BMW M3

Da Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para a navegação Ir para a pesquisa
BMW M3
Logotipo da M3
Logotipo da M3
Descrição geral
Construtor Alemanha BMW
Tipo principal Coupé
Outras versões Sedan
Cabriolet
Produção desde 1985
Ele substitui o BMW 2002 Turbo
Series M3 E30 1985-92
M3 E36 1993-99
M3 E46 2000-06
M3 E92 2007-13
M3 F80 2014-20
M3 G80 2020-
Outras características
Da mesma familia BMW 3 Series

O BMW M3 é uma série de carros de passageiros produzidos pela BMW desde 1986 : esta abreviatura identifica a versão esportiva do Série 3 .

As origens

Em meados dos anos 80 a BMW competiu no DTM e em outros campeonatos de turismo com o BMW 635 CSi , o piloto Volker Strycek ao volante deste carro conquistou o título de 1984, o ano inaugural do DTM [1] , mas nos dois seguintes temporadas, o título foi para a Volvo e depois para a Rover . Para recuperar a competitividade, a BMW decidiu também na esteira do que a Mercedes-Benz havia feito anteriormente (com o 190 E 2.3-16 de 1983) para produzir uma versão de estrada do 3 série E30 revisado com soluções esportivas e truques renomeados M3 , a partir do qual uma variante de corrida aprovada com as especificações técnicas do Grupo A seria então derivada.

O M3 E30

BMW M3 E30
BMW M3 E30 dianteiro 20090514.jpg
Descrição geral
Versões Coupe , Cabriolet
Anos de produção de 1985 a 1992
Dimensões e pesos
Comprimento 4345 mm
Comprimento 1680 mm
Altura 1370 mm
Etapa 2563 mm
Massa 1200 kg
De outros
Mesma familia BMW 3 Series E30
Carros semelhantes Alfa Romeo 75 3.0 V6
Ford Sierra Cosworth
Mercedes-Benz 190 E 2.3 16
Peugeot 405 Mi16
Espécimes produzidos 17.970 [2]
BMW M3 E30 traseiro 20090514.jpg

Perfil

Tomando os 2 litros usados ​​na fórmula 2 como base, os engenheiros do Motorsport modificaram a cabeça do cilindro e a distribuição , adotando a configuração de 4 válvulas por cilindro pela primeira vez em um modelo da Série 3. Além disso, o motor passou por uma profunda operação de modificação, com o objetivo de aumentar sua cilindrada .

Banco de direção de um M3

Dessas premissas nasceu, no final de 1986, a primeira série do M3 derivada da Série 3 E30 . Apresentado no carro Salon em Frankfurt em 1985, o M3 é claramente diferente do resto da gama da Série 3: além de uma carroceria de revista ( spoiler , aerodinâmica, asa traseira grande traseira, pára-lamas alargados, capô e coluna traseira modificados) o M3 podia contar com um novo motor 4 cilindros em linha de 16 válvulas de 2.302 cm³ com 195 cv (143 kW ) a 6.750 rpm na versão catalisada e 200 cv na versão sem catalisador. O sistema de travagem (com 4 discos autoventilados com ABS ), suspensões , caixa de velocidades e configuração também foram adaptados ao desempenho superior e à perspectiva de utilização competitiva. O M3 assim equipado atingiu uma velocidade máxima de 235 km / h, atestando o notável trabalho realizado pela Motorsport.

O BMW E30 M3 Cabriolet

O primeiro teste na pista, porém, foi marcado apenas na primavera de 1986, no circuito de Mugello .

Os prazos de entrega eram muito longos e o preço muito alto, mas justificado pela alta qualidade de construção e a exuberância do motor. As primeiras entregas ocorreram então em 1987.

Mas já em 1988 o M3 passou por uma profunda revisão mecânica que aumentou a potência máxima para 215 cv (158 kW) e recebeu o nome de "Evolução" (também chamado de "EVO2"). A velocidade máxima subiu para 240 km / h. Outras mudanças que o modelo Evolution introduziu, foram as rodas de dimensões maiores (16 x 7,5 polegadas), os vidros laterais traseiros e mais finos e leves, um divisor dianteiro maior e um spoiler traseiro adicional.

