Campeonato Mundial de Fórmula 1 de 1990

Da Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para a navegação Ir para a pesquisa
Campeonato Mundial de Fórmula 1 de 1990
Edição n. 41 do Campeonato Mundial de Fórmula 1
Dados gerais
Começar 11 de março
Prazo 4 de novembro
Ensaios 16
Títulos disponíveis
Pilotos Brasil Ayrton Senna
no McLaren MP4 / 5B
Construtores Reino Unido McLaren
Outras edições
Anterior - Próximo
Edição em andamento

A temporada de 1990 do Campeonato Mundial de Fórmula 1 foi a quadragésima primeira da história da categoria a atribuir o Título de Pilotos e a 33ª a atribuir o Título de Construtores . A primeira foi conquistada pelo brasileiro Ayrton Senna , que sagrou-se Campeão do Mundo pela segunda vez na carreira, enquanto a segunda foi conquistada pela McLaren - Honda , que venceu pelo terceiro ano consecutivo.

Ayrton Senna conquistou seu segundo título mundial.

A pré-temporada

Calendário

Concorrência Nome oficial do Grande Prêmio O circuito Local Encontro Agora Ao vivo
Local UTC ITA
1 Estados UnidosGrande Prêmio Iceberg dos Estados Unidos Circuito de fênix Fénix 11 de março 14:00 20:00 21:00 Rai Due / Telemontecarlo
2 Brasil Grande Prêmio do Brasil Hipódromo José Carlos Pace São Paulo 25 de março 13:00 16:00 18:00
3 San Marino Grande Prêmio de San Marino Autódromo Dino Ferrari Imola 13 de maio 14:30 meio-dia e meia 14:30
4 Monge Grande Prêmio de Mônaco Circuito de Montecarlo Monge 27 de maio 15:30 13:30 15:30
5 Canadá Grande Prêmio Molson do Canadá Circuito Gilles Villeneuve Montreal 10 de junho 13:00 17:00 19:00 Rai Due
6 México Grande Prêmio do México Autódromo Hermanos Rodríguez Cidade do México 24 de junho 14:00 19:00 21:00
7 França Grande Prêmio Rhône-Poulenc da França Circuito Paul Ricard Le Castellet 8 de julho 14:00 12h00 14:00 Rai Due / Telemontecarlo
8 Reino Unido Grande Prêmio da Inglaterra de Foster Circuito de Silverstone Silverstone 15 de julho 14:00 13:00 15:00
9 Alemanha Großer Mobil 1 Preis von Deutschland Hockenheimring Hockenheim 29 de julho 14:00 12h00 14:00
10 Hungria Magyar Nagydíj Hungaroring Mogyoród 12 de agosto 14:00 12h00 14:00
11 Bélgica Grande Prêmio da Bélgica Circuito de Spa-Francorchamps Francorchamps 26 de agosto 14:00 12h00 14:00
12 Itália Coca-Cola Grande Prêmio da ItáliaCircuito Nacional de Monza Monza 9 de setembro 15:00 13:00 15:00
13 Portugal Grande Prémio de Portugal Circuito do Estoril Cascais 23 de setembro 14:00 12h00 14:00
14 Espanha Grande Prêmio Tio Pepe de España Circuito de Jerez de la Frontera Jerez de la Frontera 30 de setembro 14:00 13:00 14:00
15 Japão Fuji Television Grande Prêmio do Japão Circuito de Suzuka Suzuka 21 de outubro 13:00 4:00 5:00 Rai Due
16 Austrália Grande Prêmio da Austrália de Foster Circuito de Adelaide Adelaide 4 de novembro 14:00 4:30 5:30

Mudanças desde 1989

O Life L190 (aqui no Goodwood Festival of Speed em 2009) foi equipado com um motor W12 radial inovador, mas nunca conseguiu pontuar resultados significativos.

Mudanças regulatórias

  • Outros testes de colisão foram obrigatórios para testar a solidez dos carros, particularmente na área do cockpit e aqueles para a frente foram incluídos.
  • Os pilotos deveriam conseguir sair da cabine em menos de cinco segundos sem assistência; também se tornou obrigatório conceder maior liberdade de movimento aos joelhos.

Notícias técnicas

  • O Tyrrell 019 , desenhado por Harvey Postlethwaite e Jean-Claude Migeot , foi o primeiro carro na história da Fórmula 1 a ter um nariz levantado, o que permitiu uma melhor aerodinâmica na frente; esta solução técnica foi copiada nas temporadas subsequentes por todos os outros estábulos.
  • O Life foi equipado com um motor W12 recentemente desenvolvido, projetado pelo ex-técnico da Ferrari, Franco Rocchi; este motor tinha três bancos de quatro cilindros cada , com a ideia de combinar o pequeno tamanho de um V8 com a potência de um V12 ; no entanto, provou ser muito fraco e extremamente confiável.

Estábulos

  • A Life , fundada pelo empresário italiano Ernesto Vita, entrou pela primeira vez na Copa do Mundo.
  • Rial e Zakspeed desistiram da Copa do Mundo.
  • O Brabham passou sob o controle do grupo japonês Middlebridge, enquanto o March foi comprado pelo principal patrocinador, Akira Akagi's Leyton House , mudando seu nome para Leyton House Racing. Arrows também se tornou propriedade de um grupo japonês, Footwork .
  • A Onyx , uma vez cessado o financiamento do belga Jean-Pierre Van Rossem, foi inicialmente vendida à Middlebridge, que a vendeu ao ítalo-suíço Peter Monteverdi . A equipe assumiu o nome de Onyx-Monteverdi, mas foi forçada a fechar por falta de fundos após o Grande Prêmio da Hungria .
  • No final da temporada, a Lotus , voltando de um ano desastroso e com o abandono do principal patrocinador, o Camel , foi vendida pela família Chapman para Peter Collins e Peter Wright.
  • Life e EuroBrun desistiram de participar nas duas últimas corridas da temporada.
  • O Coloni , o Osella e o Life alinharam apenas um carro.

Motores

  • A Lotus assinou um contrato com a Lamborghini para o fornecimento do V12 do fabricante italiano.
  • A Coloni concluiu um acordo com a Subaru para montar um motor V12 com cilindros opostos desenvolvido pela Motori Moderni de Carlo Chiti em seu carro. No entanto, os resultados decepcionantes convenceram a equipe italiana a retornar, a partir do meio da temporada, ao mais tradicional Cosworth DFR.

