Restauração de Bourbon na Espanha

Da Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para a navegação Ir para a pesquisa
Disambiguation note.svg Desambiguação - Se você está procurando pela 1ª Restauração Bourbon na Espanha, consulte Restauração Espanhola .
Reino da espanha
Reino da Espanha - Bandeira Reino da Espanha - Brasão de armas
( detalhes ) ( detalhes )
Lema : Plus Ultra
Espanha em 1898.png
O Reino da Espanha e suas colônias em 1898
Dados administrativos
Línguas oficiais espanhol
Línguas faladas Catalão , árabe , basco e galego
Capital Madrid
Vícios Espanha Império espanhol
Política
Forma de governo Monarquia constitucional
( ditadura militar de 1923 a 1930)
Nascimento 29 de dezembro de 1874
fim 14 de abril de 1931
Território e população
Religião e sociedade
Religiões proeminentes catolicismo
Religião de Estado catolicismo
Religiões minoritárias islamismo
Reino da Espanha (1914) .svg
Espanha em 1914, às vésperas da Primeira Guerra Mundial
Evolução histórica
Precedido por Bandeira da Primeira República Espanhola.svg Primeira república espanhola
Sucedido por Espanha Segunda república espanhola

A Restauração Bourbon (1874-1931) ou II Restauração , é o período histórico que vai desde o pronunciamento militar de 29 de dezembro de 1874 em Sagunto pelo generalArsenio Martínez Campos y Antón , que põe fim àPrimeira República Espanhola , até a proclamação da Segunda República (14 de abril de 1931 ). O período é caracterizado por uma certa estabilidade institucional, pela construção de um modelo liberal de Estado monárquico e pelo envolvimento dos movimentos sociais e políticos nascidos na revolução industrial , até ao declínio progressivo com o advento da ditadura de Miguel Primo de Rivera em 1923 .

Início do processo de restauração

Em 1 de dezembro de 1874 , o filho de Isabella II , Alfonso , publica o Manifesto de Sandhurst , no qual proclama que muitos o contataram para o estabelecimento de uma monarquia constitucional , considerada a legítima herdeira do trono. Após a abdicação de sua mãe, e que se coloca à disposição dos espanhóis considerando a nação órfã.

Após o fracasso daPrimeira República , o pronunciamento militar do General Martínez Campos (29 de dezembro de 1874 ), restabeleceu a dinastia Bourbon com Alfonso XII que, apesar de estar exilado na Grã-Bretanha , sempre manteve contato com Cánovas del Castillo , líder do Partido Liberal-Conservador, com a intenção de restaurar a ordem monárquica na Espanha.

Cánovas convence a classe política de que não se trata apenas de vencer a República , mas também de uma forma de governar diferente daquela da execrada rainha de Isabella II , mãe de Alfonso, que chegou ao poder durante as guerras carlistas que são ainda inacabado .

O sistema político estabelecido foi bipartidário com uma alternância entre o Partido Liberal-Conservador, liderado por Antonio Cánovas del Castillo, e o Partido Liberal-Fusionista, liderado por Práxedes Mateo Sagasta , e do qual o próprio Cánovas del Castillo havia favorecido especificamente a constituição.
Isso permitiu superar o sistema de partido único, desprovido de legitimidade democrática, que havia levado à derrubada de Isabella II e sua subsequente abdicação e exílio na França.

Da restauração (1874) ao desastre de 1898

Ícone da lupa mgx2.svg O mesmo tópico em detalhes: Carlismo e Caciquismo .
As armas reais da Espanha . Restabelecido em 1875 como o brasão pessoal do monarca.

Assim que a dinastia Bourbon for restabelecida, os partidos ditos dinásticos , conservadores e liberais, liderados por Antonio Cánovas del Castillo e Práxedes Mateo Sagasta respectivamente , irão se alternar no poder. A característica mais relevante dos governos da II Restauração é dada pela alternância pacífica entre os dois partidos dinásticos, sobretudo através do curioso sistema de convocação de eleições políticas, imediatamente após cada sucessão ao governo de oposição, para legitimar seu poder, segundo uma ordem natural de alternância do processo político. Para conseguir essa alternância, métodos eleitorais particulares foram usados, como a lista de bloqueios ou o pucherazo .

Antonio Cánovas del Castillo é o arquiteto do caminho constitucional, baseado no que foi formulado pelo futuro Afonso XII, durante seu exílio na Grã-Bretanha , e conclui o período das Guerras Carlistas .

Nesse ínterim, de fato, o exército carlista, que precisava ocupar uma cidade importante para criar um estado forte, havia sitiado Bilbao . A cidade resistiu até a chegada das tropas alfonsinas.

A derrota carlista ocorreu em 1876 , superadas as dificuldades do período revolucionário. O novo regime Alfonsino arma um exército de 150.000 homens contra cerca de 33.000 voluntários carlistas, mal armados e organizados. As vitórias de Alfonsine se sucederam até a queda de Montejurra e a captura de Estella em 16 de fevereiro de 1876 pelas tropas comandadas pelo general Fernando Primo de Rivera . O pretendente Carlos VII da Espanha retira-se para a França e a guerra carlista chega ao fim, com a supressão dos fóruns bascos e a criação das condições para o nascimento de um novo movimento político: o nacionalismo basco.

Com a morte de Alfonso XII (1885), a regência passou para sua esposa Maria Cristina d'Asburgo-Teschen , em nome do herdeiro por nascer (o futuro Alfonso XIII ) [1] .

