralf Schumacher na Jordânia ) venceram por Alesi no Grande Prêmio da Bélgica , e a primeira linha capturada pelo próprio francês no Grande Prêmio da Áustria .

1999
Ícone da lupa mgx2.svg O mesmo tópico em detalhes: Campeonato Mundial de Fórmula 1 de 1999 .

Em 1999 o ano foi ainda mais decepcionante: Alesi juntou-se ao brasileiro Pedro Paulo Diniz , mas os dois conquistaram apenas 5 sextos lugares para um parco 8º lugar na classificação geral.

2000
Ícone da lupa mgx2.svg O mesmo tópico em detalhes: Formula 1 World Championship 2000 .

A temporada de 2000 foi um pouco melhor: com Mika Salo no lugar de Alesi, chegaram apenas 6 pontos e a confirmação da 8ª colocação no ano anterior.

2001
Ícone da lupa mgx2.svg O mesmo tópico em detalhes: Campeonato Mundial de Fórmula 1 de 2001 .

A partir de 2001, a equipe suíça finalmente começou a sentir os benefícios dos motores da Ferrari, e a dupla de jovens rampantes Nick Heidfeld e Kimi Räikkönen foram capazes de provar seu valor levando a Sauber ao 4º lugar na classificação com 21 pontos, o melhor resultado no história do estábulo. [9]

2002
Ícone da lupa mgx2.svg O mesmo tópico em detalhes: Campeonato Mundial de Fórmula 1 de 2002 .

Em 2002, uma grande injeção de dinheiro veio graças à venda do campeão Räikkönen para a McLaren , mas os resultados foram em declínio: o confirmado Heidfeld e o novo Felipe Massa não passaram dos 11 pontos para terminar em 5º lugar.

2003
Ícone da lupa mgx2.svg O mesmo tópico em detalhes: Campeonato Mundial de Fórmula 1 de 2003 .

Em 2003 os desempenhos mantiveram-se nos moldes do ano anterior: os jovens de Massa foram abandonados pela experiência do velho Frentzen, mas os resultados lutavam para chegar e no final o total de 19 pontos (superior ao ano anterior apenas graças à alteração do regulamento de pontuação) instalou a equipa num modesto 6º lugar geral entre 10 equipas inscritas.

2004
Ícone da lupa mgx2.svg O mesmo tópico em detalhes: Campeonato Mundial de Fórmula 1 2004 .
Fisichella no Grande Prêmio dos Estados Unidos de 2004 , onde o piloto romano terminou na nona posição.

Na safra de 2004 Peter Sauber focou em Giancarlo Fisichella e no cavalo de volta Felipe Massa e de certa forma os resultados foram vistos, com performances globais melhores (também fruto de uma certa superioridade dos pneus Bridgestone em relação aos Michelins montados por todos. equipes concorrentes diretas na classificação). As inúmeras chegadas na área de pontuação, principalmente por Fisichella, levaram a equipe a confirmar a sua 6ª colocação no ano anterior, mas com um número de pontos bem superior (34).

2005
Ícone da lupa mgx2.svg O mesmo tópico em detalhes: Campeonato Mundial de Fórmula 1 de 2005 .

Em 2005, porém, a Sauber também se abasteceu de pneus Michelin, mas sem resultados significativos, com o retorno a plena capacidade na Fórmula 1 do ex-campeão mundial Jacques Villeneuve (junto com o confirmado Massa) que, no entanto, inicialmente não se convenceu com os resultados ., tanto que depois de algumas corridas os rumores de sua possível demissão começaram a se perseguir. No geral, a equipe terminou em 8º na classificação final com 20 pontos, sendo dois quartos colocados (um por piloto) como os melhores resultados da corrida.

A venda para a BMW (2006-2009)

Ícone da lupa mgx2.svg O mesmo tópico em detalhes: BMW na Fórmula 1 § A aquisição da Sauber e o retorno como fabricante (2006-2009) .
Logotipo da BMW Sauber.

Os resultados decepcionantes das últimas temporadas contribuíram para a acumulação de um déficit econômico significativo que, tendo se tornado intransponível, obrigou Peter Sauber a vender a histórica equipe. Depois de muita especulação de que a equipe estava à venda para a Volkswagen , no dia 22 de junho de 2005 chegou a notícia oficial de que a BMW, já presente há anos na F1 como engenheira e acionista da Williams , havia assumido o comando da equipe e a partir da temporada de 2006 começaria correndo com as cores da empresa bávara e o nome BMW Sauber F1 Team , mantendo assim o nome Sauber no circo . Ele continuou a operar na Suíça e Peter Sauber manteve a função de consultor não operacional.

Nos 4 anos de actividade da equipa os pilotos foram Jacques Villeneuve, herdado da Sauber mas substituído após apenas 12 Grandes Prémios por Robert Kubica , Nick Heidfeld e, para apenas um Grande Prémio, Sebastian Vettel , na estreia na Fórmula 1. O melhor resultado obtido foi o segundo lugar na classificação de construtores em2007 (graças à desqualificação da McLaren pela conhecida história da espionagem ), enquanto a melhor conclusão da corrida foi a dupla vitória no Canadian Grand 2008 Prémio de Kubica e Heidfeld, com Kubica a subir ao pódio. Em sua última temporada, a BMW Sauber se mostrou menos competitiva do que no passado recente e conquistou apenas dois segundos lugares e termina com poucos pontos, o que a colocará na sexta posição no campeonato de construtores com 36 pontos. Os resultados abaixo das expectativas levaram a matriz a decidir suspender as atividades esportivas na Fórmula 1 no final da temporada de 2009, com um comunicado publicado em 29 de julho de 2009. [10]

O retorno dos motores Peter Sauber e Ferrari (2010-2016)

Em 15 de setembro de 2009, foi anunciada a venda da BMW Sauber para um fundo de investimento suíço, Qadbak Investments Ltd. A FIA inscreveu a BMW Sauber como equipe reserva para 2010, e indicou a possibilidade de que as equipes admitidas ao campeonato seguinte fossem 14. [11] Devido às dificuldades que surgiram na conclusão do negócio com o fundo Qadbak, a BMW comunicou em 27 de novembro 2009 de ter vendido a equipe para o ex-proprietário Peter Sauber , um acordo no entanto vinculado à admissão da equipe ao campeonato mundial de 2010. [12] Em 3 de dezembro de 2009 a FIA aceitou o registro da Sauber como a décima terceira equipe no campeonato mundial . [13]

2010
Ícone da lupa mgx2.svg O mesmo tópico em detalhes: Campeonato Mundial de Fórmula 1 de 2010 .
Kobayashi participou de treinos livres para o Grande Prêmio da Malásia de 2010 .

