Mercedes AMG F1

Da Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para a navegação Ir para a pesquisa
Equipe Mercedes-AMG Petronas F1
Mercedes AMG Petronas F1 Logo.svg
Local Alemanha Alemanha
Reino Unido Reino Unido
Brackley
Categorias
Fórmula 1
Grande Prêmio de Fórmula
Campeonato europeu de automobilismo
Dados gerais
Anos de atividade desde 1903
Fundador Alemanha Gottlieb Daimler
Alemanha Karl Benz
Diretor Áustria Toto Wolff
Fórmula 1
Anos de participação De 1954 a 1955 e de2010
Melhor resultado 7 campeonatos mundiais de construtores de Fórmula 1
(2014 ,2015 ,2016 ,2017 ,2018 ,2019 ,2020 )
9 Campeonatos Mundiais de Pilotos de Fórmula 1
( 1954 [1] , 1955 ,2014 ,2015 ,2016 ,2017 ,2018 ,2019 ,2020 )
Competições jogadas 238
Vitórias 119
Atualização: Grande Prêmio da Hungria de 2021
Pilotos em 2021
44 Reino Unido Lewis hamilton
77 Finlândia Valtteri Bottas
Carro em 2021 Desempenho de Mercedes-AMG F1 W12 E
Observação
Desde 2010, herdeiro do Brawn GP
Mercedes
Mercedes AMG HPP logo.png
Fornecedor de motores
Temporadas disputadas 1954 - 1955 , 1994 -
GP disputou 508
GPs venceram 206
Primeira posição 214
Inclui estatísticas do motor Mercedes BWT

O Mercedes AMG F1 é um alemão estável para a Fórmula 1 com sede em Brackley , no Reino Unido , seção de esportes da montadora Mercedes . A partir de2020 está inscrita no campeonato mundial de Fórmula 1 com o nome de Mercedes-AMG Petronas F1 Team , na sequência do acordo de patrocínio com a empresa malaia iniciado em2010 . [2]

A Mercedes esteve presente nas competições de Grandes Prémios desde o início do século XX: recordamos as prestigiadas vitórias no Grande Prémio da França de 1908 e 1914, mas sobretudo as muitas afirmações no período de 1934-1939, quando a construtora alemã conquistou 34 Grandes Prêmio de 56 disputados e três vezes o campeonato europeu de automobilismo ( 1935 - 1937 - 1938 ), que foi o campeonato de carros de maior prestígio do mundo, precursor do subsequente campeonato mundial de Fórmula 1 estabelecido em 1950, no qual a Mercedes participou com vitória o período de dois anos 1954-1955 obtendo dois títulos mundiais de pilotos antes de se aposentar.

A equipe foi fundada em 16 de novembro de 2009, quando a Daimler AG , em colaboração com a Aabar Investments Company , adquiriu 75,1% da Brawn GP (Mercedes: 45,1%; Aabar: 30%) [3] , e em poucos anos isso consolidou-se como uma das equipes mais vitoriosas da história da Fórmula 1, com um total de 7 títulos de construtores e 9 títulos de pilotos. Em 2011, foi anunciado que as duas empresas também compraram a parte restante do pacote de ações de propriedade da Ross Brawn . [4]

Em 19 de novembro de 2012, a Daimler AG confirma que se tornou a única proprietária da equipe, tendo adquirido os 40% restantes das ações anteriormente detidas pela Aabar Investments. [5]

Em 19 de dezembro de 2020, a propriedade da equipe é dividida em três partes iguais entre Daimler AG, Ineos e Toto Wolff . [6]

História

Do alvorecer do automobilismo ao domínio dos anos trinta (1903-1939)

Mercedes é um dos estábulos mais antigos que ainda existem. Na verdade, ele participou da quarta edição da copa Gordon-Bennett , em 1903, obtendo o primeiro sucesso de um fabricante não francês naquele que foi o primeiro grande troféu da história do automobilismo. Nas duas edições subsequentes obteve um segundo e um quinto lugar. A participação nas corridas foi menor até o primeiro pós-guerra, quando a partir de meados dos anos 1920 intensificou seus compromissos, também graças à criação do campeonato mundial de construtores e do Grande Prêmio da Alemanha . Graças ao maciço apoio econômico dado pelo governo nazista para fins de propaganda, a partir de meados dos anos 1930 a Mercedes e a compatriota Auto Union dominaram o cenário internacional, dividindo as quatro edições do campeonato europeu de automobilismo entre 1935 e 1938, lutando pelo topo também em 1939 até a interrupção das competições devido ao início da Segunda Guerra Mundial . Rudolf Caracciola , campeão nos anos de 1935 , 1937 e 1938, teve destaque especial pela casa do craque. Entre os carros desse período, porém, destacam-se o W25 , o W125 e o W154 , com os quais a empresa de Stuttgart colheu grande número de vitórias e venceu a concorrência, tendo como único adversário a Auto Union.

A estreia na Fórmula 1, os dois anos de ouro e a aposentadoria (1954-1955)

A primeira participação da Mercedes no campeonato mundial de Fórmula 1 como fabricante foi limitada às temporadas de 1954 e 1955 com excelentes resultados.

1954

Ícone da lupa mgx2.svg O mesmo tópico em detalhes: Campeonato Mundial de Fórmula 1 de 1954 .

Em 1954 foi contratado o campeão mundial Juan Manuel Fangio , que correu com a Maserati no início da temporada, ladeado por dois pilotos teutônicos: Karl Kling e Hans Herrmann (um quarto carro, para Hermann Lang só será preparado no Grande Prêmio de Alemanha). No GP de estreia, na França , quarta corrida da temporada, o argentino conquista a pole e a vitória, Kling vem em segundo tanto nos treinos quanto na corrida, enquanto Herrmann vence o gpv. Para estreia em casa, vitória, dobradinha, pole e gpv é um recorde compartilhado apenas pela Alfa Romeo . Durante a temporada, Fangio conquistou mais três sucessos ( Alemanha , Suíça e Itália ), três poles e dois GPVs, além de um GPV Kling. Fangio vence o Campeonato do Mundo de Pilotos pela segunda vez (e é o único que o fez ao correr na temporada com dois fabricantes diferentes) e a Mercedes conquistou 7 pódios.

1955

Ícone da lupa mgx2.svg O mesmo tópico em detalhes: Campeonato Mundial de Fórmula 1 de 1955 .