O período da regência inicia-se com o governo de Práxedes Mateo Sagasta, caracterizado, entre outras coisas, pela aprovação da lei do associativismo, liberdade de imprensa, a adoção do sufrágio universal masculino (1892) e a criação do instituto do o júri popular. A nova ordem também permite a formação de um Partido Republicano espanhol, que terá grande influência no futuro. O anarquismo e o socialismo também nasceram neste período, com o PSOE (fundado em 1879 ) e os primeiros movimentos operários da revolução industrial.

Governos da Restauração a 1898

As primeiras eleições da Restauração ainda são realizadas com o sistema eleitoral estabelecido pela Constituição de 1869 , e ocorreram em 20 de janeiro de 1876 . Os conservadores liberais de Cánovas conquistam a maioria com 333 cadeiras. Em 1876, a elaboração da nova Constituição foi confiada a uma comissão presidida por Manuel Alonso Martínez.

A legitimidade do novo regime é sancionada com a Constituição de 1876 que adota um novo modelo de Estado, sendo o poder legislativo confiado a duas câmaras: o Congreso de los Diputados , eleito por sufrágio censitário e o Senado, nomeado pelo Rei; o monarca mantém as funções de Chefe de Estado e grande parte do poder executivo .

A ascensão do general Martínez Campos ao poder leva às eleições de 20 de abril de 1879 , que dão 293 cadeiras aos liberais-conservadores. Mas devido à divisão nas fileiras dos conservadores, devido à lei sobre a abolição da escravatura nas Antilhas, Cánovas voltou ao poder em dezembro do mesmo ano. Seus esforços visam consolidar a alternância com os constitucionalistas de Sagasta que, em março de 1880 , fundaram o Partido Liberal Fusionista, já identificado com o novo regime.

Sagasta chegou ao poder em 10 de fevereiro de 1881 , na tentativa de uma alternância pacífica de partidos. Ele dissolve as Cortes e convoca novas eleições, nas quais sua equipe ganha 297 assentos. Sagasta governa até 13 de outubro de 1883 , e deixa o cargo para Posada Herrera, de sua própria formação, mas que deverá renunciar devido à hostilidade de seus sagastinos .

Cánovas fica então novamente no comando do governo e dissolve as Cortes no início de abril de 1884: sua formação recebe 318 deputados. Nessas eleições, segundo as palavras do deputado José M. Celleruelo, o espírito do sistema eleitoral é moldado: a comissão eleitoral foi corrompida; isso corrompeu os escrutinadores; o prefeito corrompeu as presidências de seção, e as seções, depois dessas três corrupções gravíssimas, falsificaram o resultado da eleição .

Com a morte prematura de Alfonso XII , em 24 de novembro de 1885 , Cánovas decide deixar o poder para o Partido Liberal, com um acordo para a consolidação do regime que ficará para a história como o "Patto del Pardo", mas que passará apressar a deserção do canovismo do grupo liderado por Romero Robledo.

O novo governo de Sagasta - o primeiro na regência de Maria Cristina da Áustria - foi nomeado em 25 de novembro de 1885 e realizará eleições em 4 de abril do ano seguinte. Repetem-se as já habituais irregularidades, obtendo aos liberais 278 cadeiras, incluindo a de Guadalajara, pela primeira vez, em Álvaro de Figueroa Conte di Romanones.

Em 26 de julho de 1890, o governo liberal mudou a lei eleitoral, restringindo o sufrágio universal masculino aos maiores de 25 anos. Esse sistema não envolve uma mudança substancial dos vícios eleitorais, mas agrega novos comportamentos políticos que, no longo prazo, levarão à crise e ao desmantelamento do sistema.

As Cortes liberais são dissolvidas pelo regente em dezembro de 1890, depois de ter novamente conferido o cargo de governo em Cánovas, que anuncia as eleições para fevereiro de 1891. Apesar dos métodos usados ​​pelo Ministro de Governo Francisco Silvela , um pouco menos escandaloso que o antecessor Romero Robledo, o Partido Conservador ganha a maioria, embora menos do que o normal, com 253 cadeiras. Os partidários da república alcançaram um pequeno sucesso com 31 assentos.

A unidade dos conservadores volta a tremer, apesar do retorno da deserção de Romero Robledo. Desta vez é Silvela quem sai, sob a bandeira da moralização, em dezembro de 1892. Sua deserção leva à renúncia de Cánovas, que deixa o governo para os liberais pela terceira vez.

O governo é formado novamente por Sagasta que, para 5 de maio de 1893 , convoca as eleições nas quais os liberais obtêm uma maioria clara e usual com 281 assentos. A surpresa é representada pelos republicanos que, com 47 cadeiras, chegam a ultrapassar o Partido Conservador oficial, açoitado por dissidentes internos.

A crise colonial ultramarina (revolta cubana de 1895) levou Sagasta a ceder novamente o poder a Cánovas em março de 1895. O estadista conservador governou por um ano com o apoio da maioria liberal, até as eleições de 12 de abril de 1896. , com a abstenção da União Republicana; os republicanos, de fato, são atingidos por uma crise política devido à morte de Ruiz Zorrilla , a passagem de muitos membros das fileiras liberais e a posição dos federalistas de Pi y Margall em apoio à autonomia ou independência de Cuba . Pela primeira vez, são apresentados candidatos socialistas, mesmo que não tenham conquistado nenhuma cadeira.