Em 2010 o novo carro , construído com os planos já elaborados pela BMW, era movido pela Ferrari , [14] e o primeiro piloto contratado foi o jovem japonês Kamui Kobayashi . Para o segundo lugar a casa suíça negociou com Nick Heidfeld e Giancarlo Fisichella , já terceiro piloto da Ferrari , mas no final a escolha recaiu sobre o veterano Pedro de la Rosa , ex-terceiro piloto da McLaren . [15] . O mexicano Esteban Gutiérrez foi contratado como terceiro piloto. Por motivos legais, o nome da equipe naquela temporada era, pelo menos oficialmente, BMW Sauber Ferrari . [16] Ao seu lado, Peter Sauber chamou Monisha Kaltenborn , nomeando-a como CEO da equipe (a primeira mulher a realizar tais funções em uma equipe de Fórmula 1 ) [17] .

No entanto, a temporada começou mal para a equipe, que conseguiu somar pontos pela primeira vez nesta temporada apenas na Turquia , sétima corrida da temporada, com Kobayashi terminando em décimo e de la Rosa terminando imediatamente atrás dele. A partir daí a Sauber foi mais consistente na pontuação e no geral o ano nem foi tão ruim, com 44 pontos no total e oitavo lugar entre os fabricantes. O melhor resultado da temporada foi conquistado por Kobayashi, que terminou em sexto na Grã-Bretanha . de la Rosa, por outro lado, conquistou apenas um sétimo lugar na Hungria e por isso foi demitido da equipe antes do Grande Prêmio de Cingapura . Em seu lugar, Heidfeld correu as últimas 5 corridas da temporada, ganhando um oitavo e nono lugares, respectivamente, no Japão e na Coréia .

2011
Ícone da lupa mgx2.svg O mesmo tópico em detalhes: Campeonato Mundial de Fórmula 1 de 2011 .

Em 2011 , a Sauber (tendo recuperado definitivamente o antigo nome) confiou o seu novo carro, o C30 , a Kamui Kobayashi e Sergio Pérez (cuja chegada foi apoiada pelo bilionário Carlos Slim Helú , que concedeu generosos patrocínios à equipa suíça). No primeiro GP da temporada na Austrália Pérez e Kobayashi terminaram nos pontos (sétimo e oitavo respectivamente), mas foram ambos desclassificados devido a uma irregularidade na asa traseira. A equipe compensou na corrida seguinte, que Kobayashi terminou em sétimo. Durante a prática da corrida de Monte Carlo , Pérez foi o autor de um acidente. Embora sem consequências graves, os médicos o impediram de disputar a próxima corrida, o Grande Prêmio do Canadá , onde foi substituído por Pedro de la Rosa . A Sauber terminou esta temporada na 7ª posição com 44 pontos, obtendo como melhor resultado a 5ª posição conquistada por Kobayashi em Monte Carlo.

2012
Ícone da lupa mgx2.svg O mesmo tópico em detalhes: Campeonato Mundial de Fórmula 1 de 2012 .
Sergio Pérez persegue a Ferrari de Fernando Alonso na Malásia, onde terminará em segundo lugar em 2012.

Em 2012 a equipe partiu com o C31 , também movido pela Ferrari , também pilotado este ano por Kamui Kobayashi e Sergio Pérez .

A melhor colocação da história da equipe foi registrada no Grande Prêmio da Malásia : Pérez, depois de também liderar a prova, ficou em segundo lugar, atrás da Ferrari de Fernando Alonso . A equipe também alcançou outros excelentes resultados no Grande Prêmio seguinte: no Canadá Pérez obteve o segundo pódio da temporada, ao qual foi adicionado um terceiro na Itália , onde o piloto mexicano, graças também a uma boa tática de corrida, fechou na segunda posição após sendo tirado do décimo terceiro lugar. Finalmente, no Grande Prêmio do Japão , a equipe suíça obteve o quarto pódio da temporada, desta vez com Kamui Kobayashi.

Às vésperas do Grande Prêmio do Brasil , a Sauber oficializou a contratação para a temporada seguinte do mexicano Esteban Gutiérrez no lugar de Kamui Kobayashi; ele foi acompanhado por Nico Hülkenberg , substituindo Sergio Pérez, que se mudou para a McLaren. A Sauber terminou a temporada em sexto na classificação de construtores com 126 pontos. Além dos quatro pódios, Kobayashi e Pérez marcaram uma volta rápida cada, respectivamente na China e em Mônaco .

A temporada registrou eventos notáveis ​​mesmo fora das pistas. Na verdade, durante o mês de abril, a Sauber iniciou uma parceria com o time de futebol britânico Chelsea . Este acordo, que previa o patrocínio mútuo das duas equipas desportivas, era uma novidade absoluta para a Fórmula 1 : nunca antes existiu uma cooperação entre um clube de futebol e uma equipa automóvel. Enquanto isso, Peter Sauber, depois de ter vendido um terço das participações da equipe para Monisha Kaltenborn , retirou-se de todas as funções ativas, nomeando Kaltenborn como chefe da equipe e mantendo para si apenas o cargo de presidente do conselho.

2013
Ícone da lupa mgx2.svg O mesmo tópico em detalhes: Campeonato Mundial de Fórmula 1 2013 .

Embora o novo C32 apresentasse algumas soluções técnicas interessantes, em particular as laterais com secção muito estreita [18] , o carro mostrou-se pouco competitivo na primeira parte da temporada de 2013 , tanto que nas primeiras dez corridas os suíços equipe somou apenas sete pontos, com um oitavo lugar obtido por Hülkenberg no Grande Prêmio da Malásia como melhor resultado.

No entanto, a partir do Grande Prêmio da Itália , a situação melhorou consideravelmente. Na pista de Monza, Hülkenberg surpreendentemente se classificou na terceira posição, terminando em quinto na linha de chegada. Nas sete corridas restantes, o piloto alemão conquistou mais cinco pontos finais, com um quarto lugar no Grande Prêmio da Coreia como seu melhor resultado, enquanto seu companheiro de equipe Gutiérrez somou pontos no Grande Prêmio do Japão , que terminou na sétima posição. A retomada no último terço do campeonato permitiu à seleção suíça limitar os prejuízos, fechando o campeonato na sétima colocação, com 57 pontos.

Ao longo do ano, no entanto, surgiram várias dificuldades financeiras, que provocaram atrasos no pagamento a vários fornecedores [19] . A situação foi temporariamente resolvida graças à entrada de alguns fundos de investimento russos, o que também levou à contratação do jovem piloto russo Sergej Sirotkin como piloto de testes para 2014 [20] .

2014
Ícone da lupa mgx2.svg O mesmo tópico em detalhes: Campeonato Mundial de Fórmula 1 de 2014 .
Gutiérrez em Cingapura em 2014

Embora Sirotkin tenha sido inicialmente indicado como piloto titular para 2014 , a equipe suíça juntou-se ao alemão Adrian Sutil , substituindo o titular Hülkenberg, ao lado do reconfirmado Gutiérrez.

O início da temporada foi ainda pior que o anterior. O novo C33 provou não ser muito competitivo e confiável, tanto que depois de terminar o Grande Prêmio da Austrália inaugural fora da zona de pontuação, Sutil e Gutiérrez foram ambos forçados a se retirar na Malásia e na China .