Em 1955, Stirling Moss juntou-se a Fangio. O domínio da casa alemã ainda é impressionante: Fangio vence na Argentina , Bélgica , Holanda e Itália , enquanto Moss vence o Grande Prêmio da Inglaterra . 4 poles , 5 gpvs , 10 pódios conquistados, com duplas vitórias na Bélgica, Holanda e Monza. No Grande Prêmio da Inglaterra, as três primeiras posições da classificação são monopolizadas. Obviamente, Fangio é mais uma vez o terceiro campeão mundial, enquanto Moss termina em segundo. No final da temporada, o fabricante de Stuttgart decide se aposentar da F1 com uma pontuação de nove vitórias em 12 corridas, 8 poles , 9 voltas mais rápidas, 17 pódios, 5 chaves. Em cada um dos 12 grandes prêmios (exceto o da Espanha em 1954) ele conquistou a vitória ou, pelo menos, a pole position. Em corridas fora do campeonato, a Mercedes vence o Grande Prêmio de Berlim de 1954 com Kling, o Grande Prêmio da Cidade de Buenos Aires de 1955 com Fangio, entre outras coisas as únicas em que participa. Nas duas temporadas, o modelo W196 e os W196s são alternados, este último com rodas revestidas. O motor é o M196 um tanto revolucionário. Possui válvulas desmodrômicas e ângulo de 70 °. Integra um sistema de injeção direta descarregando uma potência de 260 cv , a 8.500 rpm.

O retorno como engenheiro (1993-presente)

Ícone da lupa mgx2.svg O mesmo tópico em detalhes: Mercedes-Benz (automobilismo) .

Em 1993, o fabricante alemão voltou como fornecedor de motores, ganhando 2 títulos mundiais de construtores e 4 títulos mundiais de pilotos com a McLaren e a Brawn .

O retorno como fabricante e a lenta ascensão (2010-2013)

Em 16 de novembro de 2009, Ross Brawn anunciou que havia vendido a maioria da Brawn GP , equipe que em 2009 havia vencido os campeonatos de construtores e pilotos, com Jenson Button .

A equipe é adquirida pela Daimler AG , que passou a deter 45,1% e é a acionista majoritária, além de dona da equipe. Por isso a equipe leva o nome de Mercedes GP . A Aabar Investments Company , empresa sócia oficial da Daimler, controla 30%. Ross Brawn é um acionista minoritário e chefe da equipe com uma participação de 20,9%, enquanto Nick Fry possui 4%. A fabricante alemã confirma então a prorrogação do acordo de fornecimento de motores à McLaren até 2015, como parte de uma saída progressiva do capital da empresa chefiada por Ron Dennis . [7] Este fornecimento é interrompido com um ano de antecedência, no final de 2014.

Em 21 de dezembro de 2009, um acordo de patrocínio de $ 60 milhões por temporada com a empresa malaia Petronas é anunciado, levando a uma equipe renomeada para Mercedes Grand Prix Petronas . [2]

2010

Ícone da lupa mgx2.svg O mesmo tópico em detalhes: Campeonato Mundial de Fórmula 1 2010 .

A Mercedes-Benz já havia escolhido Nico Rosberg como piloto para o campeonato mundial de 2010 [8] . Em 23 de dezembro de 2009, a Mercedes GP anunciou oficialmente a contratação de Michael Schumacher [9] . O alemão assinou um contrato de três anos.

Em 1 de fevereiro de 2010, o novo Mercedes-Petronas, denominado Mercedes MGP W01 , é apresentado em Valência para os primeiros testes sazonais. [10]

A temporada de 2010 começa no dia 14 de março com o Grande Prêmio do Bahrein , onde a seleção alemã consegue terminar em 5º lugar com Rosberg e Schumacher logo atrás. A equipe termina a temporada na 4ª colocação no campeonato de construtores com 214 pontos, conquistando três pódios ao longo da temporada, todos com Nico Rosberg na China , Malásia e Grã-Bretanha . Já no campeonato de pilotos, Rosberg termina a temporada na 7ª colocação com 142 pontos, enquanto Schumacher, em sua 1ª temporada desde seu retorno à Fórmula 1, na 9ª colocação com 72 pontos.

2011

Ícone da lupa mgx2.svg O mesmo tópico em detalhes: Campeonato Mundial de Fórmula 1 de 2011 .

A Mercedes, para o campeonato de 2011 , confirmou os pilotos da temporada passada, nomeadamente Michael Schumacher e Nico Rosberg . O novo carro, por outro lado, é chamado de MGP W02 .

Em 18 de fevereiro, Bob Bell foi nomeado o novo Diretor Técnico do GP da Mercedes, assumindo o cargo em 1 de abril, quando o campeonato já estava em andamento.

No dia 30 de setembro a equipa anuncia a chegada de dois novos técnicos: Aldo Costa que é responsável pelo Design e Desenvolvimento desde 1 de dezembro na função de Diretor de Engenharia, e Geoffrey Willis que desde 17 de outubro, na função de Diretor de Tecnologia, é responsável pela aerodinâmica, dinâmica veicular, simulação e sistemas de controle.

A equipe termina a temporada na quarta colocação com 165 pontos, mas não conquista nenhum pódio, obtendo como melhor resultado a 4ª colocação para Schumacher no Canadá . No campeonato de pilotos, Rosberg termina a temporada na 7ª colocação pelo 3º ano consecutivo com 89 pontos, enquanto Schumacher termina a temporada atrás de Rosberg com 76 pontos.

O nome da equipe usada de 2012 a 2017, Mercedes AMG Petronas F1 Team , foi anunciado em 5 de dezembro; na verdade, o nome anterior era Mercedes GP Petronas F1 Team . [11]

2012

Ícone da lupa mgx2.svg O mesmo tópico em detalhes: Campeonato Mundial de Fórmula 1 de 2012 .

O novo monoposto para a temporada de 2012 foi apresentado no dia 21 de fevereiro no teste coletivo em Barcelona . Nesta temporada, a equipe de Stuttgart retorna para registrar o melhor tempo na qualificação e para vencer após 57 anos com Nico Rosberg na China . Após esta vitória, a equipa obtém 2 pódios em Monte Carlo com Rosberg (2º) - neste Grande Prémio Schumacher também marca pole , mas é depois rebaixado por ter substituído a caixa de velocidades - e em Valência com Schumacher (3º), que não conseguiu no pódio por 6 anos. Apesar disso, a temporada é muito decepcionante devido à baixa competitividade do carro. Em 28 de setembro, a despedida de Michael Schumacher , de 43 anos, da Mercedes é oficializada e o britânico Lewis Hamilton da McLaren [12] toma seu lugar. Em 4 de outubro, Schumacher anuncia que se aposentará da Fórmula 1 no final da temporada. A equipe alemã fecha sua pior temporada na Fórmula 1 na 5ª colocação com 142 pontos, conquistando apenas uma vitória com Nico Rosberg na China, dois pódios em Mônaco com Rosberg e em Valência com Schumacher e uma volta mais rápida com o múltiplo campeão mundial na Alemanha . Quanto ao campeonato de pilotos, Rosberg termina a temporada na 9ª posição com 93 pontos, enquanto Schumacher termina a última temporada na Fórmula 1 na 13ª posição com 49 pontos.