M3 Sport Evolution

1989 foi o ano marcado pelas grandes inovações: por um lado, foi lançado o M3 Cabrio (limitado a 783 unidades), mas equipado com a unidade de 200 HP dos primeiros M3s. A 228 km / h, o M3 tornou-se um dos conversíveis de referência em termos de desempenho. Por outro lado, alguns requisitos de homologação do carro em campeonatos internacionais forçaram o fabricante da Baviera a criar uma série limitada (600 cópias no total) chamada M3 Sport Evolution (às vezes referida como "EVO3"), equipada com uma versão profundamente revisada de o "normal" de 2,3 litros do M3 "EVO2", e que neste caso atingiu um deslocamento de 2.467 cm³ e uma potência máxima de 238 cv (175 kW) a 7.000 rpm. Os modelos Sport Evolution tinham uma grade do para-choque dianteiro ampliada, um divisor dianteiro ajustável em várias posições e uma asa traseira mais generosa; além disso, os dutos de resfriamento do freio foram instalados no lugar dos faróis de nevoeiro .

Em abril de 1989, duas edições limitadas chamadas Ravaglia e Cecotto foram produzidas, ambas dedicadas aos vencedores homônimos do DTM. A potência do motor equipado com conversor catalítico foi aumentada para 158 kW (215 CV). [3] A produção da Edição Cecotto ocorreu em 480 cópias; além disso, para o mercado suíço, para atender à regulamentação em vigor sobre limites de emissão, foram produzidas mais 80 unidades com potência reduzida para 155 kW (211 cv). A edição Ravaglia foi produzida em 25 unidades. [4]

A primeira série M3 estava disponível apenas nas versões coupé e conversível; não havia nenhum M3 com uma carroceria de sedan de 4 portas.

Em 1992, o M3 E30 foi retirado de produção, pois o Série 3 E36 já estava em produção há dois anos e os planos para a construção do novo M3 nesta base já estavam em estágio avançado.

Resumo da versão

  • M3 : (I4 2,3 litros 16v) ​​- 195 cv (143 kW) - 0-100 km / h: 6,9 segundos. Velocidade máxima: 234,964 km / h;
  • Evolução M3 (Evo2) : (I4 2,3 litros 16v) ​​- 215 cv (158 kW) - 0-100 km / h: 6,7 segundos. Velocidade máxima: 239,792 km / h;
  • M3 Sport Evolution (Evo3) : (I4 2,5 litros 16v) ​​- 238 cv (175 kW) - 0-100 km / h: 6,1 segundos. Velocidade máxima: 249,448 km / h.

Atividade esportiva

Um M3 Grupo A preparado para o DTM

Paralelamente à versão de estrada, também foi desenvolvida a pista M3, criada especificamente para competir no Grupo A , na categoria Touring . Os regulamentos obrigavam os fabricantes de automóveis participantes a produzir pelo menos 5.000 exemplares de estrada do carro que pretendiam participar. Portanto, apenas 5.000 unidades do M3 foram planejadas originalmente.

Os M3s preparados para a categoria Touring alcançaram potências máximas entre 300 e 360 ​​HP, com picos de velocidade acima de 280 km / h.

Ao longo de sua carreira esportiva, o M3 E30 relatou inúmeros sucessos em várias especialidades. Já durante sua primeira temporada, 1987, ele conquistou três títulos. No total, ele conquistou mais de 1.500 vitórias e mais de 50 títulos internacionais. Destes, os mais notáveis ​​foram nos vários campeonatos reservados a carros de turismo que decorreram nesses anos em vários países do mundo. Aqui estão eles:

Além da categoria de turismo, o M3 E30 também foi utilizado no campo de rally, onde venceu o Rally da Córsega em 1987, após 14 anos de ausência nesta categoria pela casa da Baviera. [5]

O M3 E36

BMW M3 E36
Um M3 E36 na versão coupé
Um M3 E36 na versão coupé
Descrição geral
Versões cupê , conversível e sedan
Anos de produção de 1993 a 1999
Dimensões e pesos
Comprimento 4433 mm
Comprimento 1710 mm
Altura 1335 mm
Etapa 2563 mm
Massa 1460 kg
De outros
Mesma familia BMW 3 Series E36
Carros semelhantes Audi 80 S2
Audi Coupé S2 Quattro
Audi S4
Ford Escort Cosworth
Mercedes-Benz C36 AMG (W202)
Espécimes produzidos 71,242
BMW M3 Coupe E36 rear.jpg

Perfil

Interior de um BMW M3 E36 Cabriolet

A segunda geração do M3 viu a luz em 1993 e trouxe consigo várias inovações, tanto do ponto de vista técnico como estilístico. Baseado no Série 3 E36 Coupé, lançado em 1992, o novo M3 distinguiu-se claramente no estilo da geração anterior. Na verdade, parecia muito mais sóbrio, sem usar, entre outras coisas, para-lamas arredondados ou asas traseiras. Proposto inicialmente como um coupé, o M3 E36 se distinguiu dos demais E36s da Série 3 pelas rodas de 17 "com desenho específico e pelo pára-choque dianteiro equipado com entradas de ar maiores para resfriamento dos discos de freio , também de dimensões adequadas. tinha sido pintado na mesma cor.