O assassinato de Cánovas (8 de agosto de 1897 ), no momento mais crítico da revolta cubana, além das reclamações internas nas fileiras conservadoras, apressou o retorno de Sagasta ao poder. Após a habitual dissolução das Casas, as novas eleições conferem confortável maioria aos Liberais, com 284 cadeiras, perante um Partido Conservador que, após o desaparecimento do seu líder histórico, continua dividido entre a União Conservadora da Silvela e Robledist dissidentes, em declínio total. A União Republicana renuncia à abstenção, mas dissensões internas levam a um resultado ruim.

Progresso econômico

No final dos anos 1800, a Espanha ainda era um país fortemente atrasado, povoado por cerca de 18,5 milhões de habitantes, com fraco crescimento demográfico devido à forte emigração. 65-70% da população ainda vive de uma agricultura bastante atrasada, e ainda amplamente dominada por grandes propriedades e pastoreio.A partir deste período, no entanto, as exportações de vinho , azeite e frutas se tornaram significativas.

As vias de comunicação ainda são pouco eficientes e, apesar de uma boa rede ferroviária ter sido construída, muitas áreas estão quase isoladas, devido ao mau estado das estradas, o que limita gravemente o comércio. A manufatura e a produção artesanal continuam a prevalecer sobre a produção industrial, localizada nas grandes cidades, na região da Catalunha ( indústria têxtil ) e no País Basco ( indústria siderúrgica ). A mineração é reorganizada e modernizada na Andaluzia ( ferro , cobre e chumbo ) e nas Astúrias ( carvão ). Em 1888 é celebrada a Exposição Universal de Barcelona , mas somente por volta de 1910 a indústria do turismo começa a se desenvolver.

Uma sociedade em mudança

A II Restauração introduz uma profunda centralização administrativa e jurídica e os nacionalismos catalão e basco não demoraram a reagir. O primeiro, com a revolução burguesa e sua própria identidade cultural; o segundo em busca do próprio futuro, depois de ter perdido o regime autonomista dos "fóruns", como consequência das guerras carlistas . Aparecem o Partido Nacionalista Basco , a Liga da Catalunha e a União Catalã.

O movimento sindical se concentra em torno do PSOE , que apóia a luta pacífica e a participação eleitoral, a UGT (fundada em 1888 ) e o anarquismo na Federação dos Trabalhadores da Região Ibérica.

A monarquia dificultará esses movimentos com uma forte repressão, com particular virulência para o anarquismo. O cenário de muitos desses confrontos será a Catalunha, onde, em 1897 , um anarquista assassina o primeiro-ministro Antonio Cánovas .

A Igreja passa da atitude de intransigência à conciliação com o Estado. Isso leva a um forte conflito entre leigos e católicos, em relação à aplicação do artigo 11 da Constituição de 1876, que diz:

«A religião católica, apostólica, romana é a do Estado. A nação é obrigada a manter o culto e seus ministros. Ninguém será perseguido em território espanhol por suas opiniões religiosas, ou pelo exercício de seu respectivo culto, exceto pelo respeito devido à moral cristã. No entanto, outras cerimônias ou eventos públicos que não a religião do estado não serão permitidos. " Os governos conservadores inicialmente dão uma interpretação restritiva, e isso provoca inúmeros protestos de embaixadores estrangeiros. O debate esquenta na esfera didática, pois os bispos consideram um direito reconhecido pela concordata , em detrimento da função fiscalizadora reservada ao Estado, a obrigatoriedade do ensino da religião, a fiscalização da didática e o poder de censurar seu conteúdo.

Além disso, o conflito sobre a provisão do casamento civil , que é juridicamente estabelecido, mas não praticado devido à oposição da Igreja, se estende. Em novembro de 1886, Alonso Martínez tomou a iniciativa de autorizar o casamento para não católicos. Após intensas negociações, chega-se a um acordo com a Santa Sé , no qual se reconhece o poder de regular os efeitos civis do casamento.

A sociedade divide-se, portanto, em vários setores: de um lado, a tradição dinástica, representada politicamente pelos partidos Cánovas e Sagasta (monarquistas, defensores de um modelo contido de abertura e alheio à escuta das novas classes sociais), com a vigilância dos Igreja católica; de outro, alguns movimentos de diferentes linhas, republicanos e nacionalistas, representantes da nova burguesia que ainda não encontrou seu espaço político; por outro lado, o proletariado que se agrupará em torno do Partido Socialista Operário Espanhol e das duas confederações sindicais, a União Geral dos Trabalhadores e a Confederação Nacional do Trabalho.

A cultura se abre para o mundo

Ícone da lupa mgx2.svg O mesmo tópico em detalhe: Renaixença e Modernismo Catalão .
A Casa Calvet (Barcelona), de Antoni Gaudi (1899)

O desenvolvimento industrial, a estabilidade institucional e a melhoria do comércio com outros países europeus provocam mudanças pequenas mas significativas na cultura espanhola.

A Igreja Católica , apoiada por partidos dinásticos, continua a desempenhar um papel fundamental na cultura popular do final do século XIX , onde 65% da população espanhola é analfabeta . No entanto, o movimento operário espanhol começa a mostrar a sua energia com a abertura de universidades e escolas populares, altamente ideologizadas, mas que permitem o acesso a um mínimo de cultura a muitos homens e mulheres do meio rural.