Pilotos

Pneus

Pilotos e equipes

Estábulo Construtor Chassis Motor Pneus N. Piloto GP Testador
Itália Scuderia Ferrari Ferrari 641 Ferrari 036 3.5 V12
037 3,5 V12
G. 1 França Alain Prost Tudo Itália Gianni Morbidelli
2 Reino Unido Nigel Mansell Tudo
Reino Unido Organização Tyrrell Racing Tyrrell 019 Ford DFR 3.5 V8 P. 3 Japão Satoru Nakajima Tudo Alemanha Volker Weidler
4 França Jean Alesi Tudo
Reino Unido Canon Williams Renault Williams FW13B Renault RS2 3.5 V10 G. 5 Bélgica Thierry Boutsen Tudo Reino Unido Mark Blundell
6 Itália Riccardo Patrese Tudo
Reino Unido Motor Racing Developments Ltd. Brabham BT58
BT59
Judd EV 3.5 V8 P. 7 suíço Gregor Foitek 1-2 n / D
Austrália David Brabham 3-16
8 Itália Stefano Modena Tudo
Reino Unido Footwork Arrows Racing Setas; flechas A11
A11B
Ford DFR 3.5 V8 G. 9 Itália Michele Alboreto Tudo n / D
10 Alemanha Bernd Schneider 1, 14
Itália Alex Caffi 2-13, 15-16
Reino Unido Camel Team Lotus Lótus 102 Lamborghini 3512 3,5 V12 G. 11 Reino Unido Derek Warwick Tudo n / D
12 Reino Unido Martin Donnelly 1-14
Reino Unido Johnny Herbert 15-16
Itália Fondmetal osella Osella FA1 / ME Ford DFR 3.5 V8 P. 14 França Olivier Grouillard Tudo n / D
Reino Unido Leyton House Leyton House CG901 Judd EV 3.5 V8 G. 15 Brasil Maurício Gugelmin Tudo Itália Bruno Giacomelli
16 Itália Ivan Capelli Tudo
França Automobiles Gonfaronaise Sportives AGS JH24
JH25
Ford DFR 3.5 V8 G. 17 Itália Gabriele Tarquini Tudo n / D
18 França Yannick Dalmas Tudo
Reino Unido Benetton Formula Benetton B189B
B190
Ford HBA4 3.5 V8 G. 19 Itália Alessandro Nannini 1-14 Reino Unido Johnny Dumfries
Brasil Roberto Moreno
Brasil Roberto Moreno 15-16
20 Brasil Nelson Piquet Tudo
Itália Scuderia Italia SpA Dallara 190 Ford DFR 3.5 V8 P. 21 Itália Gianni Morbidelli 1-2 Itália Andrea Montermini
Itália Emanuele Pirro 3-16
22 Itália Andrea De Cesaris Tudo
Itália Equipe SCM Minardi Minardi M189B
M190
Ford DFR 3.5 V8 P. 23 Itália Pierluigi Martini Tudo n / D
24 Itália Paolo Barilla 1-14
Itália Gianni Morbidelli 15-16
França Ligier Gitanes Ligier JS33B Ford DFR 3.5 V8 G. 25 Itália Nicola Larini Tudo França Emmanuel Collard
26 França Philippe Alliot Tudo
Reino Unido Honda Marlboro McLaren McLaren MP4 / 5B Honda RA109E 3.5 V10 G. 27 Brasil Ayrton Senna Tudo Reino Unido Jonathan Palmer
Reino Unido Allan McNish
28 Áustria Gerhard Berger Tudo
França Exposição Larrousse F1 Lola LC89B
LC90
Lamborghini 3512 3,5 V12 G. 29 França Éric Bernard Tudo n / D
30 Japão Aguri Suzuki Tudo
Itália Subaru Coloni Racing
Itália Colonists Racing
Colonizadores C3B
C3C
Subaru 1235 F12
Ford DFR 3.5 V8
G. 31 Bélgica Bertrand Gachot Tudo n / D
Itália Euro Brun Racing EuroBrun ER189B Judd CV 3.5 V8 P. 33 Brasil Roberto Moreno 1-14 n / D
34 Itália Claudio Langes 1-14
Reino Unido Moneytron Onyx Fórmula Um
Reino Unido Monteverdi Onyx Fórmula Um
Ônix HORAS-1
HORAS-2
Ford DFR 3.5 V8 G. 35 Suécia Stefan Johansson 1-2 n / D
suíço Gregor Foitek 3-10
36 Finlândia JJ Lehto 1-10
Itália Motores de corrida de vida Vida F190 Vida F35 3,5 W12
Judd CV 3.5 V8
G. 39 Austrália Gary Brabham 1-2 Itália Franco Scapini
Itália Bruno Giacomelli 3-14

Pré temporada

No inverno entre 1989 e 1990 desenvolveu-se uma polêmica acalorada entre o presidente da FISA Jean-Marie Balestre e Ayrton Senna , com o brasileiro acusando Balestre de ter manipulado o resultado da temporada anterior em favor de Prost (em particular referente à desclassificação sofrida no Grande Prêmio do Japão , que de fato concedeu o título mundial ao rival). Por essas reclamações, Senna sofreu uma multa de US $ 100 mil e a retirada da superlicença necessária para correr na Fórmula 1, a menos que se desculpasse com a FISA. A polêmica se arrastou ao longo do inverno e foi resolvida apenas em fevereiro, quando a McLaren enviou uma carta de desculpas à FISA em acordo com o piloto brasileiro [2] , logo após o ultimato de Balestre; Senna conseguiu assim recuperar a superlicença e competir na temporada de 1990.

O calendário do campeonato foi elaborado em novembro de 1989. [3]

Resumo da temporada

Grande Prêmio dos Estados Unidos

Ícone da lupa mgx2.svg O mesmo tópico em detalhes: Grande Prêmio dos Estados Unidos de 1990 .
Alain Prost na cabine de sua Ferrari no Grande Prêmio dos Estados Unidos.