Mas as inovações mais proeminentes estavam sob o capô: pela primeira vez, de fato, o motor S50B30 foi montado em um M3, um motor de 6 cilindros em linha de 2990 cm³ capaz de entregar 286 HP a 7000 rpm e fornecer um torque máximo de 320 Nm já a 3600 rpm. Além do novo motor em si, outra novidade estava na distribuição , novamente com duas árvores de cames à cabeça, mas que pela primeira vez adotou um variador de fase totalmente controlado eletronicamente, denominado Vanos , que corrige e adapta os tempos. Abertura e fechamento do válvulas de acordo com a rotação do motor e a posição do corpo do acelerador. Como resultado do desempenho do motor significativamente aumentado, o chassi do M3 E36 também foi adaptado. Em primeiro lugar, a suspensão foi reforçada e a suspensão ainda mais abaixada; em segundo lugar, os discos de freio foram aumentados para obter uma frenagem mais rápida e eficaz, também devido ao aumento significativo da massa do carro em relação ao modelo anterior. Quanto à transmissão , foi mantida a solução do diferencial de deslizamento limitado em 25%, exatamente como no M3 E30. A caixa de câmbio era manual de 5 marchas.

Os desempenhos foram os seguintes: uma velocidade máxima declarada de 250 km / h (limitada eletronicamente) e uma aceleração de 0 a 100 km / h em 5,7 ".

Essas características colocavam o M3 E36 como uma referência entre os carros de alto desempenho da faixa médio-alta: a competição do M3 era pouco nutrida na época, os rivais eram carros de diferentes segmentos, que por um lado conseguiam acompanhá-los no desempenho, mas por outro lado eram carros completamente diferentes, derivados de modelos de diferentes segmentos comerciais: o rival mais credenciado, bem como o mais semelhante também em termos de tipo de carro, ainda era o Mercedes- Benz C36 AMG , forte com desempenhos muito semelhantes, embora fosse um sedan e equipado com um motor de 3,6 litros. Entre os golpes de alcance semelhante, havia praticamente apenas o Maserati Ghibli .

M3 cabriolet com teto fechado

O M3 Cabriolet foi apresentado no Salão do Automóvel de Bruxelas de 1994, destinado a retomar o legado do anterior M3 descoberto, reforçado no chassi para fazê-lo recuperar a rigidez torcional necessária e, portanto, mais pesado que o coupé em cerca de 80 kg. No entanto, o desempenho permaneceu quase inalterado. Pela primeira vez, o M3 Cabriolet também foi equipado com 2 barras de segurança automáticas, posicionadas atrás dos encostos de cabeça traseiros, que estalaram quando o carro capotou, protegendo assim os ocupantes.

No final do mesmo ano, foi também lançado pela primeira vez o M3 Sedan , baseado no Série 3 menor de 4 portas, equipado com a mesma mecânica dos outros dois modelos, bem como as mesmas jantes de liga leve de 17 ".

Vista lateral de um sedã M3

Em 1995, o M3 E36 foi alvo de uma profunda intervenção no motor, consistindo principalmente na adoção do novo motor S50B32 , que diferia do anterior S50B30 pela cilindrada, que aumentou para 3201 cm³. Este motor era capaz de entregar 321 cv. Nesse sentido, o M3 E36 atualizado foi o primeiro M3 a ultrapassar o limite fatídico de 100 cv / litro, uma característica que será perpetuada nos modelos subsequentes também. A velocidade máxima sempre foi limitada eletronicamente a 250 km / h, mas a aceleração 0-100 melhorou para 5,4 ".

Em 1997, o M3 teve a opção de ter uma caixa de câmbio sequencial SMG de 6 velocidades (Sequenzielle Motorsport Getriebe, "caixa de câmbio sequencial Motorsport"), um tipo de caixa de câmbio com controle manual, mas gerida eletronicamente. O M3 E36 foi o primeiro modelo no mundo a adotar essa solução mecânica.

A produção do M3 E36 terminou em 1999: no ano seguinte, o novo modelo M3, baseado na série E46, seria lançado.

Versões Especiais

M3 Euro-Spec

No lançamento do M3 na Europa, foram construídos apenas 45 exemplares do Euro-Spec M3 , série destinada ao mercado canadense . Eles foram caracterizados por manter as especificações europeias. Outra das características destes M3s é que a pintura pode ser feita à medida, de acordo com o pedido do cliente. Além disso, o Euro-Spec era mais barato do que os M3s europeus devido à ausência de componentes como rodas de liga leve, teto solar ou ar condicionado.