A situação não melhorou no resto da temporada, que acabou sendo a pior dos vinte anos de história da equipe. Nem Gutiérrez nem Sutil conseguiram marcar pontos: o piloto alemão conseguiu se classificar entre os dez primeiros do Grande Prêmio dos Estados Unidos , mas na corrida foi forçado a desistir após algumas curvas devido a um contato.

A Sauber então fechou a temporada sem pontos pela primeira vez em sua história, à frente apenas de Caterham na classificação de construtores.

2015
Ícone da lupa mgx2.svg O mesmo tópico em detalhes: Campeonato Mundial de Fórmula 1 2015 .

Depois da desastrosa temporada de 2014, para 2015 a Sauber trocou os dois pilotos, contratando Marcus Ericsson (vindo da Caterham) e Felipe Nasr (já terceiro piloto da Williams em 2014). No entanto, isso criou um desentendimento com o terceiro piloto Giedo van der Garde , que já tinha um contrato como piloto titular para a temporada. van der Garde levou a equipe suíça ao tribunal, vencendo o caso: a Sauber, portanto, teve que pagar uma indenização pesada ao motorista holandês [21] .

Apesar dessas complicações, o início do campeonato foi positivo para a seleção suíça. Na estreia sazonal no Grande Prêmio da Austrália, Nasr e Ericsson marcaram pontos, repetindo-se no Grande Prêmio da China . Depois disso, as pontuações ficaram mais escassas e o melhor resultado da temporada continuou sendo a quinta colocação de Nasr na primeira rodada. A Sauber avançou duas posições na classificação de construtores, terminando o campeonato na oitava posição, com 36 pontos.

Novas dificuldades econômicas (2016-2017)

2016
Ícone da lupa mgx2.svg O mesmo tópico em detalhes: 2016 Formula 1 World Championship .
Os dois Saubers de Nasr e Ericsson no Bahrein em 2016

Em 2016 a Sauber confirmou os dois pilotos. Desde o Grande Prêmio da Austrália, a situação econômica era muito complicada e na primeira parte da temporada nem Nasr nem Ericsson conseguiram marcar pontos.

Em 20 de julho, a equipe anunciou que havia sido adquirida pela firma de investimentos suíça Longbow Finance SA, com sede em Lutry, que adquiriu a equipe suíça, que estava há muito em dificuldades financeiras. Monisha Kaltenborn rimase a capo della gestione sportiva, mentre lo storico proprietario Peter Sauber abbandonò il circus della F1 dopo 24 anni. Il team, comunque, mantenne tutto il suo organigramma, fatta eccezione per il presidente, che diventò Pascal Picci, già presidente della Longbow Finance.

Con il Gran Premio d'Ungheria , la Sauber diventò il costruttore col maggior numero di gare disputate senza mai ottenere alcuna vittoria (341), battendo così il precedente record appartenente alla Minardi (340). Dopo diciannove gare (di cui nove, a partire dal Gran Premio d'Ungheria, disputate sotto la nuova gestione), nel Gran Premio del Brasile , penultimo appuntamento stagionale, accadde l'impensabile: Nasr (partito penultimo) colse i primi 2 punti per sé e per la scuderia, con il nono posto finale, cancellando così uno scomodo "0" in classifica e permettendo alla squadra di superare la Manor per l'importante decimo posto nei costruttori.

Al termine del Gran Premio del Giappone , disputato sul circuito di Suzuka , la Sauber annunciò che anche nella stagione 2017 avrebbe utilizzato le power unit Ferrari per le proprie monoposto [22] .

2017
Magnifying glass icon mgx2.svg Lo stesso argomento in dettaglio: Campionato mondiale di Formula 1 2017 .

La stagione 2017 si aprì con una monoposto nuova, la C36 , ancora una volta mossa da motore Ferrari (nello specifico, il Tipo 062 usato dalle Rosse nell'annata precedente) e con il debutto in Formula 1 del giovane italiano Antonio Giovinazzi , che sostituì nelle prime due gare il tedesco Pascal Wehrlein , infortunato, scelto per prendere il posto del brasiliano Nasr. La nuova monoposto, però, si dimostrò ancora una volta poco competitiva, al punto da riuscire solo in poche occasioni a raggiungere la Q2 in qualifica e arrivando a punti solo al quinto appuntamento stagionale, con un 8º posto di Wehrlein che portò i primi 4 punti per il team. Nel Gran Premio d'Azerbaigian Wehrlein regalò un altro punto agli elvetici.

All'indomani del Gran Premio di Gran Bretagna, Frédéric Vasseur diventò il nuovo team principal della scuderia, sostituendo Monisha Kaltenborn licenziata tre settimane prima. Allo stesso tempo il team confermò l'arrivo di Luca Furbatto come capo progettista e di Ian Wright come capo della dinamica del veicolo.

Nel resto della stagione la squadra non riuscì più ad ottenere punti. Nel frattempo la McLaren recuperò competitività e sopravanzò la Sauber, che venne così relegata all'ultimo posto nei costruttori con appena 5 punti.

Partnership con Alfa Romeo (2018-oggi)

Il 29 novembre 2017 la Sauber ha annunciato una partnership commerciale e tecnica con lo storico marchio Alfa Romeo , nuovo title sponsor del team; ciò ha portato nel 2018 a un cambio del nome ufficiale del team svizzero, che viene rinominato Alfa Romeo Sauber F1 Team [1] [23] [24] .

2018
Magnifying glass icon mgx2.svg Lo stesso argomento in dettaglio: Campionato mondiale di Formula 1 2018 .
Leclerc nel corso del Gran Premio d'Austria 2018

La nuova monoposto per la stagione 2018 , presentata il 20 febbraio, presenta i colori classici della scuderia Alfa Romeo storica, rosso e bianco, e il logo Alfa ben visibile sulle fiancate, alettone e musetto. Monta inoltre propulsori Ferrari di ultima generazione, che non saranno, a differenza di quanto annunciato in alcune indiscrezioni, marchiati da Alfa Romeo [25] . Sul fronte piloti, come prima guida viene riconfermato Marcus Ericsson , mentre Pascal Wehrlein , non essendo in possesso di alcuno sponsor, viene sostituito dal debuttante Charles Leclerc . L'inizio di stagione vede una Sauber più competitiva rispetto alle stagioni precedenti. Infatti nel secondo Gran Premio stagionale, in Bahrein , Marcus Ericsson ottiene i primi due punti in campionato per sé e per la scuderia, mentre nel caotico Gran Premio d'Azerbaigian Leclerc conquista i suoi primi punti in Formula 1 grazie al 6º posto finale. Anche nelle gare successive la Sauber conferma i progressi della vettura rispetto alle stagioni precedenti, conquistando diversi piazzamenti a punti con Leclerc e, nel Gran Premio d'Austria , anche con Ericsson: si tratta della prima gara terminata con entrambi i piloti a punti dal Gran Premio di Cina 2015 .

Jörg Zander lascia il ruolo di direttore tecnico a Simone Resta , proveniente dalla Ferrari, che si insedia a stagione praticamente finita.