Com a passagem do amargo rival Prost pela Ferrari e uma evolução do carro que havia dominado no ano anterior, Ayrton Senna começou a corrida como favorito na Copa do Mundo de 1990. O brasileiro respeitou as previsões no Grande Prêmio dos Estados Unidos , mais uma vez disputado no circuito cidadão de Phoenix. No entanto, a corrida teve surpresas: na qualificação os pneus Pirelli provaram-se superiores aos seus rivais Goodyear e ao lado do homem da pole Gerhard Berger o surpreendente Pierluigi Martini alinhou, capaz de trazer a primeira e única largada da primeira linha para a Minardi. Na corrida, Jean Alesi assumiu a liderança com seu Tyrrell ; Senna, que largou em quinto, subiu atrás do francês, ultrapassando-o após um duelo que durou algumas voltas. O brasileiro obteve assim sua primeira vitória da temporada diante do jovem francês; terceiro veio Boutsen , seguido por Piquet , Modena (que não ganhou outros pontos no resto da temporada) e Nakajima , dirigindo o segundo Tyrrell [4] .

Grande Prêmio do Brasil

Ícone da lupa mgx2.svg O mesmo assunto em detalhes: Grande Prêmio do Brasil de 1990 .

O segundo Grande Prêmio da temporada, disputado no renovado Circuito de Interlagos , foi vencido por Alain Prost , que deu a primeira vitória à Ferrari ; o francês foi porém favorecido por um erro de Senna que, depois de dominar toda a corrida, acertou o rodado Nakajima, tendo que voltar às boxes para consertar o carro e terminar na terceira posição, também atrás de seu companheiro Berger . Mansell , Boutsen (lutando pela vitória até o meio da corrida e depois desacelerado por uma desastrosa troca de pneus) e Piquet [5] também fecharam nos pontos.

Grande Prêmio de San Marino

Ícone da lupa mgx2.svg O mesmo tópico em detalhes: Grande Prêmio de San Marino de 1990 .

Entre o Grande Prêmio do Brasil e a corrida seguinte, marcada para Ímola , houve um intervalo de sete semanas, durante o qual as equipes realizaram diversos testes. O novo Tyrrell 019 fez sua estreia no Grande Prêmio de San Marino , cujo inovador nariz levantado despertou grande surpresa; A qualificação foi dominada pelos dois McLarens, com Senna levando a melhor sobre Berger. Após a vitória de Prost no Brasil, a Ferrari decepcionou as expectativas, com seus pilotos rebaixados para a terceira linha, atrás das duas Williams - Renault de Boutsen e Patrese . Na corrida Senna manteve a primeira posição por apenas três voltas, mas desistiu devido a um problema com um aro; Boutsen então passou para a liderança, mas o piloto belga teve que abandonar a corrida cerca de quinze voltas depois, traído pelo motor de sua Williams. Desta forma, Berger, Mansell e Patrese permaneceram lutando pela vitória; o piloto da Ferrari tentou ultrapassar o austríaco na 51ª volta, mas acabou saindo da pista e logo desistiu devido à falha do motor. A poucas voltas do final, Patrese levou a melhor sobre Berger e venceu sua terceira corrida na carreira à frente do austríaco; terceiro fechado Nannini , que nas últimas voltas resistiu à pressão de Prost . Atrás dos franceses vieram, finalmente, Piquet e Alesi, que conquistaram os últimos pontos disponíveis [6] .

Grande Prêmio de Mônaco

Ícone da lupa mgx2.svg O mesmo tópico em detalhes: Grande Prêmio de Mônaco 1990 .

O Grande Prêmio de Mônaco viu o domínio absoluto de Senna , que permaneceu no comando durante toda a corrida após largar da pole position; atrás do brasileiro, Alesi voltou a se destacar e, largando da terceira posição, aproveitou a desistência de seu compatriota Prost devido a um problema elétrico para conquistar a segunda etapa do pódio. Em terceiro veio Berger , seguido por Boutsen , Caffi e Bernard ; apenas esses pilotos realmente cruzaram a linha de chegada, enquanto Foitek terminou em sétimo após desistir devido a um acidente a algumas voltas do final [7] .

Grande Prêmio do Canadá

Ícone da lupa mgx2.svg O mesmo tópico em detalhes: Grande Prêmio do Canadá de 1990 .
Alain Prost dirigindo sua Ferrari no Grande Prêmio do Canadá.

Senna também venceu no Canadá , em corrida que começou com o circuito molhado que foi secando aos poucos; neste caso, porém, o brasileiro aproveitou a penalidade de um minuto imposta a seu companheiro de equipe Berger, que havia cruzado a linha de chegada primeiro, para uma largada antecipada. O austríaco caiu então para a quarta posição, também atrás de Piquet e Mansell ; fechou a zona de pontos Prost e Warwick , o que trouxe o primeiro ponto para a Lotus [8] .

Grande Prêmio do México

Ícone da lupa mgx2.svg O mesmo tópico em detalhes: Grande Prêmio do México de 1990 .

No México, Prost começou uma seqüência de três vitórias consecutivas, estabelecendo-se também na França e na Grã-Bretanha e assumindo a liderança do campeonato com 41 pontos, dois a mais que o rival Senna. No Autódromo Hermanos Rodríguez, na Cidade do México, Senna, que largou em terceiro no grid, liderou a corrida na maior parte de sua duração; no entanto, o brasileiro foi desacelerado por um furo lento e aos poucos foi acompanhado por Prost, que largou na décima terceira posição e, junto com seu companheiro de equipe Mansell , uma grande reviravolta. A seis voltas do final o pneu estragado do carro de Senna explodiu definitivamente, obrigando o brasileiro a se aposentar e entregando a primeira dupla vitória da temporada à Ferrari. Berger completou o pódio, desacelerado por um problema de pneu nos estágios iniciais da corrida, enquanto a área de pontuação foi fechada por Nannini , Boutsen e Piquet [9] .

Grande Prêmio da França

Ícone da lupa mgx2.svg O mesmo tópico em detalhes: Grande Prêmio da França de 1990 .

No Grande Prêmio da França, destacaram-se os Leyton House de Capelli e Gugelmin , até aquele momento rebaixados para a retaguarda: os dois, aliás, após se classificarem entre os dez primeiros conseguiram realizar toda a corrida sem troca de pneus, encontrando-se assim respectivamente na primeira e na segunda posição a cerca de meia distância. Ambos, no entanto, foram obrigados a abrandar devido ao desgaste dos pneus e problemas de motor, o que levou Gugelmin a abandonar enquanto estava na terceira posição, acabando de ser ultrapassado por Prost. O piloto da Ferrari voltou rapidamente para Capelli, ultrapassando-o a três voltas do final; o italiano terminou na segunda colocação, seguido por Senna, Piquet, Berger e Patrese. A conquistada por Prost foi a centésima vitória na história da Ferrari: a equipe italiana foi a primeira a atingir essa marca [10] .