M3 GT

Um M3 GT

Em 1995, uma série de 356 unidades chamada M3 GT foi produzida , disponível apenas como um cupê, e com 295 cavalos de potência a 7100 rpm e 323 Nm de torque a 3900 rpm. Esteticamente diferia do M3 padrão pela presença de um divisor mais profundo na frente ajustável, asa superior dupla na traseira, portas de alumínio, rodas forjadas BMW Motorsport de 17x7,5 na frente e 17x8,5 na parte traseira, eixo dianteiro com suspensão mais rígida, barras de apoio e suporte em x. O motor tinha taxa de compressão de 10,8: 1, ligeiras alterações na admissão e nas árvores de cames, bomba de óleo do automobilismo, bem como software específico do motor e VANOS . O M3 GT era cerca de 30 kg mais leve que o M3 padrão e tinha uma velocidade máxima de 275 km / h. [6] Destes espécimes, 50 foram destinados ao mercado britânico , enquanto o restante foi destinado exclusivamente ao resto da Europa. A série M3 GT tornou-se necessária para a homologação do M3 em alguns campeonatos de pista, como os do IMSA e do FIA-GT.

M3 GT2

Em 1996, uma série de 250 unidades, denominada M3 GT2 ou M3 Evo Individual , era produzida apenas para o mercado europeu, que só equipava o 321 HP de 3,2 litros e só estava disponível em vermelho Imola com interior em couro amaranto.

M3-R

A menor série do M3 E36s foi feita em 1994 para o mercado australiano , chamada M3-R e limitada a apenas 15 unidades.

M3 Compact

O BMW M3 Compact foi desenvolvido em 1996 para comemorar o 50º aniversário da revista alemã Auto Motor und Sport. É baseado no Série 3 Compacto e foi equipado com motor de 321 cv, caixa manual de 6 marchas, freios dos demais M3s, pneus 17 "em tamanho duplo, pacote aerodinâmico M3 com espelhos retrovisores, pára-choques, saias laterais, em vermelho Hellrot Bancos desportivos 314 e Recaro. No sprint marcou 5,3 "na velocidade de 0-100 km / h, dois décimos mais do que a versão coupé.

O M3 E46

BMW M3 E46
BMW-M3-2.jpg
Descrição geral
Versões Coupe , Cabriolet
Anos de produção de 2000 a 2006
Dimensões e pesos
Comprimento 4492 mm
Comprimento 1780 mm
Altura 1372 mm
Etapa 2731 mm
Massa de 1495 a 1580 kg
De outros
Mesma familia BMW 3 Series E46
Carros semelhantes Audi S4
Maserati Coupé
Mercedes-Benz CLK55 AMG e CLK500 V8
Espécimes produzidos 85.766 [7]
BMW-M3-1.jpg

Perfil

O M3 E46 foi apresentado em 2000 com o novo motor de 3,2 litros, na configuração em linha de seis cilindros assinado S54B32, com uma potência de 343 cv a 7.900 rpm e torque de 365 Nm a 4.900 rpm. / Min. Caracteriza-se assim por uma elevada potência específica , igual a cerca de 107 cavalos / litro, valor notável para um motor aspirado, conseguido também graças ao variador de fases de nova geração, denominado Double VANOS , tanto para a admissão como para o escape. Além disso, a fonte de alimentação era caracterizada pela presença de seis corpos de borboleta. Isso permitiu que ele atingisse 250 km / he acelerasse de 0 a 100 km / h em 5,2 segundos.

O novo M3 estava equipado com uma caixa manual de 6 velocidades, mas a partir de 2001 passou a ser equipado com a nova caixa de câmbio robótica , chamada SMG II (sigla para Sequenzielles Motorsport Getriebe da segunda geração), nascida da experiência da BMW na Fórmula 1 , que possibilitava a mudança de marcha em 80 milissegundos sem ter o pedal de embreagem , acionado por atuadores eletro-hidráulicos, como o engate de engrenagem; era então possível variar a velocidade e, portanto, a "doçura" ou não, das mudanças de marcha. Também estava disponível o "controle de lançamento", que permitia que o motor fosse configurado para coletar a potência máxima para uma aceleração mais rápida.