Nas artes , educação e literatura, há uma abertura para ideias que vêm de além dos Pirenéus . O crescimento das grandes cidades, fruto da industrialização, dá origem a um urbanismo moderno que terá a sua máxima expressão no movimento modernista catalão , de Antoni Gaudí .

Os republicanos, convencidos da importância da educação no futuro da Espanha, se unem em torno do projeto pela introdução gratuita do ensino, tendo Francisco Giner de los Ríos e Emilio Castelar entre os principais apoiadores, em busca da realização de uma classe dominante moderna e europeu.

Na literatura, o romantismo dá lugar ao naturalismo, com Benito Pérez Galdós , Emilia Pardo Bazán e Leopoldo Alas Clarín como principais expoentes.

Da Guerra Hispano-Americana (1898) à ditadura de Primo de Rivera (1923-1930)

Na Europa existem duas correntes de desenvolvimento que influenciarão toda a história subsequente: de um lado, a Grã-Bretanha , a França , a Bélgica , os países nórdicos e o Império Alemão continuam seu processo de industrialização imparável; por outro lado, o sul e o leste da Europa mantêm a estrutura agrícola tradicional. Entre os primeiros, o liberalismo e a burguesia industrial definem os modelos de desenvolvimento; entre estes, o modelo tradicional de organização política ainda está presente.

A Espanha está numa encruzilhada e não será capaz de se decidir. Na Catalunha e no País Basco é apreciada a presença tímida da revolução industrial , mas no resto do país a economia agrícola continua. Além disso, as estruturas de poder continuam a repousar sobre os partidos dinásticos e não sobre as novas classes emergentes.

A Guerra Hispano-Americana

Ícone da lupa mgx2.svg O mesmo tópico em detalhes: José Martí , Revolução Filipina e Guerra Hispano-Americana .
Naufrágio do USS Maine

Na América , os Estados Unidos surgem como uma grande potência; A Espanha não lhes dará atenção especial até que seja tarde demais. As antigas colônias espanholas conquistaram a independência e passam a depender, nas relações econômicas, cada vez mais dos Estados Unidos e da Grã-Bretanha , mais do que da antiga metrópole.

Em 1898 , dentro de um sistema político bastante estável, ocorre a súbita perda das possessões de Cuba , Porto Rico , Guam e Filipinas , os últimos territórios espanhóis na América e na Ásia , na guerra com os Estados Unidos , humilhante para todos. Sociedade espanhola. Esse período é conhecido como de desastre e afeta todo o sistema social.

A política de Cànovas tinha sido de contenção de outras potências, inclusive das emergentes (Estados Unidos e Alemanha ). A frota espanhola não se recuperou após a Batalha de Trafalgar e a decisão de manter as colônias não correspondeu à capacidade e energia necessárias.

Em Cuba, o general Martínez Campos tentou desde o início esmagar a insurreição de José Martí e Máximo Gómez em 1895 . No entanto, o apoio aos rebeldes da população, incluindo a classe média crioula, é tangível.

O general Valeriano Weyler substitui Martínez Campos e tenta isolar o apoio popular à revolução. Nas Filipinas, José Rizal , executado pelas tropas espanholas, lidera a revolta de 1896 , que continua apesar da Paz de Biac-na-Bató de 1897 .

Em 15 de fevereiro de 1898 , a explosão do navio norte-americano Maine desencadeia a Guerra Hispano-Americana . A frota atlântica norte-americana ataca Cuba e, de Hong Kong , a do Pacífico faz o mesmo com as Filipinas.

Santiago de Cuba capitulou em 15 de julho de 1898 ; Porto Rico em 25 de julho; Manila , capital das Filipinas, em 14 de agosto. Em 10 de dezembro, é assinada a Paz de Paris , com a qual a Espanha cede todas as possessões asiáticas e americanas e a ilha oceânica de Guam aos Estados Unidos.

No ano seguinte, o governo de Francisco Silvela assina um tratado com a Alemanha pelo qual as Ilhas Marianas , Caroline e Palau , as últimas possessões espanholas no Pacífico , repassaram aos alemães o valor de 25 milhões de pesetas [2] .

Regeneracionismo

Ícone da lupa mgx2.svg O mesmo tópico em detalhes: Geração de '98 .
Benito Pérez Galdós adiciona seu krausismo inicial ao movimento regeneracionista

Após a perda de colônias não africanas, surgem na Espanha movimentos que buscam superar uma crise que é também de identidade. Surge o chamado regeneracionismo , um processo pelo qual se pode superar os caminhos e políticas do passado para encontrar um novo caminho em cada ordem.

A derrota com os Estados Unidos e a perda dos últimos resquícios do império colonial, conseqüência do Tratado de Paris, abrem caminho para uma crítica à realidade nacional, mais global do que sistemática. Nesta época, estão se desenvolvendo atitudes reformistas que datam de antes do desastre de 1898 ; um desejo de mudança, na esteira do processo de modernização da realidade espanhola, do qual não escapa o regime político, seriamente corroído pelo seu caráter exclusivo e pela incapacidade de integração das novas forças emergentes.

Reformas controladas pelo sistema (Maura, Canalejas) são experimentadas, mas fracassam por não terem aceitado os projetos regeneracionistas com franqueza e por não terem assumido o novo estado de espírito democrático que exige a irrupção das massas na vida pública. A esta impotência política soma-se a crise interna do sistema, devido à fragmentação dos partidos, após o desaparecimento dos líderes históricos Cánovas e Sagasta , respectivamente em 1897 e 1903 .