2013

Ícone da lupa mgx2.svg O mesmo tópico em detalhes: Campeonato Mundial de Fórmula 1 2013 .

Em 2013, a Mercedes confirmou como pilotos Nico Rosberg e o ex-piloto da McLaren Lewis Hamilton . Na segunda corrida, na Malásia, Lewis Hamilton subirá ao pódio (3º), resultado então repetido na China, mas depois desse grande prêmio o desempenho na corrida começa a cair, enquanto na qualificação eles são os mais rápidos. Isso se deve a um problema com os pneus, que se desgastam mais rapidamente. No Grande Prêmio de Mônaco , Rosberg vence, mas nos dias seguintes a Mercedes será processada pela Ferrari e Red Bull por ter realizado testes depois de Barcelona com o carro de 2013 e os pilotos oficiais (não por regulamento). No Canadá, Hamilton subirá ao pódio novamente na 3ª posição depois de perder a 2ª posição a 8 voltas para ir para Fernando Alonso . Em 20 de junho, Mercedes é chamada pela FIA no tribunal de Paris para o "caso Mercedes". Na Grã-Bretanha, Rosberg venceu com Hamilton em quarto; o último vence na Hungria . Depois da Bélgica, há apenas testes decepcionantes, com Rosberg em segundo apenas na Índia e em terceiro em Abu Dhabi . A seleção alemã terminou em segundo lugar no campeonato de construtores com 360 pontos.

O domínio da era do turbo híbrido (2014-presente)

2014

Ícone da lupa mgx2.svg O mesmo tópico em detalhes: Campeonato Mundial de Fórmula 1 de 2014 .
Toto Wolff (à esquerda) e Niki Lauda (à direita), respectivamente chefe da equipe e presidente da hegemônica Mercedes de Fórmula 1 na segunda metade da década de 2010.

Na temporada de 2014 , a Mercedes se apresentou como uma equipe de referência. Na Austrália, Rosberg venceu com Hamilton retirado nas primeiras voltas. Da Malásia em diante, Hamilton consegue 4 vitórias consecutivas, sempre na frente de seu companheiro de equipe, ganhando a liderança no campeonato mundial. Em Mônaco, Rosberg vence com Hamilton em segundo, enquanto no Canadá Rosberg vem em segundo e Hamilton é forçado a se aposentar. Rosberg vence na Áustria seguido por Hamilton, enquanto na Grã-Bretanha Hamilton vence, enquanto Rosberg por problemas na caixa de câmbio é forçado a se aposentar, compensando a Alemanha com a pole e a vitória, enquanto Hamilton vem em terceiro devido a problemas na qualificação. Na Hungria, Hamilton e Rosberg terminaram em terceiro e quarto, e na Bélgica os bispos de Mercedes, que se tocaram no final de Kemmel , deram a vitória a Ricciardo: Rosberg terminou em segundo, Hamilton se aposentou. Na Itália, o piloto inglês vence à frente do companheiro de equipe, e em Cingapura, graças à aposentadoria de Rosberg, ele assume a liderança do campeonato mundial, estendendo-se ainda com três vitórias no Japão, Rússia e Estados Unidos. No Brasil, quem vence é o alemão, seguido do parceiro. Em Abu Dhabi o título dos pilotos é decidido, com pontuação dobrada (primeira e única temporada que inclui este regulamento): na largada Hamilton, que se apresenta com uma vantagem de +17 sobre seu rival alemão, largou muito bem e passou Rosberg começou do pólo, que então devido a um problema com a parte elétrica cairá para a décima quarta posição. Hamilton vence o campeonato mundial com 384 pontos, contra 317 do alemão. A equipe conquistou o primeiro título de construtores de sua história (que já se tornou matemático na Rússia ) com um total de 701 pontos.

2015

Ícone da lupa mgx2.svg O mesmo tópico em detalhes: Campeonato Mundial de Fórmula 1 2015 .
A equipe da Mercedes comemora a dobradinha conquistada no Grande Prêmio do Japão de 2015 .

A Mercedes foi confirmada como a equipe a ser batida em 2015 . A temporada começa com Hamilton e Rosberg na primeira e segunda posições no Grande Prêmio da Austrália . Na Malásia, Hamilton é o segundo, à frente de Rosberg, com o piloto da Ferrari, Vettel, em primeiro. No entanto, na China, Hamilton venceu à frente de Rosberg, repetindo então no Bahrein à frente do piloto da Ferrari Kimi Räikkönen e Rosberg. Na Espanha, vem o primeiro sucesso da temporada de Rosberg, repetido no polêmico Grande Prêmio de Mônaco . Hamilton volta à presidência em Montreal , enquanto na Áustria Rosberg vence diante dos britânicos, que se redimem na Grã-Bretanha ao vencer na frente de seu companheiro de equipe. Na Hungria, Hamilton é apenas o sexto, com Rosberg até o oitavo. Hamilton venceu na Bélgica e na Itália , onde Rosberg está em segundo lugar e se aposentou, respectivamente. Em Cingapura, Rosberg está em quarto lugar no pódio e Hamilton é forçado a se aposentar.

No Japão, o piloto inglês vence, com seu companheiro de equipe em segundo. Na Rússia, Hamilton venceu, com Rosberg aposentado. No entanto, isso é o suficiente para a Mercedes conquistar o segundo título de construtores (consecutivo) de sua história. Na corrida seguinte, em 25 de outubro, nos Estados Unidos , Lewis Hamilton cruza a linha de chegada à frente de seu companheiro de equipe, graduando-se, pela segunda vez consecutiva, como campeão mundial. No México, Brasil e Abu Dhabi Rosberg triunfou à frente de seu companheiro de equipe, permitindo ao time somar 12 chaves em uma temporada (novo recorde) e 703 pontos no total.

2016

Ícone da lupa mgx2.svg O mesmo tópico em detalhes: 2016 Formula 1 World Championship .

O discurso não muda nem para 2016 . Nas primeiras 12 corridas o fabricante alemão deixou as migalhas para os adversários, obtendo 11 vitórias, sendo 6 com Hamilton e 5 com Rosberg . O piloto alemão, em particular, obtém 4 vitórias consecutivas nas primeiras 4 corridas, que se somam às 3 obtidas na final da temporada anterior, lançando-o imperturbável ao topo do campeonato. Mas um declínio perceptível nas corridas subsequentes, onde obtém apenas 1 vitória na presença dos 6 em 7 corridas de Hamilton, o faz perder toda a vantagem acumulada e assim o piloto inglês se torna o novo líder mundial do Grande Prêmio da Hungria .