Um M3 E46 Cabriolet

Estava disponível com carroceria coupé e conversível: não era produzido como sedan, como nesta versão, o anterior M3 E36 teve menos consenso entre os clientes: mais tarde, após uma primeira apresentação em 2001 como um carro-conceito, em março de 2003 o M3 também foi proposto em uma configuração mais parecida com um carro de corrida, ou a versão CSL ( Coupé Sport Lightweight ), conseguida graças a uma significativa redução de peso de 110 kg com o uso de diferentes materiais, e um aumento na potência a 360 hp. O primeiro em particular graças à utilização de fibra de carbono reforçada para o tejadilho, as conchas dos bancos, os pára-choques e o capô traseiro, eliminando o rádio e o ar condicionado e montando novos aros de alumínio de 19 'que permitem uma economia de cerca de 11 kg. Novos discos de freio maiores foram então instalados (345 mm em vez de 325 mm). O motor revisado com novos eixos de comando e válvulas , novas unidades de controle mais potentes e admissão melhorada.

Com base no CSL, a versão Competition Package foi lançada em 2005. Esteticamente igual ao M3 normal e equipado com o mesmo motor de 343 HP, tinha mais pneus traseiros, melhor distribuição de peso e melhor afinação.

BMW M3 CSL

Esteticamente, o novo M3 deu uma volta decisiva, parecendo menos sóbrio que o anterior. Na verdade, o E46 parecia decididamente mais conspícuo, graças acima de tudo aos para-lamas alargados e ao capô dianteiro arredondado, feito de alumínio . A característica desta série eram as guelras laterais nos guarda-lamas dianteiros, com o logótipo M3. Por fim, observando a cauda, ​​saltaram imediatamente ao olho os quatro canos de escape, montados pela primeira vez num M3.

O M3 E46 também foi um bom sucesso comercial: 85.766 unidades foram produzidas (54.750 coupé, 1.383 CSL, 29.633 conversível [2] [7] ). Foi retirado de produção em 2006 para ser substituído no ano seguinte pelo modelo E92.

Atividade esportiva

Em 2001 a versão GTR do M3 foi produzida em cerca de dez exemplares exclusivamente para obter a homologação necessária para competir no campeonato AMLS com uma variante de competição do mesmo. Este último, para poder vencer os rivais da Porsche, foi equipado com um novo motor V8 de 4.0 litros com 500 cv de potência (na versão de estrada o motor era o mesmo, mas reduzido para 350 cv). O carro foi confiado às equipes Schnitzer Motorsport e PTG, que obtiveram a vitória da classe em 7 das 10 corridas da ALMS e assim conquistaram o título. [8]

O M3 E90 / E92 / E93

BMW M3 E90 / E92 / E93
BMW E92 M3 Coupé 1.JPG
Descrição geral
Versões cupê , conversível e sedan
Anos de produção de 2007 a 2014
Dimensões e pesos
Comprimento 4615 mm
Comprimento 1804 mm
Altura 1418 mm
Etapa 2761 mm
Massa 1655 kg
De outros
Mesma familia BMW 3 Series E90 e E91
Espécimes produzidos cerca de 40.000 Coupé [9]
10.000 sedan
16.000 cabriolets
135 M3 GTS
67 M3 CRT
[ sem fonte ]
BMW M3 E92 cupê traseiro.jpg

Perfil

Interior de um M3 E92 Coupé

Esta série M3 destaca-se pelas suas soluções técnicas e mecânicas de vanguarda claramente inspiradas na Fórmula 1 , como era o caso do último M5 . Na verdade, o maior avanço reside no fato de que, para este carro, a BMW abandonou o comprovado esquema de seis cilindros em linha por um V- 8 mais importante, chamado S65B40 . O deslocamento é de 3.999 cc e desenvolve 420 cv com um torque de 400 Nm a 3.900 rpm. Este motor deriva diretamente do V10 de 5 litros do M5 E60, do qual dois cilindros foram removidos. O V8 de 4 litros do novo M3 é de fato caracterizado por soluções típicas de um carro de corrida, como a adoção de uma válvula borboleta para cada cilindro , o que é muito raro para um motor de produção e não de competição. Estas borboletas são geridas eletronicamente, de forma a tornar supérfluo o sensor de fluxo de massa de ar , que assim foi eliminado. O sistema de distribuição de válvula variável " duplo Vanos " já instalado no M3 anterior também foi revisado e aperfeiçoado (também devido aos dois cilindros extras). O motor M3 E92 pode atingir o limite de 8.300 rpm: por este motivo o sistema de lubrificação foi aprimorado, a fim de permitir a máxima eficiência mesmo em caso de fortes acelerações ou desacelerações, muitas vezes a causa de fenômenos de tiragem a vácuo. . Os técnicos do automobilismo com este V8 conseguiram criar uma unidade de propulsão que apesar de ser maior em volume, é 15 kg mais leve que o 3.2 litros de 6 cilindros do M3 E46. Essa redução de peso é possível graças ao uso maciço de liga de alumínio no motor.