Governos de 1898 à ditadura (1923)

Ícone da lupa mgx2.svg O mesmo tema em detalhes: Semana Trágica , Conferência de Algeciras , Marrocos Espanhol e Espanha na Primeira Guerra Mundial .
Retrato de Alfonso XIII em uniforme de hussardo por Joaquín Sorolla em 1907

Após o protagonismo do governo Sagasta no desastre de 1898 , uma mudança de governo é necessária. O curador Francisco Silvela é contratado. Em 16 de abril de 1899 , após a dissolução das Cortes , são convocadas eleições, nas quais o Ministro do Interior Eduardo Dato exerce apenas uma modesta intervenção. Graças a ele, a maioria governamental de 222 cadeiras, ainda que grande, não é tão marcada como de costume, enquanto os liberais, com 93 cadeiras em seu partido oficial, obtêm um resultado positivo. Nesse gabinete, os problemas da Empresa Pública, dirigida por Raimundo Fernández Villaverde , marcam a virada do século e derrubam o governo em outubro de 1900 .

Após um governo de ponte do general Marcelo Azcárraga Palmero , Sagasta assume pela última vez na Presidência do Conselho. Como de costume, ele dissolve as Cortes e convoca as eleições para maio de 1901 , obtendo uma maioria muito forte na Câmara; os liberais alcançam um bom resultado com 233 cadeiras. Os republicanos se recuperam lentamente, após a tentativa de renovar o partido destacada pela aliança de Lerroux com os republicanos históricos de Nicolás Salmerón .

O verdadeiro início do reinado de Alfonso XIII , que atingiu a maioridade, ocorreu em 17 de maio de 1902 . O seu reinado foi marcado pela ascensão das forças políticas regionalistas, operárias e republicanas, pelo agravamento da questão anticlerical e por um militarismo até então latente. O rei tenta fomentar uma política de abertura que evite a temida revolução operária, com a eliminação ou atenuação do caciquismo eleitoral e da descentralização administrativa. O exército, porém, frustrado com a derrota colonial e com as fortes críticas da opinião pública sobre a condução da guerra, se opõe ao sistema político, ameaçando constantemente o processo de modernização.

Sagasta , o antigo líder liberal, deixou o poder em 6 de dezembro de 1902 , apenas para morrer menos de um mês depois. É substituído por um governo conservador liderado por Francisco Silvela , coadjuvado por Antonio Maura no Ministério do Interior. Após cinco meses de preparativos, durante os quais Maura inicia uma campanha incompleta para desmantelar as redes "caciquistas" , as eleições são realizadas em 8 de março de 1903 . O resultado dá a maioria habitual ao partido no poder, com 230 cadeiras para os conservadores e 93 cadeiras para a oposição semelhante dos liberais. No entanto, os republicanos avançam bastante (36 deputados), ao lado dos regionalistas e dos carlistas, com 7 cadeiras cada. Esses resultados irritam Alfonso XIII , que, embora expresse publicamente sua satisfação, censura Antonio Maura por sua "retidão eleitoral".

Nos anos seguintes, a liderança dos dois grandes partidos do governo foi esclarecida. Após a saída de Francisco Silvela da presidência do Conselho, a luta pela sucessão entre Fernández Villaverde (presidente fugaz até novembro) e Antonio Maura se resolve em favor deste último, que lidera um governo conservador até um incidente com o jovem rei, que forçou-o a renunciar, em 1904 .

É, portanto, a vez dos liberais que, após duas breves entrevistas de Azcárraga e Fernández Villaverde, chegam ao poder em 23 de junho de 1905 . Eugenio Montero Ríos (politico sopravvissuto del Sessennio democratico ) presiede l'esecutivo, pur essendo a capo del Partito democratico radicale, formalmente non dinastico ma ispirato alle idee di José Canalejas, rispetto al liberalismo tradizionale incarnato da Segismundo Moret . I liberali si presentano uniti alle elezioni del settembre del 1905, ottenendo una vittoria senza complicazioni, con 229 deputati, grazie alla ristrettezza del corpo elettorale e alla stanchezza di repubblicani e regionalisti.

Successivamente si alternano alcuni brevi governi liberali (Montero Ríos, Moret, López Domínguez, Vega de Armijo), che dimostrano mancanza di autorità, il che li conduce a cedere il potere a Maura, allora indiscusso capo conservatore e disposto, all'inizio, a continuare la politica rigenerazionista già iniziata nel 1904. Tuttavia le elezioni del 21 aprile 1907 sono controllate in modo scandaloso dal Ministro dell'Interno Juan de la Cierva , superando addirittura i metodi di Romero Robledo. I conservatori ottengono una vittoria schiacciante con 252 deputati, ei liberali, per protesta contro i metodi di De La Cierva, sono indotti al ritiro.

Il governo mantiene l'esercito sotto pressione in Africa ed in Marocco , dove la Spagna si accorda con la Francia per la sua spartizione in zone d'influenza (1907), in vista di una successiva trasformazione in protettorato . Nel 1908 si inaspriscono gli scontri con la popolazione marocchina: la Settimana Tragica di Barcellona sarà la reazione popolare all'invio delle truppe in Marocco.