Após as férias de verão, Rosberg dominou facilmente o Grande Prêmio da Bélgica , enquanto Hamilton largou em vigésimo devido a um pênalti na qualificação, recuperando-se para o terceiro lugar, mantendo a liderança do campeonato mundial por 9 pontos. O alemão também se repete no Grande Prêmio da Itália , aproveitando a má largada de Hamilton, que largou da pole e ficou em sexto após a primeira curva. Rosberg lidera com facilidade toda a prova, enquanto o inglês consegue se recuperar até a segunda colocação, fazendo mais uma dobradinha para a equipe alemã e conseguindo manter a liderança do campeonato de pilotos novamente, com um pequeno +2 no companheiro de equipe. Mas no Grande Prêmio de Cingapura subsequente , o terceiro sucesso consecutivo de Rosberg inverte a situação, trazendo o piloto alemão de volta ao topo da classificação com +8 sobre seu rival inglês, que não vai além do terceiro lugar. O Grande Prêmio da Malásia, por outro lado, vê a equipe alemã sucumbir aos rivais pela primeira vez: Hamilton desiste 15 voltas do final, enquanto ele estava firmemente na liderança, devido à falha da unidade de força ; Rosberg, por sua vez, enfrenta uma corrida difícil, forçado a subir da última posição após Vettel colidir com ele na primeira curva imediatamente após a largada. Ele será capaz de terminar em terceiro, atrás dos dois Red Bulls, apesar de uma penalidade de 10 segundos infligida a ele por ultrapassar Raikkonen impetuosamente, e assim consolida sua liderança no campeonato de pilotos, alcançando +23 em Hamilton, quando há 5 corridas para ir.

O Grande Prêmio do Japão uma semana depois viu Rosberg triunfar novamente, largando da pole; Hamilton, por outro lado, começa mal atrás dele e se encontra em oitavo após a primeira curva. Durante a corrida poderá recuperar até ao terceiro lugar, com uma última tentativa de ultrapassagem em Verstappen, prontamente devolvida ao remetente. Este resultado permite à equipe conquistar o terceiro campeonato de construtores consecutivo, com quatro corridas para o fim. O campeonato de pilotos, em vez disso, vê Rosberg se alongar ainda mais, agora alcançando +33.

Nico Rosberg , campeão mundial de 2016 com a Mercedes.

No Grande Prêmio dos Estados Unidos , a reação de Hamilton de orgulho, voltando à vitória depois de 5 testes secos, mas Rosberg limita bem os danos ao terminar em segundo atrás dele. A diferença entre os dois quando faltam 3 corridas é reduzida para 26 pontos. O mesmo resultado idêntico no Grande Prêmio do México, uma semana depois, com a diferença entre os dois que, portanto, cai para 19 pontos quando faltam 2 corridas. No Grande Prêmio do Brasil , Hamilton vence na frente de Rosberg, após uma corrida cheia de reviravoltas. Quando falta uma corrida no final, Hamilton ainda mantém a conversa aberta, com a diferença de Rosberg reduzida para 12 pontos. Isso nos leva à última rodada da temporada, o Grande Prêmio de Abu Dhabi , que segue o mesmo enredo das 3 corridas anteriores: Hamilton pole, Rosberg segundo ao lado dele, e as mesmas posições no final da corrida, que assim permitir que Nico Rosberg se sagrasse campeão mundial pela primeira vez em sua carreira, com exatamente 31 anos e 5 meses, com 385 pontos contra 380 de seu rival inglês, e assim igualar seu pai Keke , campeão mundial em 1982 . A equipe fecha sua terceira temporada de dominação com 19 vitórias, 8 chaves e 20 pole position em 21 corridas, estabelecendo um novo recorde histórico de 765 pontos obtidos em um campeonato. Poucos dias após o triunfo, em 2 de dezembro Rosberg anuncia sua aposentadoria das competições [13] . O finlandês Valtteri Bottas será contratado em seu lugar em 2017.

2017

Ícone da lupa mgx2.svg O mesmo tópico em detalhes: Campeonato Mundial de Fórmula 1 2017 .

A temporada de 2017 , pelo menos inicialmente, parece diferente das três anteriores em termos de resultados. Na verdade, a Ferrari , e em particular Sebastian Vettel , parecem ter recuperado quase completamente a lacuna que os separava da equipe alemã e parecem ser capazes de disputar os dois títulos, tanto que o piloto alemão continua à frente da campeonato de pilotos até o Grande Prêmio Bélgica . No entanto, um declínio no desempenho e na confiabilidade do Cavalo Empinado, combinado com erros do piloto, quebram esse equilíbrio substancial e permitem que Lewis Hamilton se eleve no topo da classificação a partir do próximo Grande Prêmio da Itália , uma posição que ele nunca deixará .e isso lhe permitirá conquistar o quarto título mundial de sua carreira (o terceiro com a Mercedes) com dois Grandes Prêmios de sobra, no Grande Prêmio do México . Além disso, os melhores resultados do segundo guia Valtteri Bottas , uma surpresa bem-vinda capaz de constantemente alcançar o pódio e conquistar 4 pole position e 3 vitórias, em comparação com o piloto da Ferrari Kimi Räikkönen , permitem que a Mercedes conquiste o quarto título de construtores consecutivos com três Grand Prémio antecipado, no Grande Prémio dos Estados Unidos . A quarta temporada de dominação termina com números menores que as anteriores mas ainda significativa da superioridade sobre a competição, com 12 vitórias, 4 chaves e 15 pole position em 20 corridas, para um total de 668 pontos.

2018

Ícone da lupa mgx2.svg O mesmo tópico em detalhes: Campeonato Mundial de Fórmula 1 de 2018 .

2018 vê uma mudança no nome da equipe, renomeada para Mercedes AMG Petronas Motorsport . Em 22 de fevereiro, o novo Mercedes AMG F1 W09 EQ Power + é apresentado. Os testes realizados em Barcelona são muito positivos e mostram que a Mercedes ainda é o carro a bater.

Valtteri Bottas em ação no W09 EQ Power + durante os treinos livres para o Grande Prêmio da China 2018 .