Quanto ao desempenho, a velocidade máxima é de 250 km / h limitada eletronicamente, cobrindo a aceleração de 0 a 100 km / h em 4 "8 para a versão com caixa manual de seis marchas e 4" 6 com caixa sequencial. DKG (valores Declarado pela casa). O consumo aumenta apenas 0,5 L / 100 km em (ciclo combinado).

BMW E93 M3 conversível

A leveza também era fortemente desejada na carroceria: a carroceria tem de fato o teto em material compósito, ou seja, plástico reforçado com fibra de carbono , assim como o capô do motor, como já visto no esportivo M6 .

O M3 E92 foi inicialmente lançado com carroceria coupé: cerca de um mês após o lançamento, a versão sedã correspondente foi introduzida, cerca de 9 anos após o sedã M3 derivado do E36. Obviamente, esta versão deriva estritamente dos sedans E90 da Série 3 mais silenciosa, mas difere dela pela frente, comparada com a versão de duas portas, da qual, por exemplo, o corte dos conjuntos de luzes dianteiras é assumido.
Em janeiro de 2008, a quarta geração do M3 conversível foi apresentada. Baseado no E93, pela primeira vez a versão "aberta" do M3 adota uma capota rígida dobrável. Paralelamente ao lançamento desta variante, a BMW disponibilizou como opção uma caixa de câmbio sequencial de sete marchas com dupla embreagem chamada DKG (DoppelKupplung Getriebe, em alemão , caixa de dupla embreagem), já adotada pela Porsche no novo 997 Carrera MKII .

As cores disponíveis são: Melbourne rot (vermelho), Alpinweiss (branco), Spacegrau (cinza escuro), Interlagos Blau (azul ultramarino), Silverstone II (cinza metálico claro) e Schwarz e Jerez Schwarz (preto).

Evolução

O BMW M3 GTS

Em 2010, foi lançado no mercado o M3 GTS , uma versão de corrida equipada com um motor aumentado para 4,4 litros, uma potência de 450 HP e uma carroceria mais leve de cerca de 200 kg. Os interiores têm uma ambientação que lembra as competições e também incluem roll-bars. Esta versão, embora mais adequada para uso em pista, foi aprovada para uso em estrada. A sua comercialização iniciou-se no primeiro semestre de 2010. Este M3 entrou na gama como herdeiro do CSL (surgiu a versão no E46 que, como no caso do GTS, era mais potente e garantia melhor desempenho).

BMW M3 GTS retrovisor

O mesmo motor do M3 GTS também foi montado na enésima variação do tema M3, ou seja, o M3 CRT , apresentado no circuito Nürburgring Nordschleife em junho de 2011. Esta nova variante está disponível apenas com carroceria sedan, faz um uso massivo de carbono fibra. carbono para conter o peso (a sigla CRT significa Carbon Racing Technology ) e é capaz de atingir um desempenho excepcional, graças à sua velocidade máxima autolimitada de 290 km / he ao sprint de 0 a 100 km / h coberto em 4 "4. O M3 CRT é uma edição limitada de apenas 67 unidades colocadas no mercado pelo valor de 133.100 euros.

Parte traseira de um BMW M3 E90 CRT

Em 2011, a BMW construiu uma picape E92 exemplar. Este modelo estava equipado com um motor V8 de 420 cv e tinha um espaço de carga traseiro com capacidade para 450 kg. A velocidade máxima foi de 300 km / h. [10]
No final de junho de 2013 , a versão cupê deixa de ser produzida, mas a versão conversível permanece em produção.

Atividade esportiva

Em fevereiro de 2008, a BMW anunciou que a versão GT2 do E92 seria colocada em campo pela equipe Rahal Letterman Racing no ALMS começando em 2009. Naquele ano, a Schnitzer Motorsport inscreveu dois E92 nos 1000 km de Spa , onde um deles terminou em quarto lugar. . Em 2010, os M3 E92s foram implantados nas 24 Horas de Le Mans e nas 24 Horas de Nürburgring. Nesta última corrida, a equipa BMW Motorsport / Schnitzer Motorsport conquistou a vitória geral com os pilotos Jörg Müller, Augusto Farfus, Pedro Lamy e Uwe Alzen. Nas 24 Horas de Spa , a BMW se classificou em segundo lugar após quebrar a suspensão na última meia hora, deixando a vitória para a Porsche . A última vitória de 2010 foi a conquista do GT2 da última rodada sazonal da Intercontinental Le Mans Cup , com o título de construtores nas mãos da Ferrari e essa equipe conquistada por uma das equipes da Porsche. Em 2011, o M3 conseguiu a dobradinha nas 12 Horas de Sebring .