Antonio Maura , durante il cosiddetto ' governo lungo' , si dispone a realizzare con intenti rinnovatori la sua rivoluzione dall'alto, incentrata su progetti riformisti, come la questione riformista catalana e l'intento di sradicare il caciquismo mediante riforme della legge municipale ed elettorale. Una delle riforme elettorali introduce il sistema proporzionale, ed elimina i collegi uninominali inclini al caciquismo ; nonostante ciò, la nuova legge elettorale approvata, pur introducendo novità come il voto obbligatorio o l'introduzione di alcuni metodi per vigilare la limpidezza del voto, come l'istituzione delle commissioni elettorali, non riesce sostanzialmente a correggere le disfunzioni del sistema. Tali situazioni sono anzi aggravate con il tristemente noto articolo 29 , grazie al quale risultano automaticamente eletti, senza necessità di voto, i candidati presentatisi da soli. Ciò significava il riconoscimento legale all'antico costume, del candidato unico, comune soprattutto nelle zone rurali, ed in generale allineato al governo.

Distribuzione della popolazione spagnola per province (1900)

Oltre all'opposizione di liberali e repubblicani, uniti in un blocco di sinistra, il crescente impegno militare in Marocco , nell'estate del 1909 , degenera in una guerra coloniale aperta. Ciò causa un'esplosione di violenza popolare nella Settimana Tragica di Barcellona di fine luglio, dovuta alla mobilitazione dei riservisti.

I conservatori, dopo la ritirata di Siviglia , avevano trovato in Antonio Maura un leader indiscusso, ma dopo la Settimana Tragica di luglio 1909 , pongono le basi per una scissione tra i sostenitori di Eduardo Dato, i mauristi ed altre fazioni più autoritarie ed opportuniste che si riuniscono nel ' ciervismo' . La repressione successiva e la fucilazione di Francesc Ferrer i Guàrdia , fondatore di una scuola anarchica, provocano non solo la condanna da parte dell'opinione pubblica straniera, ma anche il dissenso dell'opposizione, fino ad arrivare alle dimissioni di Antonio Maura .

Il capo del fronte antimaurista diventa Segismundo Moret , il quale sale al potere il 22 ottobre 1909 , nonostante il Re, con una decisione senza precedenti, gli neghi il decreto di scioglimento delle Cortes, per cui il governo si trova in una situazione provvisoria.

José Canalejas , vero restauratore dell'unità del partito liberale, sale alla Presidenza del Consiglio dei ministri nel febbraio del 1910 . A quel punto ottiene lo scioglimento e le elezioni sono indette per maggio, per la prima volta in tutta la II Restaurazione , in una particolare situazione di scontro tra i due partiti dinastici. I due partiti governativi, comunque, si presentano alle elezioni con due forti leader , Antonio Maura e José Canalejas, ancora uniti e senza spaccature. Nonostante ciò, per l'applicazione del citato "articolo 29", il 30% della popolazione viene privata del voto, favorendo così il partito al governo (in questo caso quello liberale). Il partito di maggioranza ottiene solo 219 deputati, il minor numero di tutte le elezioni; mentre la minoranza conservatrice, con 102, consegue un risultato senza precedenti per un'opposizione, e mai più superato. Inoltre in quest'occasione, i repubblicani, con 37 seggi, ottengono un magnifico risultato, presentandosi coalizzati ai socialisti che, per la prima volta, ottengonoun seggio con Pablo Iglesias Posse .

José Canalejas

Durante il governo di Canalejas, per evitare lo scontro anti-clericale, è promulgata la legge del canado , che proibisce l'introduzione di nuovi ordini religiosi in Spagna. Si cercano di mitigare anche le disfunzioni del sistema parlamentare, attraverso rettifiche al sistema elettorale, realizzando per questo un progetto di legge che cerca di ridurre il peso dei diritti rurali. Queste riforme non sono mai portate a termine e le contraddizioni tra il sistema politico-elettorale e la realtà socio-economica si aggravano sempre più.

Anche il governo di Canalejas agisce con decisione a proposito del problema del Marocco , riprendendo i negoziati con la Francia per la delimitazione delle rispettive aree soggette a protettorato. Nonostante ciò, il 12 novembre 1912 , le opere di rinnovamento iniziate da Canalejas sono interrotte dall'attentato che pone fine alla sua vita, per mano di un anarchico. I liberali sembravano aver trovato un leader in José Canalejas, ma la sua prematura morte frammentarà il partito tra i liberali ortodossi di Romanones ed i liberal-democratici di García Prieto.

Dopo alcuni governi di transizione di Manuel García Prieto e del Conte di Romanones , il conservatore Eduardo Dato è incaricato del governo, ed indice le elezioni per il marzo del 1914 . L'articolo 29 continua ad essere in vigore, pertanto il governo vince nuovamente, malgrado un'esigua maggioranza di 188 seggi che, per la prima volta, non è sufficientemente ampia per governare, nonostante la frammentazione dell'opposizione.

La Spagna decide di rimanere neutrale nella prima guerra mondiale , ma non approfitta economicamente dell'opportunità che le si offre di collocarsi in una posizione di privilegio nell'economia di guerra. I partiti dinastici non riescono a mettersi in contatto con la società civile, mentre il PSOE, i repubblicani, i nazionalisti catalani ed i nazionalisti baschi con il PNV, rappresentano meglio le aspirazioni popolari.