Na corrida de abertura da temporada em Melbourne, Hamilton atinge a pole position . Ao contrário, Valtteri Bottas é forçado a partir apenas em décimo quinto após ter substituído a caixa de câmbio devido a um acidente no terceiro trimestre. Surpreendentemente, Sebastian Vettel vencerá, à frente de Lewis Hamilton. Nel Gran Premio del Bahrein la Mercedes si qualifica in seconda fila, dietro le Ferrari SF71H , ma Hamilton è costretto a partire nono per aver sostituito il cambio danneggiato. Vincerà nuovamente Vettel, con Bottas e Hamilton dietro, grazie al ritiro di Kimi Räikkönen . A Shangai la Mercedes si qualifica di nuovo in seconda fila, ancora dietro le Ferrari. Però a vincere sarà inaspettatamente Daniel Ricciardo , davanti a Valtteri Bottas. In Azerbaigian la Mercedes torna a vincere un Gran Premio rocambolesco con Lewis Hamilton , però Bottas è costretto al ritiro a pochi giri dalla fine per via di una gomma forata, mentre era al comando. Al Gran Premio di Spagna arriva la prima doppietta Mercedes con Hamilton che vince. Dopo due gare amare a Monaco e in Canada , la Mercedes monopolizza nuovamente la prima fila in Francia con Lewis davanti. L'inglese vince, mentre Bottas viene speronato al via da Vettel ; dopo un testacoda e una sosta in più, Bottas termina settimo dopo una furiosa rimonta. La Mercedes eccelle anche nelle qualifiche del Gran Premio d'Austria , stavolta con il finlandese in pole . Però in gara entrambi i piloti son costretti al ritiro per problemi meccanici. Nonostante la pole di Hamilton a Silverstone , a vincere è nuovamente Vettel . Il tedesco si è infatti portato in testa in partenza, mentre Lewis è stato toccato da Räikkönen, andando in testacoda, ma è comunque riuscito a rimontare fino al secondo posto.

In Germania e in Ungheria tornerà a vincere Hamilton; ad Hockenheim grazie al ritiro del rivale Sebastian Vettel , a Budapest grazie alla pole conquistata il sabato sotto la pioggia battente. Dopo la pausa estiva, Hamilton ottiene la pole nel Gran Premio del Belgio , ma in gara a vincere sarà Vettel, bravo a superarlo subito dopo la partenza; a questo punto, analogamente a quanto accaduto nel 2017, la Ferrari accusa un calo di competitività piuttosto evidente, unito a degli errori dei piloti talvolta clamorosi, soprattutto da parte di Vettel, mentre la Mercedes, ricorrendo anche a dei giochi di squadra che causeranno qualche polemica, al contrario migliora ulteriormente le sue già notevoli prestazioni e prende il largo in entrambe le classifiche: arrivano quattro vittorie di fila di Hamilton a partire dal Gran Premio d'Italia , tre pole position (due del pilota inglese e una di Bottas ), e due doppiette consecutive, in Russia e Giappone . Nel Gran Premio degli Stati Uniti Hamilton fallisce il primo match-point mondiale: dopo la pole conquistata al sabato, in gara non va oltre il terzo posto finale, mentre Vettel giunge quarto alle sue spalle.

Lewis Hamilton, per sei volte campione del mondo con Mercedes tra il 2014 e il 2020, qui durante il fine settimana del Gran Premio di Gran Bretagna 2018 .

Ciò non si ripete nel Gran Premio del Messico di una settimana dopo: Lewis Hamilton , dopo il terzo posto conquistato nelle qualifiche del sabato, vince il suo quarto titolo piloti con il team tedesco (il quinto personale) con due Gran Premi di anticipo, chiudendo la gara al quarto posto. A nulla vale il secondo posto del diretto rivale Sebastian Vettel . E nella gara successiva, in Brasile , arriva anche il titolo costruttori, il quinto consecutivo per la scuderia, con un Gran Premio di anticipo, grazie alla vittoria di Hamilton (scattato dalla pole ) e al quinto posto di Bottas, mentre i diretti rivali della Ferrari non vanno oltre il terzo posto di Räikkönen e il sesto di Vettel. La gara conclusiva ad Abu Dhabi serve a regalare l'undicesima vittoria stagionale a Hamilton, partito di nuovo dalla pole , che stabilisce il nuovo record assoluto di punti ottenuti in una stagione (408), e il quinto posto a Bottas, che quindi chiude a secco di vittorie rispetto alle tre conquistate nel 2017. La quinta stagione di dominio si chiude con 11 vittorie, 4 doppiette e 13 pole position su 21 gare, per un totale di 655 punti. La Ferrari si è dimostrata ancora più vicina in termini di distacco rispetto al 2017, ma non abbastanza da intaccare la leadership incontrastata della scuderia tedesca degli ultimi anni.

2019

Magnifying glass icon mgx2.svg Lo stesso argomento in dettaglio: Campionato mondiale di Formula 1 2019 .

La stagione 2019 vede un inaspettato ritorno al dominio netto del primo triennio dell'era turbo ibrida, visto che la Ferrari durante i test invernali a Barcellona aveva dimostrato di poter essere addirittura superiore alla casa di Stoccarda, per poi deludere clamorosamente nel corso del campionato. Nella prime dodici gare vengono ottenute 10 vittorie (8 con Hamilton e 2 con Bottas), con il finlandese che a inizio campionato sembra addirittura poter competere alla pari per il titolo con l'inglese, per poi calare nel prosieguo. La scuderia tedesca nel Gran Premio del Giappone conquista il titolo costruttori per la sesta volta consecutiva, con quattro Gran Premi di anticipo, grazie alla vittoria di Bottas e al terzo posto di Hamilton, eguagliando così il record della Ferrari del periodo 1999-2004. Nel Gran Premio degli Stati Uniti arriva anche il quinto titolo piloti di Hamilton con la scuderia (il sesto personale), con due Gran Premi di anticipo, grazie al secondo posto ottenuto in gara dietro al compagno di squadra e rivale per il titolo Bottas, vincitore della corsa. Come lo scorso anno, il conclusivo Gran Premio di Abu Dhabi serve ad Hamilton per migliorare ulteriormente il record di punti ottenuti in una stagione (413). La sesta stagione di dominio si chiude con 15 vittorie, 9 doppiette e 10 pole position su 21 gare, per un totale di 739 punti. La Ferrari rispetto alle due stagioni precedenti compie un passo indietro piuttosto netto, e nonostante in qualifica sia riuscita a tenere testa alla Mercedes (9 pole position totali), in gara non è mai stata in grado di impensierire realmente il team tedesco (appena 3 vittorie).

2020

Magnifying glass icon mgx2.svg Lo stesso argomento in dettaglio: Campionato mondiale di Formula 1 2020 .
Hamilton impegnato nel Gran Premio della Toscana 2020 su W11 EQ Performance : la monoposto reca la particolare livrea nera portata al debutto da Mercedes in quell'anno.