BMW M3 GT2 de Rahal Letterman Racing nos 1000 km de Okayama em 2009

O M3 GT2 que correu na edição de 2009 das 24 Horas de Le Mans foi escolhido como o 17º Art Car da BMW. A tarefa de decorá-lo foi confiada ao artista americano Jeff Koons . No mesmo ano, um M3 E92 foi construído para participar das 24 Horas de Nürburgring na classe FIA ​​GT4. Este carro foi confiado aos pilotos Augusto Farfus, Jörg Müller e Andy Priaulx, aos quais se juntaram os jornalistas esportivos Marcus Schurig e Jochen Übler. [11] Em 2011 a BMW apresentou o M3 em uma versão homologada para competir no DTM. Confiado aos pilotos Andy Priaulx e Augusto Farfus, o carro estava equipado com um motor 480 HP P66 V8 com 500 Nm de torque gerenciado por uma caixa sequencial de seis marchas. Isso acionou o M3 de 0 a 100 km / h em três segundos, com velocidade máxima de 300 km / h. [12]

2013 BMW M3 DTM em Brands Hatch

Em 2012, foi apresentado o M3 homologado para as competições da classe FIA ​​GT4. Em comparação com o modelo padrão, esta versão apresentava um roll-bar de segurança de competição, portas de fibra de carbono iluminadas, janelas laterais e janela traseira iluminadas em macrolon, tanque de segurança com capacidade de 100 l, volante de massa única e disco triplo de embreagem sintetizada, diferencial de deslizamento limitado, refrigeração sistema de escape leve com catalisador de competição, suspensão com amortecedores ajustáveis, freios esportivos combinados com ABS de competição, rodas de liga leve BBS, bancos de competição Recaro com sistema HANS, volante com sistema de liberação rápida e sistema de airjack.

Dal momento che nella stagione 2012 la BMW torna nuovamente nel campionato DTM dopo anni di assenza, la BMW realizza una versione apposita per questo campionato chiamata BMW M3 DTM. I veicoli utilizzati in questa serie sono simili alle comparse di serie della versione coupé, ma non hanno nulla in comune con il modello di produzione. Per regolamento deve essere dotato di un motore V8 da 4,0 litri che eroga 480 CV. Un totale di sei vetture da corsa sono prodotte dal reparto sportivo Motorsport, di cui due sono a disposizione per ogni squadra da corsa che sono la Bart Mampaey, Reinhold Motorsport e Schnitzer Motorsport.

La M3 F80

BMW M3 F80
2014 Canadian International AutoShow 0147 (12645738893).jpg
Descrizione generale
Versioni Berlina
Anni di produzione dal 2014 al 2018
Dimensioni e pesi
Lunghezza 4671 mm
Larghezza 1877 mm
Altezza 1430 mm
Passo 2812 mm
Massa 1595 kg
Altro
Stile Florian Nissl
Stessa famiglia BMW Serie 3 F30
BMW M3 F80 (14379279233).jpg

Caratteristiche

Nel 2014 è stata introdotta la nuova generazione della M3 , questa volta prevista unicamente con carrozzeria berlina 4 porte, in quanto per la versione coupé viene utilizzata invece la sigla BMW M4 . Tale cambiamento si è avuto per via dell'introduzione da parte di BMW del nuovo criterio di denominazione dei suoi modelli, criterio che prevede l'utilizzo di cifre dispari per i modelli berlina e station, e di cifre pari per coupé e cabriolet. La nuova M3 porta la sigla di progetto F80 , a differenza delle altre versioni della Serie 3 berlina contemporanee che invece sono note con la sigla F30 . Tecnicamente è in gran parte identica alla M4 Coupé F82 e Cabriolet F83. A differenza della M3 E90 berlina cui va a sostituire, la F80 M3 dispone di un tetto in fibra di carbonio. La F80 M3, così come la sua controparte coupé M4, sono stati presentati al Auto Show di Detroit del 2014. Le prestazioni della vettura sono state migliorate rispetto alla precedente generazione. [13]

La F80 vede il ritorno di un motore a 6 cilindri in linea , un 3 litri biturbo da 431 CV. Si tratta anche della prima volta in cui una M3 di serie viene equipaggiata con un motore sovralimentato . Fornisce una coppia massima di 550 Nm tra i 1850-5500 giri/min. L'accelerazione da 0 a 100 km/ha seconda della trasmissione avviene in 4,1 con l'automatico e 4,3 secondi con quello manuale. È possibile scegliere tra un cambio manuale a sei marce e un cambio automatico a doppia frizione a 7 marce, il secondo è nonostante 40 kg in più di peso rispetto al manuale, responsabile della maggiore accelerazione grazie alla maggiore velocità di cambiata e inserimento delle marce. [14]

Il nuovo motore turbo consuma meno carburante rispetto al motore del suo predecessore. Con 8,8 e 8,3 litri per 100 chilometri, consuma mediamente il 25% in meno rispetto alla M3 della quarta generazione e soddisfa la norma antinquinamento Euro 6 . Il motore è dotato di un sistema di lubrificazione a carter secco per il flusso di olio.