Il gabinetto di Eduardo Dato cerca l'appoggio di altre minoranze conservatrici per reggere, anche se in forma instabile, fino al dicembre del 1915 . Dopo la sua caduta si forma un governo liberale presieduto da Romanones, il quale indice le elezioni per il marzo del 1916 , con un risultato che stavolta dà una chiara maggioranza liberale, malgrado che il 35% dei deputati siano eletti senza votazione. Il sistema è in chiara decomposizione, il governo si aggiudica la maggioranza e distribuisce i seggi vuoti alla minoranza. Anche i livelli di nepotismo sono scandalosi: 54 deputati sono parenti delle grandi figure della politica. Romanones stesso inserisce il figlio ed il genero. Non è strano che la differenza tra la Spagna legale e quella reale sia sempre più palese ed impermeabile.

Il 1917 è l'anno delle sommosse: l'esercito si unisce attorno alle Giunte militari di difesa con i suoi scontri interni. Repubblicani e socialisti si alleano per offrire un'alternativa al sistema politico, come i nazionalisti catalani e baschi, e vengono sospese le garanzie costituzionali. Lo sciopero rivoluzionario di agosto-settembre provoca gravi scontri tra i sindacati e le forze dell'ordine.

Una volta esaurite le chances dei liberali, Eduardo Dato riassume la presidenza in un clima di conflittualità crescente, dovuto all'ingerenza dell'esercito, alle rivendicazioni regionaliste catalane ed alle contraddittorie ripercussioni socio-economiche della Grande guerra; inoltre, a ciò si assomma l'ondata rivoluzionaria dell'estate del 1917 , che porta alle dimissione del gabinetto Dato. La gravissima crisi è scongiurata con un governo di ampia coalizione dei partiti dinastici, tra cui sono inclusi, per la prima volta, gli autonomisti catalani. Il governo è presieduto da García Prieto, che indice le elezioni nel febbraio del 1918 , molto stranamente caratterizzate da una trasparenza che si traduce in un risultato incerto. I liberali sono i vincitori, con 167 seggi, ma i dissensi tra loro fanno in modo che la minoranza dei conservatori ufficiali sia maggioritaria. I repubblicani storici proseguono nella loro decadenza, anche se ciò è compensato con la crescita dei socialisti e dei repubblicani riformisti.

Curiosamente, questa trasparenza contribuisce ad aggravare la crisi del sistema, dando origine ad un governo nazionale presieduto da Antonio Maura e con la presenza di tutti i capi parlamentari dei partiti leali alla monarchia; questo sforzo, però, dura solo 7 mesi, fondamentalmente a causa delle differenze tra i leader . Per questo, nel giugno del 1919 , il nuovo governo conservatore di Maura è costretto a indire nuove elezioni, sospendendo le garanzie costituzionali.

Le minoranze di sinistra dichiarano le nuove Cortes faziose. Le differenze in seno alle file conservatrici portano le nuove Cortes ad essere ancora più ingovernabili e, anche se i conservatori sono i vincitori, essi sono divisi in due fazioni di uguale consistenza. Per questo, nel dicembre del 1920 , dopo vari governi, Dato indice nuovamente le elezioni, e il governo ritrova le tradizionali pratiche poco ortodosse, stimolato dai problemi e alla ricerca di una solida maggioranza; la raggiunge, con 232 seggi ai conservatori, 185 dei quali allineati ai datisti al governo.

La Rivoluzione russa influenza i sindacati (soprattutto la CNT), che fino al 1921 alimenteranno sommosse in tutta la Spagna, dall'Andalusia alla Catalogna. Nello stesso anno, in un altro attentato anarchico, viene assassinato Eduardo Dato e, fino al 1923 , si susseguono tredici diversi governi in sei anni.

Dopo la morte di Dato, nel marzo del 1921, si susseguono alcuni governi conservatori, impotenti nell'arrestare la decomposizione del regime parlamentare. Infine, il governo liberale di García Prieto, costituito nel dicembre 1922, con l'appoggio dei repubblicani riformisti di Melquíades Álvarez scioglie le Cortes e indice nell'aprile del 1923 le ultime elezioni del periodo della II Restaurazione. Il giornale La Voz , nel numero 6 del marzo dello stesso anno, presenta una curiosa statistica sui vincoli familiari dei candidati: 59 figli, 14 generi, 16 cugini e 24 con altre parentele collegate ai fondatori delle dinastie politiche, 52 di questi per i conservatori e 61 per i liberali; e ciò senza contare gli assistenti ed i protetti. Inoltre, i candidati eletti senza voto, grazie all'articolo 29, battono il record con 146 seggi.

I liberali, in coalizione con i riformisti, ottengono 223 seggi, mentre i conservatori arrivano a 108, di cui 81 per gli ufficiali di José Sánchez Guerra , 16 per i ciervisti e 11 per i mauristi . Le critiche del giornale ABC a queste ultime elezioni rappresentano una chiara dimostrazione della stanchezza dell'opinione pubblica per la ripetuta manipolazione della volontà popolare:

«Le elezioni sono state concordate: quasi tutti i candidati dell'opposizione, ufficiali e protetti o consenzienti. Vengono ripetute le convocazioni di anno in anno, o al massimo ogni due anni e, comunque, qualsiasi Governo, con qualunque nome o simbolo, dispone sempre della maggioranza, grande quanto vuole, senza rompere la tradizione degli accordi. La finzione elettorale non ha pretese di eleganza.»