Ai nastri di partenza della nuova stagione, la Mercedes presenta una sostanziale novità: la scuderia infatti decide di abbandonare lo storico colore argento in favore di una livrea total black , [14] come segno della lotta di Lewis Hamilton contro il razzismo ea sostegno del movimento Black Lives Matter . [15]

Dal punto di vista della competizione, il 2020 non fa altro che accentuare ulteriormente lo strapotere della casa tedesca nei confronti della concorrenza. Complice il crollo della Ferrari, protagonista di una stagione molto negativa, la Mercedes non conosce praticamente avversari. Solo la Red Bull, diventata la seconda forza del campionato, e in particolare Verstappen, riescono parzialmente ad impensierire la confermata coppia di piloti Hamilton e Bottas , che monopolizzano le pole position e portano a casa sette delle prime nove gare stagionali. NelGran Premio dell'Emilia-Romagna la Mercedes conquista il titolo costruttori per la settima volta consecutiva, nuovo record assoluto nella categoria, con quattro Gran Premi di anticipo, grazie alla quinta doppietta stagionale, con Hamilton seguito da Bottas. Due settimane dopo, nel Gran Premio di Turchia , Lewis Hamilton conquista il sesto titolo piloti con la scuderia (il settimo personale), con tre Gran Premi di anticipo, grazie alla vittoria ottenuta partendo dal sesto posto. Questo risultato gli permette di eguagliare il record di titoli vinti di Michael Schumacher .

Il 1º dicembre Hamilton risulta positivo al SARS-CoV-2 ; il giorno seguente viene annunciato il pilota della Williams George Russell come suo sostituto per il Gran Premio di Sakhir . Nella settimana successiva, dopo un tampone con esito negativo, Hamilton riprende il suo posto in vista del conclusivo Gran Premio di Abu Dhabi . La settima stagione di dominio si chiude con 13 vittorie, 5 doppiette e 15 pole position su 17 gare, per un totale di 573 punti.

2021

Magnifying glass icon mgx2.svg Lo stesso argomento in dettaglio: Campionato mondiale di Formula 1 2021 .

Per la stagione 2021 viene confermata di nuovo la coppia di piloti Lewis Hamilton - Valtteri Bottas , ma il proseguimento del rapporto tra il britannico (in scadenza di contratto a fine 2020) e la scuderia tedesca è divenuto ufficiale solamente l'8 febbraio, dopo un lungo tira e molla che ha gettato dei seri dubbi sulla buona riuscita dell'accordo.

Gli sponsor

Gestione Sportiva

  • Piloti: Lewis Hamilton , Valtteri Bottas
  • Presidente (non esecutivo): Markus Schäfer
  • Consigliere delegato: Hywel Thomas
  • Amministratore Delegato e Team Principal: Toto Wolff
  • Capo progettista: John Owen
  • Capo aerodinamico: Jarrod Murphy
  • Capo ingegneri di pista: Andrew Shovlin
  • Direttore sportivo: Ron Meadows
  • Direttore tecnico: Mike Elliot
  • Direttore della tecnologia: James Allison
  • Direttore del motore: Adam Allsopp
  • Direttore delle performance: Loïc Serra
  • Direttore delle operazioni: Richard Stevens
  • Direttore finanziario e informatico: Ronald Ballhaus
  • Direttore dell'ingegneria digitale: Geoff Willis
  • Direttore operativo: Rob Thomas
  • Responsabile delle strategie di gara: James Vowles
  • Ingegneri di pista: Riccardo Musconi, Peter Bonnington
  • Collaudatori: Stoffel Vandoorne , Nyck De Vries , Nico Hülkenberg

Monoposto

Monoposto Mercedes AMG F1
Nome Anno
Mercedes-Benz W196 1954-1955
Mercedes MGP W01 2010
Mercedes MGP W02 2011
Mercedes F1 W03 2012
Mercedes F1 W04 2013
Mercedes F1 W05 2014
Mercedes F1 W06 2015
Mercedes F1 W07 Hybrid 2016
Mercedes AMG F1 W08 EQ Power+ 2017
Mercedes AMG F1 W09 EQ Power+ 2018
Mercedes AMG F1 W10 EQ Power+ 2019
Mercedes-AMG F1 W11 EQ Performance 2020
Mercedes-AMG F1 W12 E Performance 2021

Piloti migliori

Pilota Anni Titoli mondiali Gran Premi Vittorie Podi
Regno Unito Lewis Hamilton2013 - 6 167 78 124
Argentina Juan Manuel Fangio1954 -1955 2 12 8 10
Germania Nico Rosberg2010 -2016 1 136 23 55
Finlandia Valtteri Bottas2017 - - 90 9 53
Regno Unito Stirling Moss1955 - 6 1 3
Germania Ovest Karl Kling1954 -1955 - 11 - 2
Germania Michael Schumacher2010 -2012 - 58 - 1
Germania Ovest Hans Herrmann1954 -1955 - 6 - 1
Italia Piero Taruffi1955 - 2 - 1