Grande Prêmio da Inglaterra

Ícone da lupa mgx2.svg O mesmo tópico em detalhes: Grande Prêmio da Inglaterra de 1990 .

Em Silverstone, Patrese se tornou o primeiro piloto na história da Fórmula 1 a participar de duzentos Grandes Prêmios. Na corrida, Prost conquistou a vitória após duelo acirrado com os companheiros Mansell e Berger; Senna, que liderou o grupo nas primeiras voltas, caiu para o meio da mesa depois de sair da pista. Mansell, Berger e o surpreendente Capelli (que subia ao terceiro lugar) desistiram por problemas técnicos, o brasileiro recuperou para o terceiro lugar, precedido por Boutsen na linha de chegada. As duas Lola - Larrousse de Bernard e Suzuki também entraram nos pontos, separadas pela Benetton de Piquet [11] .

Grande Prêmio da Alemanha

Ícone da lupa mgx2.svg O mesmo tópico em detalhes: Grande Prêmio da Alemanha de 1990 .

A partir do Grande Prémio da Alemanha, os dois pilotos Lola - Larrousse , Bernard e Suzuki , já não tiveram de competir na pré-qualificação, graças aos resultados obtidos na primeira parte da temporada; em seu lugar, os pilotos da Ligier foram forçados a participar nesta sessão. Em Hockenheim Senna voltou à vitória, que dominou a qualificação e a corrida também graças ao desenvolvimento do motor Honda e a algumas melhorias feitas pela McLaren ao MP4 / 5B. O brasileiro, após conquistar a pole position, manteve a liderança na primeira metade da corrida, cedendo após a troca de pneus para Nannini ; o piloto italiano, que, graças aos pneus de composto duro instalados em seu Benetton, esperava cobrir toda a distância da corrida sem parar nos boxes, permaneceu na primeira posição até doze voltas do final, quando, em dificuldade devido ao desgaste dos pneus, foi ultrapassado por Senna. O brasileiro conquistou a quarta vitória da temporada diante de Nannini, Berger, Prost, Patrese e Boutsen, voltando ao topo do ranking mundial [12] .

Grande Prêmio da Hungria

Ícone da lupa mgx2.svg O mesmo tópico em detalhes: Grande Prêmio da Hungria 1990 .

O Grande Prêmio da Hungria foi bastante agitado: a qualificação foi dominada pelas duas Williams - Renault de Boutsen e Patrese , seguida por Senna, Berger, Mansell e Alesi. Na corrida, Boutsen manteve a liderança na largada, enquanto Senna largou mal e ficou preso atrás de Alesi, sem conseguir ultrapassá-lo até a vigésima primeira volta. Pouco depois, o brasileiro teve que voltar às boxes devido a um furo, perdendo ainda mais terreno; entretanto, à frente da corrida, Boutsen manteve atrás de um trem de carros composto por Berger, Patrese e Mansell, aos quais Nannini também se juntou depois que o italiano conseguiu ultrapassar Alesi. Prost retirou-se devido a um problema de transmissão, Senna voltou-se para os pilotos da frente, aproveitando um erro de Mansell para ultrapassar o inglês e expulsar Nannini da pista após uma tentativa de ultrapassagem. Chegando atrás de Boutsen, Senna seguiu o belga por cerca de dez voltas, mas não conseguiu ultrapassá-lo; os dois fecharam a corrida nesta ordem, seguidos por Piquet, Patrese, Warwick e Bernard [13]

Grande Prêmio da Bélgica

Ícone da lupa mgx2.svg O mesmo tópico em detalhes: Grande Prêmio da Bélgica de 1990 .

Prima del Gran Premio del Belgio la Onyx-Monteverdi annunciò il proprio ritiro dal Mondiale; furono quindi esentati dalle prequalifiche i piloti della Ligier. Sia a Spa-Francorchamps che nel successivo Gran Premio d'Italia Senna vinse davanti al rivale Prost; il brasiliano allungò quindi in modo netto in classifica piloti, portando il proprio vantaggio sul pilota della Ferrari a sedici punti. In Belgio la partenza dovette essere ripetuta per ben tre volte, in seguito ad una collisione multipla alla Source e ad un brutto incidente di Paolo Barilla alla Eau Rouge; quando finalmente il via si svolse regolarmente, Senna mantenne la prima posizione dalla pole position davanti al compagno di squadra Berger ea Prost. Il francese sopravanzò il pilota della McLaren, in difficoltà con le gomme, ma non riuscì mai a mettere sotto pressione Senna, che tagliò per primo il traguardo. Alle spalle dei primi due giunse Berger, dopo un acceso duello con Nannini, quarto al termine; chiusero in zona punti anche Piquet e Gugelmin [14] .

Gran Premio d'Italia

Magnifying glass icon mgx2.svg Lo stesso argomento in dettaglio: Gran Premio d'Italia 1990 .

Anche a Monza fu necessario ripetere la partenza, questa volta in seguito ad uno spaventoso incidente di Warwick , la cui Lotus si capovolse. Al secondo via Senna partì bene dalla pole position, mantenendo la testa della corsa, mentre durante i primi giri si mise in luce Alesi , che sopravanzò sia Mansell che Prost, portandosi in terza posizione. Il pilota della Tyrrell si ritirò però dopo poche tornate per un'uscita di pista; Berger cominciò a perdere terreno per un problema ai freni e fu superato da Prost, ma il pilota della Ferrari non si avvicinò mai abbastanza a Senna per attaccarlo, dovendosi accontentare del secondo posto alle spalle del rivale. Berger riuscì a terminare la gara al terzo posto, seguito da Mansell, Patrese e Nakajima [15] .

Gran Premio del Portogallo

Magnifying glass icon mgx2.svg Lo stesso argomento in dettaglio: Gran Premio del Portogallo 1990 .