Altri piazzamenti in zona punti arrivano nel Gran Premio di Germania , nel quale Ericsson taglia il traguardo in nona posizione, e nel Gran Premio del Belgio , nel quale il pilota svedese chiude al decimo posto. Anche nel finale di stagione la scuderia elvetica continua a ottenere buoni risultati: infatti Leclerc ed Ericsson ottengono diversi piazzamenti nei primi dieci. In particolare il giovane pilota monegasco chiude per quattro volte al settimo posto nelle ultime sei gare. Grazie a questa serie di risultati positivi la Sauber riesce a conquistare l'ottavo posto nella classifica costruttori con un totale di 48 punti, in netto miglioramento rispetto alle ultime due stagioni.

2019
Magnifying glass icon mgx2.svg Lo stesso argomento in dettaglio: Campionato mondiale di Formula 1 2019 .
Räikkönen, al ritorno nella scuderia dopo 18 anni, impegnato nel Gran Premio di Cina 2019 .

Il 2019 vede un profondo rinnovamento tecnico della vettura, curata da Luca Furbatto sotto la supervisione di Simone Resta , anche per via del nuovo regolamento aerodinamico. Nuovo anche il parco piloti, con il ritorno di Kimi Räikkönen a Hinwil dopo ben 18 anni [26] [27] [28] , sostituito in Ferrari da Charles Leclerc [29] [30] [31] , e la promozione a pilota titolare di Antonio Giovinazzi , già protagonista con il team di due gare nel 2017, che prende il posto di Marcus Ericsson , retrocesso al ruolo di terzo pilota. Con la stagione 2019 si fa maggiore la presenza del marchio Alfa Romeo in seno alla Sauber: la casa italiana diventa a tutti gli effetti title name del team svizzero, che muta ufficialmente denominazione in Alfa Romeo Racing [2] . Nonostante l'addio allo storico marchio Sauber dopo 26 stagioni nel circus , la proprietà mantiene la propria indipendenza, rimanendo separata da Fiat Chrysler Automobiles [32] . Nelle prime dodici gare della stagione la scuderia mantiene un buon rendimento, andando costantemente a punti, soprattutto con Räikkönen, mentre invece Giovinazzi fa più fatica e riesce nell'impresa soltanto in un'occasione, nel Gran Premio d'Austria . Entrambi i piloti tornano a punti in Germania , ma vengono penalizzati per irregolarità sulla vettura. Dopo la pausa estiva, la scuderia accusa un calo di prestazioni che relega i due piloti stabilmente nelle retrovie, centrando pochi piazzamenti tra i primi dieci, principalmente con Giovinazzi, mentre Räikkönen deve attendere il Gran Premio del Brasile per tornare in zona punti, con un quarto posto davanti al compagno di squadra. Il bilancio finale è di 57 punti, e vale per la seconda stagione consecutiva l'ottava posizione nel mondiale costruttori.

2020
Magnifying glass icon mgx2.svg Lo stesso argomento in dettaglio: Campionato mondiale di Formula 1 2020 .

Nel 2020 vengono confermati entrambi i piloti titolari; l'arrivo in seno alla scuderia di Robert Kubica nel ruolo di terzo pilota, reduce da una stagione da titolare alla Williams , porta con sé il marchio polacco PKN Orlen che diventa co-title sponsor del team, ufficialmente rinominato Alfa Romeo Racing ORLEN [3] . L'avvio di stagione si rivela deludente; a parte i 2 punti ottenuti da Giovinazzi nel Gran Premio inaugurale , la scuderia è infatti lontana dalla zona punti per la prima parte della stagione. Räikkönen deve attendere fino al rocambolesco Gran Premio della Toscana per conquistare i suoi primi punti in campionato, chiudendo all'ottavo posto, diventato poi nono a causa di una penalità. Un altro piazzamento in zona punti arriva nel Gran Premio dell'Eifel , nel quale Giovinazzi taglia il traguardo in decima posizione. NelGran Premio dell'Emilia-Romagna entrambi i piloti ottengono, per la prima volta in stagione, un piazzamento tra i primi dieci, con Räikkönen nono e Giovinazzi decimo. Fino al termine del campionato non ci saranno altri piazzamenti in zona punti. Nonostante il bilancio finale di una stagione molto deludente sia di appena 8 punti, la scuderia conferma per il terzo anno consecutivo l'ottava posizione nel mondiale costruttori.

2021
Magnifying glass icon mgx2.svg Lo stesso argomento in dettaglio: Campionato mondiale di Formula 1 2021 .

Per la stagione 2021 viene confermata per il terzo anno consecutivo la line-up dei piloti composta da Kimi Räikkönen e Antonio Giovinazzi . Il primo piazzamento in zona punti arriva nel Gran Premio di Monaco , nel quale il pilota italiano taglia il traguardo in decima posizione, piazzamento bissato nel successivo Gran Premio d'Azerbaigian dal pilota finlandese. Un nuovo piazzamento tra i primi dieci arriva nel Gran Premio d'Ungheria , nel quale Räikkönen, al termine di una gara rocambolesca, taglia il traguardo in undicesima posizione, ma per via della squalifica di Vettel giunto secondo, sale in decima posizione.

Gestione Sportiva

  • Piloti: Kimi Räikkönen , Antonio Giovinazzi
  • Presidente: Pascal Picci
  • Team Principal: Frédéric Vasseur
  • Team Manager: Beat Zehnder
  • Direttore tecnico: Jan Monchaux
  • Direttore operativo: Axel Kruse
  • Capo Progettista: carica vacante
  • Capo Aerodinamico: Nicolas Hennel de Beaupreau
  • Direttore marketing: Yan Lefort
  • Direttore delle operazioni in pista: Xevi Pujolar
  • Responsabile delle prestazioni della vettura: Ian Wright
  • Responsabile delle comunicazioni: Maria Guidotti
  • Responsabile delle strategie: Ruth Buscombe
  • Ingegneri di pista: Julien Simon-Chautemps , Jörn Becker
  • Capo meccanico: Reto Camenzind
  • Collaudatori: Robert Kubica , Tatiana Calderón , Callum Ilott

Principali piloti

Come piloti principali si intendono tutti coloro che abbiano corso almeno 15 Gran Premi con la scuderia.