Risultati completi in F1

Anno Vettura Motore Gomme Piloti Flag of Argentina.svg Flag of Indianapolis.svg Flag of Belgium.svg Flag of France.svg Flag of the United Kingdom.svg Flag of Germany.svg Flag of Switzerland (Pantone).svg Flag of Italy.svg Flag of Spain (1945 - 1977).svg Punti Pos.
1954 W196 Mercedes C Argentina Fangio 1 4 1 1 1 3[16]
Germania Ovest Kling 2 7 4 Rit Rit 5
Germania Ovest Herrmann Rit Rit 3 4 Rit
Germania Ovest Lang Rit
Anno Vettura Motore Gomme Piloti Flag of Argentina.svg Flag of Monaco.svg Flag of Indianapolis.svg Flag of Belgium.svg Flag of the Netherlands.svg Flag of the United Kingdom.svg Flag of Italy.svg Punti Pos.
1955 W196 Mercedes C Argentina Fangio 1 Rit 1 1 2 1[16]
Regno Unito Moss 4 9 2 2 1 Rit
Germania Ovest Kling 4 Rit Rit 3 Rit
Germania Ovest Herrmann 4 SP
Francia Simon Rit
Italia Taruffi 4 2
Anno Vettura Motore Gomme Piloti Flag of Bahrain.svg Flag of Australia.svg Flag of Malaysia.svg Flag of the People's Republic of China.svg Flag of Spain.svg Flag of Monaco.svg Flag of Turkey.svg Flag of Canada.svg Flag of Europe.svg Flag of the United Kingdom.svg Flag of Germany.svg Flag of Hungary.svg Flag of Belgium.svg Flag of Italy.svg Flag of Singapore.svg Flag of Japan.svg Flag of South Korea.svg Flag of Brazil.svg Flag of the United Arab Emirates.svg Punti Pos.
2010 W01 Mercedes B Germania Schumacher 6 10 Rit 10 4 12 4 11 15 9 9 11 7 9 13 6 4 7 Rit 214
Germania Rosberg 5 5 3 3 13 7 5 6 10 3 8 Rit 6 5 5 17 Rit 6 4
Anno Vettura Motore Gomme Piloti Flag of Australia.svg Flag of Malaysia.svg Flag of the People's Republic of China.svg Flag of Turkey.svg Flag of Spain.svg Flag of Monaco.svg Flag of Canada.svg Flag of Europe.svg Flag of the United Kingdom.svg Flag of Germany.svg Flag of Hungary.svg Flag of Belgium.svg Flag of Italy.svg Flag of Singapore.svg Flag of Japan.svg Flag of South Korea.svg Flag of India.svg Flag of the United Arab Emirates.svg Flag of Brazil.svg Punti Pos.
2011 W02 Mercedes P Germania Schumacher Rit 9 8 12 6 Rit 4 17 9 8 Rit 5 5 Rit 6 Rit 5 7 15 165
Germania Rosberg Rit 12 5 5 7 11 11 7 6 7 9 6 Rit 7 10 8 6 6 7
Anno Vettura Motore Gomme Piloti Flag of Australia.svg Flag of Malaysia.svg Flag of the People's Republic of China.svg Flag of Bahrain.svg Flag of Spain.svg Flag of Monaco.svg Flag of Canada.svg Flag of Europe.svg Flag of the United Kingdom.svg Flag of Germany.svg Flag of Hungary.svg Flag of Belgium.svg Flag of Italy.svg Flag of Singapore.svg Flag of Japan.svg Flag of South Korea.svg Flag of India.svg Flag of the United Arab Emirates.svg Flag of the United States.svg Flag of Brazil.svg Punti Pos.
2012 W03 Mercedes P Germania Schumacher Rit 10 Rit 10 Rit Rit Rit 3 7 7 Rit 7 6 Rit 11 13 22 11 16 7 142
Germania Rosberg 12 13 1 5 7 2 6 6 15 10 10 11 7 5 Rit Rit 11 Rit 13 15
Anno Vettura Motore Gomme Piloti Flag of Australia.svg Flag of Malaysia.svg Flag of the People's Republic of China.svg Flag of Bahrain.svg Flag of Spain.svg Flag of Monaco.svg Flag of Canada.svg Flag of the United Kingdom.svg Flag of Germany.svg Flag of Hungary.svg Flag of Belgium.svg Flag of Italy.svg Flag of Singapore.svg Flag of South Korea.svg Flag of Japan.svg Flag of India.svg Flag of the United Arab Emirates.svg Flag of the United States.svg Flag of Brazil.svg Punti Pos.
2013 W04 Mercedes P Germania Rosberg Rit 4 Rit 9 6 1 5 1 9 19 4 6 4 7 8 2 3 9 5 360
Regno Unito Hamilton 5 3 3 5 12 4 3 4 5 1 3 9 5 5 Rit 6 7 4 9
Anno Vettura Motore Gomme Piloti Flag of Australia.svg Flag of Malaysia.svg Flag of Bahrain.svg Flag of the People's Republic of China.svg Flag of Spain.svg Flag of Monaco.svg Flag of Canada.svg Flag of Austria.svg Flag of the United Kingdom.svg Flag of Germany.svg Flag of Hungary.svg Flag of Belgium.svg Flag of Italy.svg Flag of Singapore.svg Flag of Japan.svg Flag of Russia.svg Flag of the United States.svg Flag of Brazil.svg Flag of the United Arab Emirates.svg Punti Pos.
2014 W05 Mercedes P Regno Unito Hamilton Rit 1 1 1 1 2 Rit 2 1 3 3 Rit 1 1 1 1 1 2 1 701
Germania Rosberg 1 2 2 2 2 1 2 1 Rit 1 4 2 2 Rit 2 2 2 1 14
Anno Vettura Motore Gomme Piloti Flag of Australia.svg Flag of Malaysia.svg Flag of the People's Republic of China.svg Flag of Bahrain.svg Flag of Spain.svg Flag of Monaco.svg Flag of Canada.svg Flag of Austria.svg Flag of the United Kingdom.svg Flag of Hungary.svg Flag of Belgium.svg Flag of Italy.svg Flag of Singapore.svg Flag of Japan.svg Flag of Russia.svg Flag of the United States.svg Flag of Mexico.svg Flag of Brazil.svg Flag of the United Arab Emirates.svg Punti Pos.
2015 W06 Mercedes P Regno Unito Hamilton 1 2 1 1 2 3 1 2 1 6 1 1 Rit 1 1 1 2 2 2 703
Germania Rosberg 2 3 2 3 1 1 2 1 2 8 2 17 4 2 Rit 2 1 1 1
Anno Vettura Motore Gomme Piloti Flag of Australia.svg Flag of Bahrain.svg Flag of the People's Republic of China.svg Flag of Russia.svg Flag of Spain.svg Flag of Monaco.svg Flag of Canada.svg Flag of Europe.svg Flag of Austria.svg Flag of the United Kingdom.svg Flag of Hungary.svg Flag of Germany.svg Flag of Belgium.svg Flag of Italy.svg Flag of Singapore.svg Flag of Malaysia.svg Flag of Japan.svg Flag of the United States.svg Flag of Mexico.svg Flag of Brazil.svg Flag of the United Arab Emirates.svg Punti Pos.
2016 W07 Hybrid Mercedes P Regno Unito Hamilton 2 3 7 2 Rit 1 1 5 1 1 1 1 3 2 3 Rit 3 1 1 1 1 765
Germania Rosberg 1 1 1 1 Rit 7 5 1 4 3 2 4 1 1 1 3 1 2 2 2 2
Anno Vettura Motore Gomme Piloti Flag of Australia.svg Flag of the People's Republic of China.svg Flag of Bahrain.svg Flag of Russia.svg Flag of Spain.svg Flag of Monaco.svg Flag of Canada.svg Flag of Azerbaijan.svg Flag of Austria.svg Flag of the United Kingdom.svg Flag of Hungary.svg Flag of Belgium.svg Flag of Italy.svg Flag of Singapore.svg Flag of Malaysia.svg Flag of Japan.svg Flag of the United States.svg Flag of Mexico.svg Flag of Brazil.svg Flag of the United Arab Emirates.svg Punti Pos.
2017 W08 EQ Power+ Mercedes P Regno Unito Hamilton 2 1 2 4 1 7 1 5 4 1 4 1 1 1 2 1 1 9 4 2 668
Finlandia Bottas 3 6 3 1 Rit 4 2 2 1 2 3 5 2 3 5 4 5 2 2 1
Anno Vettura Motore Gomme Piloti Flag of Australia.svg Flag of Bahrain.svg Flag of the People's Republic of China.svg Flag of Azerbaijan.svg Flag of Spain.svg Flag of Monaco.svg Flag of Canada.svg Flag of France.svg Flag of Austria.svg Flag of the United Kingdom.svg Flag of Germany.svg Flag of Hungary.svg Flag of Belgium.svg Flag of Italy.svg Flag of Singapore.svg Flag of Russia.svg Flag of Japan.svg Flag of the United States.svg Flag of Mexico.svg Flag of Brazil.svg Flag of the United Arab Emirates.svg Punti Pos.
2018 W09 EQ Power+ Mercedes P Regno Unito Hamilton 2 3 4 1 1 3 5 1 Rit 2 1 1 2 1 1 1 1 3 4 1 1 655
Finlandia Bottas 8 2 2 14 2 5 2 7 Rit 4 2 5 4 3 4 2 2 5 5 5 5
Anno Vettura Motore Gomme Piloti Flag of Australia.svg Flag of Bahrain.svg Flag of the People's Republic of China.svg Flag of Azerbaijan.svg Flag of Spain.svg Flag of Monaco.svg Flag of Canada.svg Flag of France.svg Flag of Austria.svg Flag of the United Kingdom.svg Flag of Germany.svg Flag of Hungary.svg Flag of Belgium.svg Flag of Italy.svg Flag of Singapore.svg Flag of Russia.svg Flag of Japan.svg Flag of Mexico.svg Flag of the United States.svg Flag of Brazil.svg Flag of the United Arab Emirates.svg Punti Pos.
2019 W10 EQ Power+ Mercedes P Regno Unito Hamilton 2 1 1 2 1 1 1 1 5 1 9 1 2 3 4 1 3 1 2 7 1 739
Finlandia Bottas 1 2 2 1 2 3 4 2 3 2 Rit 8 3 2 5 2 1 3 1 Rit 4
Anno Vettura Motore Gomme Piloti Flag of Austria.svg Flag of Styria (state).svg Flag of Hungary.svg Flag of the United Kingdom.svg F1 - GP del 70º anniversario 2020.png Flag of Spain.svg Flag of Belgium.svg Flag of Italy.svg Flag of Tuscany.svg Flag of Russia.svg Flag of Rhineland-Palatinate.svg Flag of Portugal.svgBandiera Emilia-Romagna.svg Flag of Turkey.svg Flag of Bahrain.svg Flag of Bahrain.svg Flag of the United Arab Emirates.svg Punti Pos.
2020 W11 EQ Performance Mercedes P Regno Unito Hamilton 4 1 1 1 2 1 1 7 1 3 1 1 1 1 1 3 573
Regno Unito Russell 9
Finlandia Bottas 1 2 3 11 3 3 2 5 2 1 Rit 2 2 14 8 8 2
Anno Vettura Motore Gomme Piloti Flag of Bahrain.svgBandiera Emilia-Romagna.svg Flag of Portugal.svg Flag of Spain.svg Flag of Monaco.svg Flag of Azerbaijan.svg Flag of France.svg Flag of Styria (state).svg Flag of Austria.svg Flag of the United Kingdom.svg Flag of Hungary.svg Flag of Belgium.svg Flag of the Netherlands.svg Flag of Italy.svg White flag of surrender.svg Flag of Turkey.svg Flag of the United States.svg Flag of Mexico.svg Flag of Brazil.svg Flag of none.svg Flag of Saudi Arabia.svg Flag of the United Arab Emirates.svg Punti Pos.
2021 W12 E Performance Mercedes P Regno Unito Hamilton 1 2 1 1 7 15 2 2 4 1 2 2 303
Finlandia Bottas 3 Rit 3 3 Rit 12 4 3 2 3 3 Rit
Legenda 1º posto 2º posto 3º posto A punti Senza punti/Non class. Grassetto – Pole position
Corsivo – Giro più veloce
Apice – Risultato Qualifica Sprint
Squalificato Ritirato Non partito Non qualificato Solo prove/Terzo pilota