Nell'ambito dell'opinione pubblica si cela un clima favorevole ad una dittatura. I progetti di rinnovamento di García Prieto sono ostacolati da numerosi settori e dalla tentazione autoritaria del Re. La sconfitta di Annual (22 luglio 1921 ), in Marocco, finirà per indurre il governo di García Prieto nel 1922 ad un ultimo tentativo di rigenerazionismo, che fallirà per le interrogazioni della sinistra sulle sue responsabilità politiche.

I sistemi democratici traballano anche in Europa : il fascismo si instaura in Italia nel 1922 ; in Germania è fondato il Partito nazista e altri regimi totalitari salgono al potere in Portogallo e in Polonia .

Il 13 settembre 1923 , Miguel Primo de Rivera , Capitano generale della Catalogna, ordisce un colpo di Stato che trionfa immediatamente, ed è riconosciuto da Alfonso XIII come reazione dell'esercito alla crisi politica.

Una cultura impegnata

La generazione del '98 , termine reso popolare da Azorín , rappresenta meglio di ogni altra cosa la frattura tra l'élite intellettuale ed il sistema politico. Delusi dalla monarchia, gli intellettuali sono pronti a difendere un nuovo modello di letteratura, con uomini come Joaquín Costa , Miguel de Unamuno (che in seguito sarà confinato a Fuerteventura ) o come Vicente Blasco Ibáñez , la cui penna è implacabile contro Alfonso XIII .

Pablo Picasso si trasferisce in Francia, e sviluppa la sua opera a Parigi , dando al cubismo un ruolo significativo nelle arti, con la creazione di una delle sue opere principali: Les demoiselles d'Avignon (1907). In filosofia, il più fedele rappresentante è José Ortega y Gasset .

Durante la dittatura di Primo de Rivera, la Revista España fondata da Manuel Azaña viene chiusa,Ramón María del Valle-Inclán è condannato e le università sono costantemente chiuse.

La dittatura di Miguel Primo de Rivera (1923-1930)

Magnifying glass icon mgx2.svg Lo stesso argomento in dettaglio: Guerra del Rif .
Miguel Primo de Rivera

Con l'appoggio dell'esercito e della borghesia, la dittatura di Miguel Primo de Rivera viene contestata solo dai sindacati operai e repubblicani, le cui proteste sono immediatamente messe a tacere con la censura e la repressione . De Rivera crea un Direttorio militare con nove generali ed un ammiraglio, il cui scopo, usando sue parole, è "riordinare la Spagna" per restituirla in mano ai civili. Cosciente dell'importanza di soddisfare l'orgoglio dell'esercito, la campagna militare in Marocco sfocia nella Guerra del Rif , e trionfa nel 1927 con lo sbarco di Alhucemas e la resa di Abd el-Krim .

Viene sospesa la Costituzione , sciolte le giunte , proibiti i partiti politici e ristabilite le milizie urbane dei somatén . Sono soppressi il sindacato dellaCNT ed il Partito Comunista di Spagna appena creato; la dittatura tollera solo l'UGT ed il PSOE, pur sempre reticenti, per mantenere un certo contatto con i dirigenti operai. Anche la borghesia catalana comincia a prestare il proprio appoggio a Primo de Rivera.

La legislatura sociale limita il lavoro per le donne. De Rivera fa costruire alloggi per gli operai ed istituisce un modello di formazione professionale. Avvia inoltre una politica di grandi investimenti pubblici per migliorare le comunicazioni stradali e ferroviarie, l'irrigazione e l'energia idroelettrica.

Questi primi successi fanno guadagnare una grande popolarità a Primo de Rivera. Egli crea l' Unione Patriottica Spagnola , come concentrazione di tutte le aspirazioni politiche, e l'"Organizzazione corporativa nazionale", un sindacato verticale, sul modello dell' Italia fascista e, nel 1925 , sostituisce il Direttorio militare con uno civile.

Nonostante ciò, i primi consensi cominciano a mancargli. La borghesia catalana vede frustrati i suoi intenti di decentramento, con una politica sempre più centralizzatrice che, in materia economica, arriva a favorire gli oligopoli . Le condizioni di lavoro continuano ad essere pessime e la repressione degli operai allontana la UGT ed il PSOE dai progetti del dittatore. L'economia si mostra incapace di contenere la crisi mondiale del 1929 e Primo de Rivera preferisce dimettersi nel gennaio del 1930 .

La monarchia , complice della dittatura , è messa in discussione dall'unione di tutta l'opposizione sancita nell'agosto del 1930 dal cosiddetto Patto di San Sebastian . I governi di Dámaso Berenguer , detto Dictablanda , e di Juan Bautista Aznar-Cabañas , non fanno altro che prolungarne la caduta.

Il 14 aprile 1931 , dopo le elezioni municipali, è proclamata laSeconda repubblica , ponendo così fine alla II Restaurazione borbonica.

Note

  1. ^ Alfonso XIII verrà alla luce il 17 maggio 1886, e regnerà sotto la reggenza materna sino al raggiungimento della maggiore età, nel 1902.
  2. ^ José Saínz Ramírez, Imperios coloniales , Editorial Nacional, Madrid, 1942.

Bibliografia

  • Carr, Raymond :. España, 1808-1975 . Barcelona, 1996.
  • Molas Ribalta, Pedro:. Manual de Historia Moderna de España . Madrid, 1988.
  • Varios Autores:. Historia Política y Social Moderna y Contemporánea , Madrid, 2001.

Voci correlate

Altri progetti