Risultati in Formula 1

Anno Vettura Motore Gomme Piloti Flag of South Africa 1928-1994.svg Flag of Brazil.svg Flag of Europe.svg Flag of San Marino.svg Flag of Spain.svg Flag of Monaco.svg Flag of Canada.svg Flag of France.svg Flag of the United Kingdom.svg Flag of Germany.svg Flag of Hungary.svg Flag of Belgium.svg Flag of Italy.svg Flag of Portugal.svg Flag of Japan.svg Flag of Australia.svg Punti Pos.
1993 C12 Ilmor G Austria Wendlinger Rit Rit Rit Rit Rit 13 6 Rit Rit 9 6 Rit 4 5 Rit 15 12
Finlandia Lehto 5 Rit Rit 4 Rit Rit 7 Rit 8 Rit Rit 9 Rit 7 8 Rit
Anno Vettura Motore Gomme Piloti Flag of Brazil.svg Flag of the Pacific Community.svg Flag of San Marino.svg Flag of Monaco.svg Flag of Spain.svg Flag of Canada.svg Flag of France.svg Flag of the United Kingdom.svg Flag of Germany.svg Flag of Hungary.svg Flag of Belgium.svg Flag of Italy.svg Flag of Portugal.svg Flag of Europe.svg Flag of Japan.svg Flag of Australia.svg Punti Pos.
1994 C13 Mercedes G Austria Wendlinger 6 Rit 4 NQ INF INF INF INF INF INF INF INF INF INF INF INF 12
Italia De Cesaris Rit 6 Rit Rit Rit Rit Rit Rit Rit
Finlandia Lehto Rit 10
Germania Frentzen Rit 5 7 WD Rit Rit 4 7 Rit Rit Rit Rit Rit 6 6 7
Anno Vettura Motore Gomme Piloti Flag of Brazil.svg Flag of Argentina.svg Flag of San Marino.svg Flag of Spain.svg Flag of Monaco.svg Flag of Canada.svg Flag of France.svg Flag of the United Kingdom.svg Flag of Germany.svg Flag of Hungary.svg Flag of Belgium.svg Flag of Italy.svg Flag of Portugal.svg Flag of Europe.svg Flag of the Pacific Community.svg Flag of Japan.svg Flag of Australia.svg Punti Pos.
1995 C14 Ford G Austria Wendlinger Rit Rit Rit 13 10 Rit 18
Francia Boullion 8 Rit Rit 9 5 10 11 6 12 Rit Rit
Germania Frentzen Rit 5 6 8 6 Rit 10 6 Rit 5 4 3 6 Rit 7 8 Rit
Anno Vettura Motore Gomme Piloti Flag of Australia.svg Flag of Brazil.svg Flag of Argentina.svg Flag of Europe.svg Flag of San Marino.svg Flag of Monaco.svg Flag of Spain.svg Flag of Canada.svg Flag of France.svg Flag of the United Kingdom.svg Flag of Germany.svg Flag of Hungary.svg Flag of Belgium.svg Flag of Italy.svg Flag of Portugal.svg Flag of Japan.svg Punti Pos.
1996 C15 Ford G Regno Unito Herbert NP Rit 9 7 Rit 3 Rit 7 SQ 9 Rit Rit Rit 9 8 10 11
Germania Frentzen 8 Rit Rit Rit Rit 4 4 Rit Rit 8 8 Rit Rit Rit 7 6
Anno Vettura Motore Gomme Piloti Flag of Australia.svg Flag of Brazil.svg Flag of Argentina.svg Flag of San Marino.svg Flag of Monaco.svg Flag of Spain.svg Flag of Canada.svg Flag of France.svg Flag of the United Kingdom.svg Flag of Germany.svg Flag of Hungary.svg Flag of Belgium.svg Flag of Italy.svg Flag of Austria.svg Flag of Luxembourg.svg Flag of Japan.svg Flag of Europe.svg Punti Pos.
1997 C16 Petronas G Regno Unito Herbert Rit 7 4 Rit Rit 5 5 8 Rit Rit 3 4 Rit 8 7 6 8 16
Italia Larini 6 11 Rit 7 Rit
Italia Morbidelli 14 10 INF INF INF Rit 9 12 9 9 NP INF
Argentina Fontana Rit 9 9 14
Anno Vettura Motore Gomme Piloti Flag of Australia.svg Flag of Brazil.svg Flag of Argentina.svg Flag of San Marino.svg Flag of Spain.svg Flag of Monaco.svg Flag of Canada.svg Flag of France.svg Flag of the United Kingdom.svg Flag of Austria.svg Flag of Germany.svg Flag of Hungary.svg Flag of Belgium.svg Flag of Italy.svg Flag of Luxembourg.svg Flag of Japan.svg Punti Pos.
1998 C17 Petronas G Francia Alesi Rit 9 5 6 10 12 Rit 7 Rit Rit 10 7 3 5 10 7 10
Regno Unito Herbert 6 11 Rit Rit 7 7 Rit 8 Rit 8 Rit 10 Rit Rit Rit 10
Anno Vettura Motore Gomme Piloti Flag of Australia.svg Flag of Brazil.svg Flag of San Marino.svg Flag of Monaco.svg Flag of Spain.svg Flag of Canada.svg Flag of France.svg Flag of the United Kingdom.svg Flag of Austria.svg Flag of Germany.svg Flag of Hungary.svg Flag of Belgium.svg Flag of Italy.svg Flag of Europe.svg Flag of Malaysia.svg Flag of Japan.svg Punti Pos.
1999 C18 Petronas B Francia Alesi Rit Rit 6 Rit Rit Rit Rit 14 Rit 8 16 9 9 Rit 7 6 5
Brasile Diniz Rit Rit Rit Rit Rit 6 Rit 6 6 Rit Rit Rit Rit Rit Rit 11
Anno Vettura Motore Gomme Piloti Flag of Australia.svg Flag of Brazil.svg Flag of San Marino.svg Flag of the United Kingdom.svg Flag of Spain.svg Flag of Europe.svg Flag of Monaco.svg Flag of Canada.svg Flag of France.svg Flag of Austria.svg Flag of Germany.svg Flag of Hungary.svg Flag of Belgium.svg Flag of Italy.svg Flag of the United States.svg Flag of Japan.svg Flag of Malaysia.svg Punti Pos.
2000 C19 Petronas B Brasile Diniz Rit WD 8 11 Rit 7 Rit 10 11 9 Rit Rit 11 8 8 11 Rit 6
Finlandia Salo SQ WD 6 8 7 Rit 5 Rit 10 6 5 10 9 7 Rit 10 8
Anno Vettura Motore Gomme Piloti Flag of Australia.svg Flag of Malaysia.svg Flag of Brazil.svg Flag of San Marino.svg Flag of Spain.svg Flag of Austria.svg Flag of Monaco.svg Flag of Canada.svg Flag of Europe.svg Flag of France.svg Flag of the United Kingdom.svg Flag of Germany.svg Flag of Hungary.svg Flag of Belgium.svg Flag of Italy.svg Flag of the United States.svg Flag of Japan.svg Punti Pos.
2001 C20 Petronas B Germania Heidfeld 4 Rit 3 7 6 9 Rit Rit Rit 6 6 Rit 6 Rit 11 6 9 21
Finlandia Räikkönen 6 Rit Rit Rit 8 4 10 4 10 7 5 Rit 7 NP 7 Rit Rit