Nel Gran Premio del Portogallo la Ferrari si dimostrò superiore alla McLaren, permettendo a Mansell e Prost di monopolizzare la prima fila; tuttavia, il pilota inglese sbagliò la partenza, finendo per ostacolare il proprio compagno di squadra. I due scivolarono rispettivamente in terza e in quinta posizione, separati da Piquet e preceduti da Senna e Berger; Prost, rallentato da un problema al cambio, rimontò più lentamente di Mansell, che al 50º passaggio attaccò e superò Senna, portandosi in testa. Poche tornate più tardi anche il francese si portò alle spalle del rivale, ma la gara fu sospesa a dieci giri dal termine a causa di un incidente tra Aguri Suzuki e Alex Caffi e Prost non poté tentare nessuna manovra di sorpasso. Mansell vinse dunque davanti a Senna, Prost, Berger, Piquet e Nannini [16] . A fine gara, il pilota inglese fu duramente attaccato dal compagno di squadra per la manovra al via; Prost criticò anche il direttore sportivo Cesare Fiorio , reo secondo lui di non favorirlo nella corsa al titolo [17] .

Gran Premio di Spagna

Magnifying glass icon mgx2.svg Lo stesso argomento in dettaglio: Gran Premio di Spagna 1990 .

In Spagna Martin Donnelly fu vittima di un terribile incidente durante le prove del venerdì: il pilota fu sbalzato dall'abitacolo della propria vettura, che si era completamente disintegrato nell'impatto. Miracolosamente Donnelly sopravvisse, ma le conseguenze fisiche dell'incidente troncheranno la sua carriera in Formula 1. In gara, invece, Senna mantenne il comando dalla pole position, ma il pilota brasiliano fu subito messo sotto pressione da Prost e Mansell. Il francese approfittò dei cambi gomme per sopravanzare il rivale, manovra che non riuscì al compagno di squadra; il pilota inglese superò Senna quando questi si dovette ritirare per un problema ad un radiatore, bucato dai detriti di un'altra vettura. Prost e Mansell conquistarono quindi la seconda doppietta stagionale per la Ferrari, davanti a Nannini, Boutsen, Patrese e Suzuki; grazie a questo risultato Prost riaprì la lotta per il mondiale, portandosi a nove lunghezze da Senna con due Gran Premi ancora da disputare. Tuttavia, per tenere vive le sue speranze di vittoria Prost doveva necessariamente vincere nella successiva gara, in Giappone. [18] .

Gran Premio del Giappone

Magnifying glass icon mgx2.svg Lo stesso argomento in dettaglio: Gran Premio del Giappone 1990 .

A Suzuka , teatro della penultima prova del mondiale, non si presentarono EuroBrun e Life , che si ritirarono dal campionato. Senna conquistò la pole position, davanti al rivale Prost; alla partenza il francese scattò meglio del rivale, sopravanzandolo, ma Senna lo tamponò alla prima curva ed entrambi furono costretti al ritiro. La manovra di Senna causò enormi polemiche, con Prost che lo accusava di aver causato l'incidente apposta; la rivalità tra i due si riaccese bruscamente. La FIA decise di non penalizzare Senna, consegnandogli di fatto la certezza matematica del secondo titolo iridato. Il Gran Premio vide la vittoria di Piquet , che tornava così al successo dopo il Gran Premio d'Italia 1987 ; il pilota brasiliano approfittò dei ritiri di Berger e Mansell per conquistare la prima posizione, non cedendola più fino al termine. Secondo giunse Roberto Moreno , arrivato alla Benetton in sostituzione di Alessandro Nannini , ferito gravemente in un incidente di elicottero; il terzo posto fu invece conquistato dall'idolo locale Aguri Suzuki , che diventò il primo pilota giapponese a salire sul podio in una gara di Formula 1. Chiusero in zona punti anche Patrese, Boutsen e Nakajima [19] .

Gran Premio d'Australia

Magnifying glass icon mgx2.svg Lo stesso argomento in dettaglio: Gran Premio d'Australia 1990 .

L'ultima gara della stagione, il Gran Premio d'Australia , fu il cinquecentesimo Gran Premio nella storia della Formula 1. La gara fu vinta, come la precedente, da Piquet , che precedette sul traguardo Mansell dopo un emozionante duello negli ultimi giri; Senna, che aveva guidato il gruppo per gran parte della distanza, si dovette ritirare per un problema al cambio, che lo mandò a sbattere contro le barriere. In terza posizione chiuse Prost, seguito da Berger, Boutsen e Patrese [20] . Il campionato si chiuse con la vittoria di Senna , a quota 78 punti, sette in più del rivale Prost; Piquet e Berger conquistarono entrambi 43 punti, classificandosi terzi a pari merito. Il Campionato Costruttori fu vinto dalla McLaren , che marcò in tutto 121 punti; seconda giunse la Ferrari a 110, seguita da Benetton e Williams , rispettivamente a quota 71 e 57.

Risultati

N Gara Luogo Pole position Giro veloce Pilota vincitore Costruttore Resoconto
1 Stati Uniti Gran Premio degli Stati Uniti Phoenix Austria Gerhard Berger Austria Gerhard Berger Brasile Ayrton Senna McLaren - Honda Resoconto
2 Brasile Gran Premio del Brasile Interlagos Brasile Ayrton Senna Austria Gerhard Berger Francia Alain Prost Ferrari Resoconto
3 San Marino Gran Premio di San Marino Imola Brasile Ayrton Senna Italia Alessandro Nannini Italia Riccardo Patrese Williams - Renault Resoconto
4 Monaco Gran Premio di Monaco Monaco Brasile Ayrton Senna Brasile Ayrton Senna Brasile Ayrton Senna McLaren - Honda Resoconto
5 Canada Gran Premio del Canada Montreal Brasile Ayrton Senna Austria Gerhard Berger Brasile Ayrton Senna McLaren - Honda Resoconto
6 Messico Gran Premio del Messico Città del Messico Austria Gerhard Berger Francia Alain Prost Francia Alain Prost Ferrari Resoconto
7 Francia Gran Premio di Francia Le Castellet Regno Unito Nigel Mansell Regno Unito Nigel Mansell Francia Alain Prost Ferrari Resoconto
8 Regno Unito Gran Premio di Gran Bretagna Silverstone Regno Unito Nigel Mansell Regno Unito Nigel Mansell Francia Alain Prost Ferrari Resoconto
9 Germania Gran Premio di Germania Hockenheim Brasile Ayrton Senna Belgio Thierry Boutsen Brasile Ayrton Senna McLaren - Honda Resoconto
10 Ungheria Gran Premio d'Ungheria Hungaroring Belgio Thierry Boutsen Italia Riccardo Patrese Belgio Thierry Boutsen Williams - Renault Resoconto
11 Belgio Gran Premio del Belgio Spa-Francorchamps Brasile Ayrton Senna Francia Alain Prost Brasile Ayrton Senna McLaren - Honda Resoconto
12 Italia Gran Premio d'Italia Monza Brasile Ayrton Senna Brasile Ayrton Senna Brasile Ayrton Senna McLaren - Honda Resoconto
13 Portogallo Gran Premio del Portogallo Estoril Regno Unito Nigel Mansell Italia Riccardo Patrese Regno Unito Nigel Mansell Ferrari Resoconto
14 Spagna Gran Premio di Spagna Jerez Brasile Ayrton Senna Italia Riccardo Patrese Francia Alain Prost Ferrari Resoconto
15 Giappone Gran Premio del Giappone Suzuka Brasile Ayrton Senna Italia Riccardo Patrese Brasile Nelson Piquet Benetton - Ford Resoconto
16 Australia Gran Premio d'Australia Adelaide Brasile Ayrton Senna Regno Unito Nigel Mansell Brasile Nelson Piquet Benetton - Ford Resoconto