Loghi

Note

  1. ^ Condiviso con la Maserati .
  2. ^ a b F1: MERCEDES GP, PETRONAS NUOVO SPONSOR , su adnkronos.com , 21 dicembre 2009. URL consultato il 21 dicembre 2009 .
  3. ^ Ultime notizie da Repubblica.it, Agi, Teleborsa e Bloomberg - Economia e Finanza con Bloomberg - Repubblica.it Archiviato il 24 novembre 2009 in Internet Archive .
  4. ^ Mercedes conferma l'acquisto totale del team di F1 , su f1grandprix.motorionline.com . URL consultato il 1º marzo 2011 .
  5. ^ Daimler acquisisce il 40% di Aabar Invenstments , su f1grandprix.motorionline.com . URL consultato il 19 novembre 2012 .
  6. ^ F1, Mercedes: INEOS acquisisce un terzo delle quote del team. Wolff resta , su Automoto.it . URL consultato il 21 dicembre 2020 .
  7. ^ E' ufficiale: la Brawn diventa Mercedes GP , su gazzetta.it . URL consultato il 16 novembre 2009 .
  8. ^ Rosberg firma per la Mercedes GP , su f1.gpupdate.net . URL consultato il 23 novembre 2009 (archiviato dall' url originale il 25 novembre 2009) .
  9. ^ "Mercedes annuncia arrivo Schumacher" , su ansa.it .
  10. ^ F1, Presentata la Nuova Mercedes Gp , su auto.fanpage.it . URL consultato il 19 febbraio 2010 .
  11. ^ ( EN ) Silver Arrows works team to race as MERCEDES AMG PETRONAS Formula One Team , su mercedes-amg-f1.com , Mercedes AMG F1. URL consultato l'11 febbraio 2012 .
  12. ^ Schumacher si ritira: Hamilton alla Mercedes , su formulapassion.it . URL consultato il 28 settembre 2012 .
  13. ^ Clamoroso, Rosberg annuncia il ritiro dalla Formula 1! , su gazzetta.it , 2 dicembre 2016. URL consultato il 4 marzo 2017 .
  14. ^ Giacomo Rauli, F1, Mercedes: livrea nera 2020 contro il razzismo , su it.motorsport.com , 29 giugno 2020.
  15. ^ Simone Peluso, Hamilton: "Ringrazio Mercedes per avermi ascoltato" , su formulapassion.it , 29 giugno 2020.
  16. ^ a b Il campionato costruttori fu introdotto nel1958 .

Voci correlate

Altri progetti

Collegamenti esterni

Formula 1 Portale Formula 1 : accedi alle voci di Wikipedia che trattano di Formula 1