Anno Vettura Motore Gomme Piloti Flag of Australia.svg Flag of Malaysia.svg Flag of Brazil.svg Flag of San Marino.svg Flag of Spain.svg Flag of Austria.svg Flag of Monaco.svg Flag of Canada.svg Flag of Europe.svg Flag of the United Kingdom.svg Flag of France.svg Flag of Germany.svg Flag of Hungary.svg Flag of Belgium.svg Flag of Italy.svg Flag of the United States.svg Flag of Japan.svg Punti Pos.
2002 C21 Petronas B Germania Heidfeld Rit 5 Rit 10 4 Rit 8 12 7 6 7 6 9 10 10 9 7 11
Brasile Massa Rit 6 Rit 8 5 Rit Rit 9 6 9 Rit 7 7 Rit Rit Rit
Germania Frentzen 13
Anno Vettura Motore Gomme Piloti Flag of Australia.svg Flag of Malaysia.svg Flag of Brazil.svg Flag of San Marino.svg Flag of Spain.svg Flag of Austria.svg Flag of Monaco.svg Flag of Canada.svg Flag of Europe.svg Flag of France.svg Flag of the United Kingdom.svg Flag of Germany.svg Flag of Hungary.svg Flag of Italy.svg Flag of the United States.svg Flag of Japan.svg Punti Pos.
2003 C22 Petronas B Germania Heidfeld Rit 8 Rit 10 10 Rit 11 Rit 8 13 17 10 9 9 5 9 19
Germania Frentzen 6 9 5 11 Rit NP Rit Rit 9 12 12 Rit Rit 13 3 Rit
Anno Vettura Motore Gomme Piloti Flag of Australia.svg Flag of Malaysia.svg Flag of Bahrain.svg Flag of San Marino.svg Flag of Spain.svg Flag of Monaco.svg Flag of Europe.svg Flag of Canada.svg Flag of the United States.svg Flag of France.svg Flag of the United Kingdom.svg Flag of Germany.svg Flag of Hungary.svg Flag of Belgium.svg Flag of Italy.svg Flag of the People's Republic of China.svg Flag of Japan.svg Flag of Brazil.svg Punti Pos.
2004 C23 Petronas B Italia Fisichella 10 11 11 9 7 Rit 6 4 9 12 6 9 8 5 8 7 8 9 34
Brasile Massa Rit 8 12 10 9 5 9 Rit Rit 13 9 13 Rit 4 12 8 9 8
Anno Vettura Motore Gomme Piloti Flag of Australia.svg Flag of Malaysia.svg Flag of Bahrain.svg Flag of San Marino.svg Flag of Spain.svg Flag of Monaco.svg Flag of Europe.svg Flag of Canada.svg Flag of the United States.svg Flag of France.svg Flag of the United Kingdom.svg Flag of Germany.svg Flag of Hungary.svg Flag of Turkey.svg Flag of Italy.svg Flag of Belgium.svg Flag of Brazil.svg Flag of Japan.svg Flag of the People's Republic of China.svg Punti Pos.
2005 C24 Petronas M Canada Villeneuve 13 Rit 11 4 Rit 11 13 9 NP 8 14 15 Rit 11 11 6 12 12 10 20
Brasile Massa 10 10 7 10 11 9 14 4 NP Rit 10 8 14 Rit 9 10 11 10 6
Anno Vettura Motore Gomme Piloti Flag of Bahrain.svg Flag of Australia.svg Flag of Malaysia.svg Flag of the People's Republic of China.svg Flag of Spain.svg Flag of Monaco.svg Flag of Turkey.svg Flag of Canada.svg Flag of Europe.svg Flag of the United Kingdom.svg Flag of Germany.svg Flag of Hungary.svg Flag of Belgium.svg Flag of Italy.svg Flag of Singapore.svg Flag of Japan.svg Flag of South Korea.svg Flag of Brazil.svg Flag of the United Arab Emirates.svg Punti Pos.
2010 C29 Ferrari 056 B Spagna de la Rosa Rit 12 NP Rit Rit Rit 11 Rit 12 Rit 14 7 11 14 44
Germania Heidfeld Rit 8 9 17 11
Giappone Kobayashi Rit Rit Rit Rit 12 Rit 10 Rit 7 6 11 9 8 Rit Rit 7 8 10 14
Anno Vettura Motore Gomme Piloti Flag of Australia.svg Flag of Malaysia.svg Flag of the People's Republic of China.svg Flag of Turkey.svg Flag of Spain.svg Flag of Monaco.svg Flag of Canada.svg Flag of Europe.svg Flag of the United Kingdom.svg Flag of Germany.svg Flag of Hungary.svg Flag of Belgium.svg Flag of Italy.svg Flag of Singapore.svg Flag of Japan.svg Flag of South Korea.svg Flag of India.svg Flag of the United Arab Emirates.svg Flag of Brazil.svg Punti Pos.
2011 C30 Ferrari 056 P Giappone Kobayashi SQ 7 10 10 10 5 7 16 Rit 9 11 12 Rit 14 13 15 Rit 10 9 44
Messico Pérez SQ Rit 17 14 9 NP SP 11 7 11 15 Rit Rit 10 8 16 10 11 13
Spagna de la Rosa 12
Anno Vettura Motore Gomme Piloti Flag of Australia.svg Flag of Malaysia.svg Flag of the People's Republic of China.svg Flag of Bahrain.svg Flag of Spain.svg Flag of Monaco.svg Flag of Canada.svg Flag of Europe.svg Flag of the United Kingdom.svg Flag of Germany.svg Flag of Hungary.svg Flag of Belgium.svg Flag of Italy.svg Flag of Singapore.svg Flag of Japan.svg Flag of South Korea.svg Flag of India.svg Flag of the United Arab Emirates.svg Flag of the United States.svg Flag of Brazil.svg Punti Pos.
2012 C31 Ferrari 056 P Giappone Kobayashi 6 Rit 10 13 5 Rit 9 Rit 11 4 18 13 9 13 3 Rit 14 6 14 9 126
Messico Pérez 8 2 11 11 Rit 11 3 9 Rit 6 14 Rit 2 10 Rit 11 Rit 15 11 Rit
Anno Vettura Motore Gomme Piloti Flag of Australia.svg Flag of Malaysia.svg Flag of the People's Republic of China.svg Flag of Bahrain.svg Flag of Spain.svg Flag of Monaco.svg Flag of Canada.svg Flag of the United Kingdom.svg Flag of Germany.svg Flag of Hungary.svg Flag of Belgium.svg Flag of Italy.svg Flag of Singapore.svg Flag of South Korea.svg Flag of Japan.svg Flag of India.svg Flag of the United Arab Emirates.svg Flag of the United States.svg Flag of Brazil.svg Punti Pos.
2013 C32 Ferrari 056 P Germania Hülkenberg NP 8 10 12 15 11 Rit 10 10 11 13 5 9 4 6 19 14 6 8 57
Messico Gutiérrez 13 12 Rit 18 11 13 20 14 14 Rit 14 13 12 11 7 15 13 13 12
Anno Vettura Motore Gomme Piloti Flag of Australia.svg Flag of Malaysia.svg Flag of Bahrain.svg Flag of the People's Republic of China.svg Flag of Spain.svg Flag of Monaco.svg Flag of Canada.svg Flag of Austria.svg Flag of the United Kingdom.svg Flag of Germany.svg Flag of Hungary.svg Flag of Belgium.svg Flag of Italy.svg Flag of Singapore.svg Flag of Japan.svg Flag of Russia.svg Flag of the United States.svg Flag of Brazil.svg Flag of the United Arab Emirates.svg Punti Pos.