Classifiche

Classifica piloti

Pos. Pilota Flag of the United States.svg Flag of Brazil (1968-1992).svg Flag of San Marino.svg Flag of Monaco.svg Flag of Canada.svg Flag of Mexico.svg Flag of France.svg Flag of the United Kingdom.svg Flag of Germany.svg Flag of Hungary.svg Flag of Belgium.svg Flag of Italy.svg Flag of Portugal.svg Flag of Spain.svg Flag of Japan.svg Flag of Australia.svg Punti
1 Brasile Ayrton Senna 1 3 Rit 1 1 20* 3 3 1 2 1 1 2 Rit Rit Rit 78
2 Francia Alain Prost Rit 1 4 Rit 5 1 1 1 4 Rit 2 2 3 1 Rit 3 71 (73)
3 Brasile Nelson Piquet 4 6 5 SQ 2 6 4 5 Rit 3 5 7 5 Rit 1 1 43 (44)
4 Austria Gerhard Berger Rit 2 2 3 4 3 5 14* 3 16* 3 3 4 Rit Rit 4 43
5 Regno Unito Nigel Mansell Rit 4 Rit Rit 3 2 18 * Rit Rit 17* Rit 4 1 2 Rit 2 37
6 Belgio Thierry Boutsen 3 5 Rit 4 Rit 5 Rit 2 6 1 Rit Rit Rit 4 5 5 34
7 Italia Riccardo Patrese 9 13* 1 Rit Rit 9 6 Rit 5 4 Rit 5 7 5 4 6 23
8 Italia Alessandro Nannini 11 10* 3 Rit Rit 4 16* Rit 2 Rit 4 8 6 3 21
9 Francia Jean Alesi 2 7 6 2 Rit 7 Rit 8 11* Rit 8 Rit 8 Rit NP 8 13
10 Italia Ivan Capelli Rit NQ Rit Rit 10 NQ 2 Rit 7 Rit 7 Rit Rit Rit Rit Rit 6
11 Brasile Roberto Moreno 13 NPQ Rit NQ NQ SQ NPQ NPQ NPQ NPQ NPQ NPQ NPQ NPQ 2 7 6
12 Giappone Aguri Suzuki Rit Rit Rit Rit 12 Rit 7 6 Rit Rit Rit Rit 14* 6 3 Rit 6
13 Francia Éric Bernard 8 Rit 13* 6 9 Rit 8 4 Rit 6 9 Rit Rit Rit Rit Rit 5
14 Regno Unito Derek Warwick Rit Rit 7 Rit 6 10 11 Rit 8 5 11 Rit Rit Rit Rit Rit 3
15 Giappone Satoru Nakajima 6 8 Rit Rit 11 Rit Rit Rit Rit Rit Rit 6 NP Rit 6 Rit 3
16 Italia Alex Caffi Rit NQ 5 8 NQ Rit 7 9 9 10 9 13* 9 NQ 2
17 Italia Stefano Modena 5 Rit Rit Rit 7 11 13 9 Rit Rit 17* Rit Rit Rit Rit 12 2
18 Brasile Maurício Gugelmin 14 NQ Rit NQ NQ NQ Rit NP Rit 8 6 Rit 12 8 Rit Rit 1
- Italia Nicola Larini Rit 11 10 Rit Rit 16 14 10 10 11 14 11 10 7 7 10 0
- Regno Unito Martin Donnelly Rit Rit 8 Rit Rit 8 12 Rit Rit 7 12 Rit Rit NP 0
- Italia Pierluigi Martini 7 9 NP Rit Rit 12 Rit Rit Rit Rit 15 Rit 11 Rit 8 9 0
- Svizzera Gregor Foitek Rit Rit Rit 7* Rit 15 NQ NQ Rit NQ 0
- Francia Philippe Alliot SQ 12 9 Rit Rit 18 9 13 SQ 14 NQ 13 Rit Rit 10 11 0
- Italia Michele Alboreto 10 Rit NQ NQ Rit 17 10 Rit Rit 12 13 12* 9 10 Rit NQ 0
- Francia Yannick Dalmas NPQ Rit NPQ NPQ NPQ NPQ 17 NPQ NQ NQ NQ Rit Rit 9 NQ NQ 0
- Italia Emanuele Pirro Rit Rit Rit Rit Rit 11 Rit 10 Rit Rit 15 Rit Rit Rit 0
- Italia Andrea De Cesaris Rit Rit Rit Rit Rit 13 NP Rit NQ Rit Rit 10 Rit Rit Rit Rit 0
- Italia Paolo Barilla Rit Rit 11 Rit NQ 14 NQ 12 NQ 15 Rit NQ NQ NQ 0
- Finlandia JJ Lehto NQ NQ 12 Rit Rit Rit NQ NQ NC NQ 0
- Germania Bernd Schneider 12 NQ 0
- Francia Olivier Grouillard Rit Rit Rit NQ 13 19 NPQ NQ NQ NPQ 16 Rit NQ Rit NQ 13 0
- Italia Gabriele Tarquini NPQ NPQ NPQ NPQ NPQ NPQ NQ Rit NPQ 13 NQ NQ NQ Rit NQ Rit 0
- Italia Gianni Morbidelli NQ 14 Rit Rit 0
- Australia David Brabham NQ Rit NQ Rit 15 NQ Rit NQ Rit NQ Rit NQ Rit Rit 0
- Regno Unito Johnny Herbert Rit Rit 0
- Belgio Bertrand Gachot NPQ NPQ NPQ NPQ NPQ NPQ NPQ NPQ NPQ NPQ NQ NQ NQ NQ NQ NQ 0
- Italia Claudio Langes NPQ NPQ NPQ NPQ NPQ NPQ NPQ NPQ NPQ NPQ NPQ NPQ NPQ NPQ 0
- Italia Bruno Giacomelli NPQ NPQ NPQ NPQ NPQ NPQ NPQ NPQ NPQ NPQ NPQ NPQ 0
- Svezia Stefan Johansson NQ NQ 0
- Australia Gary Brabham NPQ NPQ 0
Pos. Pilota Flag of the United States.svg Flag of Brazil (1968-1992).svg Flag of San Marino.svg Flag of Monaco.svg Flag of Canada.svg Flag of Mexico.svg Flag of France.svg Flag of the United Kingdom.svg Flag of Germany.svg Flag of Hungary.svg Flag of Belgium.svg Flag of Italy.svg Flag of Portugal.svg Flag of Spain.svg Flag of Japan.svg Flag of Australia.svg Punti
Legenda 1º posto 2º posto 3º posto A punti Senza punti/Non class. Grassetto – Pole position
Corsivo – Giro più veloce
Squalificato Ritirato Non partito Non qualificato Solo prove/Terzo pilota

* Indica quei piloti che non hanno terminato la gara ma sono ugualmente classificati avendo coperto, come previsto dal regolamento, almeno il 90% della distanza totale.

Classifica costruttori

Posizione Costruttore Pilota USA Stati Uniti BRA Brasile SMR San Marino MON Monaco CAN Canada MEX Messico FRA Francia GBR Regno Unito GER Germania UNG Ungheria BEL Belgio ITA Italia POR Portogallo SPA Spagna GIA Giappone AUS Australia Punti
1 Regno Unito McLaren - Honda Senna 1 3 Rit 1 1 20* 3 3 1 2 1 1 2 Rit Rit Rit 121
Berger Rit 2 2 3 4 3 5 14* 3 16* 3 3 4 Rit Rit 4
2 Italia Ferrari Prost Rit 1 4 Rit 5 1 1 1 4 Rit 2 2 3 1 Rit 3 110
Mansell Rit 4 Rit Rit 3 2 18* Rit Rit 17* Rit 4 1 2 Rit 2
3 Regno Unito Benetton - Ford Nannini 11 10 3 Rit Rit 4 16* Rit 2 Rit 4 8 6 3 71
Moreno 2 7
Piquet 4 6 5 SQ 2 6 4 5 Rit 3 5 7 5 Rit 1 1
4 Regno Unito Williams - Renault Boutsen 3 5 Rit 4 Rit 5 Rit 2 6 1 Rit Rit Rit 4 5 5 57
Patrese 9 13* 1 Rit Rit 9 6 Rit 5 4 Rit 5 7 5 4 6
5 Regno Unito Tyrrell - Ford Nakajima 6 8 Rit Rit 11 Rit Rit Rit Rit Rit Rit 6 NP Rit 6 Rit 16
Alesi 2 7 6 2 Rit 7 Rit 8 11* Rit 8 Rit 8 Rit NP 8
6 Regno Unito Lola Larrousse - Lamborghini Bernard 8 Rit 13* 6 9 Rit 8 4 Rit 6 9 Rit Rit Rit Rit Rit 11
Suzuki Rit Rit Rit Rit 12 Rit 7 6 Rit Rit Rit Rit 14* 6 3 Rit
7 Regno Unito Leyton House - Judd Gugelmin 14 NQ Rit NQ NQ NQ Rit NP Rit 8 6 Rit 12 8 Rit Rit 7
Capelli Rit NQ Rit Rit 10 NQ 2 Rit 7 Rit 7 Rit Rit Rit Rit Rit
8 Regno Unito Lotus - Lamborghini Warwick Rit Rit 7 Rit 6 10 11 Rit 8 5 11 Rit Rit Rit Rit Rit 3
Donnelly Rit Rit 8 Rit Rit 8 12 Rit Rit 7 12 Rit Rit NP
Herbert Rit Rit
9 Regno Unito Arrows - Ford Alboreto 10 Rit NQ NQ Rit 17 10 Rit Rit 12 13 12* 9 10 Rit NQ 2
Schneider 12 NQ
Caffi Rit NQ 5 8 NQ Rit 7 9 9 10 9 13* 9 NQ
10 Regno Unito Brabham - Judd Foitek Rit Rit 2
D. Brabham NQ Rit NQ Rit 15 NQ Rit NQ Rit NQ Rit NQ Rit Rit
Modena 5 Rit Rit Rit 7 11 13 9 Rit Rit 17* Rit Rit Rit Rit 12
11 Francia Ligier - Ford Larini Rit 11 10 Rit Rit 16 14 10 10 11 14 11 10 7 7 10 0
Alliot SQ 12 9 Rit Rit 18 9 13 SQ 14 NQ 13 Rit Rit 10 11
12 Italia Minardi - Ford Martini 7 9 NP Rit Rit 12 Rit Rit Rit Rit 15 Rit 11 Rit 8 9 0
Barilla Rit Rit 11 Rit NQ 14 NQ 12 NQ 15 Rit NQ NQ NQ
Morbidelli Rit Rit
13 Regno Unito Onyx - Ford Johansson NQ NQ 0
Foitek Rit 7* Rit 15 NQ NQ Rit NQ
Lehto NQ NQ 12 Rit Rit Rit NQ NQ NC NQ
14 Francia AGS - Ford Tarquini NPQ NPQ NPQ NPQ NPQ NPQ NQ Rit NPQ 13 NQ NQ NQ Rit NQ Rit 0
Dalmas NPQ Rit NPQ NPQ NPQ NPQ 17 NPQ NQ NQ NQ Rit Rit 9 NQ NQ
15 Italia Dallara Scuderia Italia - Ford Morbidelli NQ 14 0
Pirro Rit Rit Rit Rit Rit 11 Rit 10 Rit Rit 15 Rit Rit Rit
De Cesaris Rit Rit Rit Rit Rit 13 NP Rit NQ Rit Rit 10 Rit Rit Rit Rit
16 Italia Osella - Ford Grouillard Rit Rit Rit NQ 13 19 NPQ NQ NQ NPQ 16 Rit NQ Rit NQ 13 0
17 Italia EuroBrun - Judd Moreno 13 NPQ Rit NQ NQ SQ NPQ NPQ NPQ NPQ NPQ NPQ NPQ NPQ 0
Langes NPQ NPQ NPQ NPQ NPQ NPQ NPQ NPQ NPQ NPQ NPQ NPQ NPQ NPQ
18 Italia Coloni - Subaru / Ford Gachot NPQ NPQ NPQ NPQ NPQ NPQ NPQ NPQ NPQ NPQ NQ NQ NQ NQ NQ NQ 0
19 Italia Life / Life - Judd G. Brabham NPQ NPQ 0
Giacomelli NPQ NPQ NPQ NPQ NPQ NPQ NPQ NPQ NPQ NPQ NPQ NPQ
Posizione Costruttore Pilota USA Stati Uniti BRA Brasile SMR San Marino MON Monaco CAN Canada MEX Messico FRA Francia GBR Regno Unito GER Germania UNG Ungheria BEL Belgio ITA Italia POR Portogallo SPA Spagna GIA Giappone AUS Australia Punti