2014 C33 Ferrari 059 P Germania Sutil 11 Rit Rit Rit 17 Rit 13 13 13 Rit 11 14 15 Rit 21 16 Rit 16 16 0 10º
Messico Gutiérrez 12 Rit Rit 16 16 Rit 14 19 Rit 14 Rit 15 20 Rit 13 15 14 14 15
Anno Vettura Motore Gomme Piloti Flag of Australia.svg Flag of Malaysia.svg Flag of the People's Republic of China.svg Flag of Bahrain.svg Flag of Spain.svg Flag of Monaco.svg Flag of Canada.svg Flag of Austria.svg Flag of the United Kingdom.svg Flag of Hungary.svg Flag of Belgium.svg Flag of Italy.svg Flag of Singapore.svg Flag of Japan.svg Flag of Russia.svg Flag of the United States.svg Flag of Mexico.svg Flag of Brazil.svg Flag of the United Arab Emirates.svg Punti Pos.
2015 C34 Ferrari 059/3 e 059/4 P Svezia Ericsson 8 Rit 10 14 14 13 14 13 11 10 10 9 11 14 Rit Rit 12 13 15 36
Brasile Nasr 5 12 8 12 12 9 16 11 NP 11 11 13 10 20 6 9 Rit 16 14
Anno Vettura Motore Gomme Piloti Flag of Australia.svg Flag of Bahrain.svg Flag of the People's Republic of China.svg Flag of Russia.svg Flag of Spain.svg Flag of Monaco.svg Flag of Canada.svg Flag of Europe.svg Flag of Austria.svg Flag of the United Kingdom.svg Flag of Hungary.svg Flag of Germany.svg Flag of Belgium.svg Flag of Italy.svg Flag of Singapore.svg Flag of Malaysia.svg Flag of Japan.svg Flag of the United States.svg Flag of Mexico.svg Flag of Brazil.svg Flag of the United Arab Emirates.svg Punti Pos.
2016 C35 Ferrari 059/5 P Svezia Ericsson Rit 12 16 14 12 Rit 15 17 15 Rit 20 18 Rit 16 17 12 15 14 11 Rit 15 2 10º
Brasile Nasr 15 14 20 16 14 Rit 18 12 13 15 17 Rit 17 Rit 13 Rit 19 15 15 9 16
Anno Vettura Motore Gomme Piloti Flag of Australia.svg Flag of the People's Republic of China.svg Flag of Bahrain.svg Flag of Russia.svg Flag of Spain.svg Flag of Monaco.svg Flag of Canada.svg Flag of Azerbaijan.svg Flag of Austria.svg Flag of the United Kingdom.svg Flag of Hungary.svg Flag of Belgium.svg Flag of Italy.svg Flag of Singapore.svg Flag of Malaysia.svg Flag of Japan.svg Flag of the United States.svg Flag of Mexico.svg Flag of Brazil.svg Flag of the United Arab Emirates.svg Punti Pos.
2017 C36 Ferrari 061 P Svezia Ericsson Rit 15 Rit 15 11 Rit 13 11 15 14 16 16 18 Rit 18 Rit 15 Rit 13 17 5 10º
Germania Wehrlein SP INF 11 16 8 Rit 15 10 14 17 15 Rit 16 12 17 15 Rit 14 14 14
Italia Giovinazzi 12 Rit
Anno Vettura Motore Gomme Piloti Flag of Australia.svg Flag of Bahrain.svg Flag of the People's Republic of China.svg Flag of Azerbaijan.svg Flag of Spain.svg Flag of Monaco.svg Flag of Canada.svg Flag of France.svg Flag of Austria.svg Flag of the United Kingdom.svg Flag of Germany.svg Flag of Hungary.svg Flag of Belgium.svg Flag of Italy.svg Flag of Singapore.svg Flag of Russia.svg Flag of Japan.svg Flag of the United States.svg Flag of Mexico.svg Flag of Brazil.svg Flag of the United Arab Emirates.svg Punti Pos.
2018 C37 Ferrari 062 P Svezia Ericsson Rit 9 16 11 13 11 15 13 10 Rit 9 15 10 15 11 13 12 10 9 Rit Rit 48
Monaco Leclerc 13 12 19 6 10 18 10 10 9 Rit 15 Rit Rit 11 9 7 Rit Rit 7 7 7
Anno Vettura Motore Gomme Piloti Flag of Australia.svg Flag of Bahrain.svg Flag of the People's Republic of China.svg Flag of Azerbaijan.svg Flag of Spain.svg Flag of Monaco.svg Flag of Canada.svg Flag of France.svg Flag of Austria.svg Flag of the United Kingdom.svg Flag of Germany.svg Flag of Hungary.svg Flag of Belgium.svg Flag of Italy.svg Flag of Singapore.svg Flag of Russia.svg Flag of Japan.svg Flag of Mexico.svg Flag of the United States.svg Flag of Brazil.svg Flag of the United Arab Emirates.svg Punti Pos.
2019 C38 Ferrari 062 EVO P Finlandia Räikkönen 8 7 9 10 14 17 15 7 9 8 12 7 16 15 Rit 13 12 Rit 11 4 13 57
Italia Giovinazzi 15 11 15 12 16 19 13 16 10 Rit 13 18 18 9 10 15 14 14 14 5 16
Anno Vettura Motore Gomme Piloti Flag of Austria.svg Flag of Styria (state).svg Flag of Hungary.svg Flag of the United Kingdom.svg F1 - GP del 70º anniversario 2020.png Flag of Spain.svg Flag of Belgium.svg Flag of Italy.svg Flag of Tuscany.svg Flag of Russia.svg Flag of Rhineland-Palatinate.svg Flag of Portugal.svgBandiera Emilia-Romagna.svg Flag of Turkey.svg Flag of Bahrain.svg Flag of Bahrain.svg Flag of the United Arab Emirates.svg Punti Pos.
2020 C39 Ferrari P Finlandia Räikkönen Rit 11 15 17 15 14 12 13 9 14 12 11 9 15 15 14 12 8
Italia Giovinazzi 9 14 17 14 17 16 Rit 16 Rit 11 10 15 10 Rit 16 13 16
Anno Vettura Motore Gomme Piloti Flag of Bahrain.svgBandiera Emilia-Romagna.svg Flag of Portugal.svg Flag of Spain.svg Flag of Monaco.svg Flag of Azerbaijan.svg Flag of France.svg Flag of Styria (state).svg Flag of Austria.svg Flag of the United Kingdom.svg Flag of Hungary.svg Flag of Belgium.svg Flag of the Netherlands.svg Flag of Italy.svg White flag of surrender.svg Flag of Turkey.svg Flag of the United States.svg Flag of Mexico.svg Flag of Brazil.svg Flag of none.svg Flag of Saudi Arabia.svg Flag of the United Arab Emirates.svg Punti Pos.
2021 C41 Ferrari 065/6 P Finlandia Räikkönen 11 13 Rit 12 11 10 17 11 15 15 10 3
Italia Giovinazzi 12 14 12 15 10 11 15 15 14 13 13
Legenda 1º posto 2º posto 3º posto A punti Senza punti/Non class. Grassetto – Pole position
Corsivo – Giro più veloce
Apice – Risultato Qualifica Sprint
Squalificato Ritirato Non partito Non qualificato Solo prove/Terzo pilota