Statistiche costruttori

Pos Costruttore Telaio Motore Pneumatici Punti Vittorie Podi Pole position
1 Regno Unito McLaren - Honda MP4/5B Honda RA109E G 121 6 18 12
2 Italia Ferrari 641 Ferrari 036 G 110 6 14 3
3 Regno Unito Benetton - Ford B189B
B190
Ford HBA4 G 71 2 8
4 Regno Unito Williams - Renault FW13B Renault RS2 G 57 2 4 1
5 Regno Unito Tyrrell - Ford 018
019
Ford DFR P 16 2
6 Regno Unito Lola Larrousse - Lamborghini LC89B
LC90
Lamborghini 3512 G 11 1
7 Regno Unito Leyton House - Judd CG901 Judd EV G 7 1
8 Regno Unito Lotus - Lamborghini 102 Lamborghini 3512 G 3
9 Regno Unito Arrows - Ford A11
A11B
Ford DFR G 2
10 Regno Unito Brabham - Judd BT58
BT59
Judd EV P 2
11 Regno Unito Onyx - Ford ORE-1
ORE-2
Ford DFR G
12 Francia Ligier - Ford JS33B Ford DFR G
13 Italia Osella - Ford FA1/ME Ford DFR P
14 Italia Life F190 Life F35
Judd CV
G
15 Italia EuroBrun - Judd ER189B Judd CV P
16 Italia Dallara Scuderia Italia - Ford F190 Ford DFR P
17 Italia Coloni - Ford C3C Ford DFR G
18 Italia Coloni - Subaru C3B Subaru 1235 G
19 Francia AGS - Ford JH24
JH25
Ford DFR G
20 Italia Minardi - Ford M189
M190
Ford DFR P

Note

  1. ^ Adriano Cimarosti, Grand Prix Story , Milano, Giorgio Nada editore, 1990, p. 414, ISBN 88-7911-025-X .
  2. ^ Cesare Maria Mannucci, Ayrton , pag.83
  3. ^ Carlo Marincovich, Pronti a dividere la Formula 1 , in la Repubblica , 8 novembre 1989, p. 27.
  4. ^ ( EN ) Grand Prix Results: United States GP, 1990 , su grandprix.com . URL consultato l'11 novembre 2009 .
  5. ^ ( EN ) Grand Prix Results: Brazilian GP, 1990 , su grandprix.com . URL consultato l'11 novembre 2009 .
  6. ^ ( EN ) Grand Prix Results: San Marino GP, 1990 , su grandprix.com . URL consultato l'11 novembre 2009 .
  7. ^ ( EN ) Grand Prix Results: Monaco GP, 1990 , su grandprix.com . URL consultato il 12 novembre 2009 .
  8. ^ ( EN ) Grand Prix Results:Canadian GP, 1990 , su grandprix.com . URL consultato il 12 novembre 2009 .
  9. ^ ( EN ) Grand Prix Results: Mexican GP, 1990 , su grandprix.com . URL consultato il 12 novembre 2009 .
  10. ^ ( EN ) Grand Prix Results: French GP, 1990 , su grandprix.com . URL consultato il 12 novembre 2009 .
  11. ^ ( EN ) Grand Prix Results: British GP, 1990 , su grandprix.com . URL consultato il 12 novembre 2009 .
  12. ^ ( EN ) Grand Prix Results: German GP, 1990 , su grandprix.com . URL consultato il 13 novembre 2009 .
  13. ^ ( EN ) Grand Prix Results: Hungarian GP, 1990 , su grandprix.com . URL consultato il 13 novembre 2009 .
  14. ^ ( EN ) Grand Prix Results: Belgian GP, 1990 , su grandprix.com . URL consultato il 13 novembre 2009 .
  15. ^ ( EN ) Grand Prix Results: Italian GP, 1990 , su grandprix.com . URL consultato il 13 novembre 2009 .
  16. ^ ( EN ) Grand Prix Results: Portuguese GP, 1990 , su grandprix.com . URL consultato il 14 novembre 2009 .
  17. ^ Adriano Cimarosti, Grand Prix Story , Milano, Giorgio Nada editore, 1990, pp. 407-418, ISBN 88-7911-025-X .
  18. ^ ( EN ) Grand Prix Results: Spanish GP, 1990 , su grandprix.com . URL consultato il 14 novembre 2009 .
  19. ^ ( EN ) Grand Prix Results: Japanese GP, 1990 , su grandprix.com . URL consultato il 14 novembre 2009 .
  20. ^ ( EN ) Grand Prix Results: Australian GP, 1990 , su grandprix.com . URL consultato il 14 novembre 2009 .

Bibliografia

  • Adriano Cimarosti, Grand Prix Story , Milano, Giorgio Nada editore, 1990, pp. 407-418, ISBN 88-7911-025-X .

Altri progetti

Collegamenti esterni

Controllo di autorità VIAF ( EN ) 155456087 · GND ( DE ) 2115292-5
Formula 1 Portale Formula 1 : accedi alle voci di Wikipedia che trattano di Formula 1