Loghi

Note

  1. ^ a b F.1, torna l'Alfa Romeo: sarà partner della Sauber , in gazzetta.it , 29 novembre 2017. URL consultato il 29 novembre 2017 .
  2. ^ a b La Sauber cambia nome in Alfa Romeo Racing , su quattroruote.it , 1º febbraio 2019. URL consultato il 1º febbraio 2019 .
  3. ^ a b ( EN ) The eagle soars as PKN ORLEN joins Alfa Romeo Racing as Official Co-Title Sponsor , su sauber-group.com , 1º gennaio 2020.
  4. ^ Swiss News - Copia archiviata ( PDF ), su swissnews.ch . URL consultato il 19 marzo 2014 (archiviato dall' url originale il 24 settembre 2015) .
  5. ^ GrandPrix.com (Swiss look into motorsports ban of 1958) http://www.grandprix.com/ns/ns19754.html
  6. ^ Leggenda Motori: la dominatrice endurance di fine anni '80, la Sauber C9 , su giornalemotori.com , 5 ottobre 2019. URL consultato il 13 febbraio 2021 .
  7. ^ Monaco 1994, l'incidente di Wendlinger nella prima corsa dopo lo shock di Imola , su f1web.it , 17 maggio 2014. URL consultato il 13 febbraio 2021 .
  8. ^ Fastback | GP Italia 1995: il sogno Rosso sfuma sul più bello , su thelastcorner.it , 2 settembre 2013. URL consultato il 13 febbraio 2021 .
  9. ^ Quando Räikkönen debuttò in F1 con la Sauber nel 2001 , su wheels.iconmagazine.it , 14 settembre 2018. URL consultato il 13 febbraio 2021 .
  10. ^ ( EN ) Official: BMW leaves F1 , in pitpass.com , 29 luglio 2009. URL consultato il 29 luglio 2009 .
  11. ^ Il ritorno della Lotus. Sarà il 13° team del 2010 , su gazzetta.it . URL consultato il 15 settembre 2009 .
  12. ^ Bmw: "Il team passa a Sauber se la squadra corre il Mondiale 2010 , su f1.gpupdate.net . URL consultato il 27 novembre 2009 (archiviato dall' url originale il 30 novembre 2009) .
  13. ^ Sauber nel Mondiale-Adesso è ufficiale , su gazzetta.it . URL consultato il 4 dicembre 2009 .
  14. ^ Peter Sauber: "Il team avrà motori Ferrari" , su f1.gpupdate.net . URL consultato il 5 dicembre 2009 (archiviato dall'url originale il 7 dicembre 2009) .
  15. ^ f1 bmw-sauber De la Rosa pilota ufficiale mondiale 2010 [ collegamento interrotto ] , su sport.virgilio.it . URL consultato il 20 gennaio 2010 .
  16. ^ Il nome del team Sauber per il momento non cambierà , su f1.gpupdate.net . URL consultato il 5 gennaio 2010 (archiviato dall' url originale il 6 gennaio 2010) .
  17. ^ La Kaltenborn team manager Sauber , su italiaracing.net . URL consultato il 10 gennaio 2010 .
  18. ^ ( EN ) Sauber C32 , su f1technical.net , f1technical. URL consultato il 3 giugno 2014 .
  19. ^ Kaltenborn: "Sauber salderà tutti i debiti con i fornitori" , in formulapassion.it , 6 settembre 2013. URL consultato il 3 giugno 2014 .
  20. ^ ( EN ) Sergey Sirotkin becomes Sauber F1 test driver for 2014 , in Autosport.com , 21 dicembre 2013. URL consultato il 3 giugno 2014 .
  21. ^ Sauber-Van der Garde, al pilota va un indennizzo economico , in Autosprint.corrieredellosport.it , 18 marzo 2015. URL consultato il 25 marzo 2015 (archiviato dall' url originale il 28 aprile 2015) .
  22. ^ La Sauber con power unit Ferrari anche nel 2017 - tuttomotorsport.com , in tuttomotorsport.com , 17 ottobre 2016. URL consultato il 19 ottobre 2016 (archiviato dall' url originale il 19 ottobre 2016) .
  23. ^ Un'analoga denominazione si ebbe nei primi anni 2000 con la Williams , che in seguito alla collaborazione con la BMW (che peraltro prevedeva, a differenza dell'Alfa Romeo Sauber, la fornitura di motori), cambiò nome in "BMW Williams F1 Team".
  24. ^ ( EN ) The Sauber F1 Team enters a multi-year partnership agreement with Alfa Romeo , su sauberf1team.com , 29 novembre 2017. URL consultato il 29 novembre 2017 (archiviato dall' url originale il 1º gennaio 2018) .
  25. ^ No, la Sauber F1 non monterà motori Alfa Romeo nel 2018 - Formula 1 - Panoramauto , in Panoramauto , 29 novembre 2017. URL consultato il 2 dicembre 2017 .
  26. ^ Formula 1, la carriera di Raikkonen: l'ultimo eroe a vincere un Mondiale con la Ferrari | Sky Sport , su sport-sky-it.cdn.ampproject.org . URL consultato l'11 settembre 2018 .
  27. ^ Vasseur: "Raikkonen pilastro del progetto Alfa Romeo Sauber" - Formula 1 - Motorsport , su www-formulapassion-it.cdn.ampproject.org . URL consultato l'11 settembre 2018 .
  28. ^ Ufficiale: Raikkonen pilota Sauber fino al 2020 - Formula 1 - Motorsport , su www-formulapassion-it.cdn.ampproject.org . URL consultato l'11 settembre 2018 .
  29. ^ Formula 1, Leclerc alla Ferrari dal 2019. Prende il posto di Kimi Raikkonen | Sky Sport , su sport-sky-it.cdn.ampproject.org . URL consultato l'11 settembre 2018 .
  30. ^ F1, Raikkonen lascia la Ferrari a fine stagione. Al suo posto Leclerc | Sky TG24 . URL consultato l'11 settembre 2018 .
  31. ^ Leclerc: "La Ferrari un sogno che si avvera nel nome di Bianchi" - Formula 1 - Motorsport , su www-formulapassion-it.cdn.ampproject.org . URL consultato l'11 settembre 2018 .
  32. ^ Formula 1: l'Alfa Romeo Sauber diventa Alfa Romeo Racing , su alvolante.it , 1º febbraio 2019. URL consultato il 1º febbraio 2019 .

Altri progetti

Collegamenti esterni