Dettaglio motore della M3 F80. Notare la grande barra duomi in fibra di carbonio a forma di U.

Nello sviluppo della M3 (F80) si è dato grande importanza per costruire in modo più leggero possibile ogni parte del veicolo. Per la prima volta la berlina ha un tetto in carbonio, che in passato era stato riservato esclusivamente alla coupé. Nel cambio manuale a sei velocità, la frizione a doppio disco pesa 12 kg in meno rispetto alla vecchia serie. Il cofano motore, con la caratteristica "cupola", ei parafanghi sono in alluminio. La barra duomi in fibra di carbonio rinforzata in plastica pesa 1,5 kg e ha una rigidità maggiore rispetto a quella realizzata alluminio. L' albero di trasmissione è fatto in CFRP . Il peso a vuoto complessivamente è stato ridotto di circa 60 kg rispetto alla precedente generazione.

Oltre al peso, l'aerodinamica gioca un ruolo fondamentale nella M3. Le "branchie" presenti dietro le ruote anteriori, riducono la turbolenza nei passaruota anteriori, favorendo un miglior smaltimento del calore dei freni. Il sottoscocca è piatto e liscio e il piccolo spoiler posteriore chiamato " Gurney Flap " da una maggiore deportanza sull'asse posteriore e allo stesso tempo riduce la resistenza aerodinamica.

Il nuovo sistema di trazione con differenziale M agisce come da tradizione sulle sole ruote posteriori, ottimizzando la trazione e la stabilità di guida nei cambi di direzione e l'accelerazione in uscita dalle curve, ad alta velocità in curva e in diverse condizioni stradali. L'ottimizzazione della trazione avviene tramite un blocco multidisco a controllo elettronico per ridurre le differenze di velocità tra le due ruote posteriori. L'asse posteriore ha un sistema di bloccaggio del differenziale variabile dallo 0% al 100%. Le caratteristiche di risposta dell'acceleratore, sterzo, ammortizzatori e motore possono essere regolati in modo elettronico in tre differenti posizioni. [15]

Evoluzione

BMW M3 Competition del 2017

Insieme alla Serie 3 F30, anche la M3 viene sottoposta a un aggiornamento che ne cambia i fari posteriori ora full led e il sistema di infotelematica nella console che viene aggiornato; inoltre vi sono piccole variazioni alle finiture degli interni e la presenza di nuove tinte per la carrozzeria. [16]

Nel mese di febbraio 2016, la BMW ha annunciato la M3 Competition Package . Con questo pacchetto, la M3 incrementa la potenza a 450 cavalli e aggiunge sospensioni rivedute per migliorare la maneggevolezza di guida. Nuove sono le molle, gli ammortizzatori e le barre anti-rollio, che fanno parte del pacchetto di accessori denominato sospensioni adattive M. La casa dell'elica ha anche messo nuovamente a punto il differenziale elettronico e il controllo dinamico della stabilità. L'interno rimane sostanzialmente invariato, con l'eccezione di nuovi sedili sportivi alleggeriti con cinture di sicurezza cucite con i colori tipici del reparto sportivo bavarese. All'esterno sono presenti lo scarico sportivo M con terminali di scarico cromati di color nero e dettagli che sono cromati sulla versioni di serie come la calandra a doppio rene, le branchie laterali e le modanature sui vetri laterali, sono in tinta nero lucido. Nuovi sono anche i cerchi in lega cromati mutuati dalla M4 GTS che calzano pneumatici maggiorati. Con il suddetto pacchetto, la berlina tedesca passa da fermo a 100 km/h in 4 secondi netti. [17]

Ad inizio gennaio 2017 viene nuovamente sottoposta a un restyling più marcato in concomitanza con quella della Serie 4 e M4; a cambiare sono i fari anteriori full led con un disegno a doppia C esagonale che va fino alla calandra a doppio rene che sostituiscono i precedenti con trama a "occhi d'angelo". Meccanicamente non vi sono cambiamenti. [18]

Versioni speciali

BMW M3 "30 Jahre Edition"

Per festeggiare il trentesimo anniversario della prima generazione BMW M3, la casa bavarese ha presentato un'edizione speciale, che sarà prodotta in numero limitato a soli 500 vetture. Esteticamente cambiavano rispetto alla M3 normale gli scarichi ora di colore nero, il colore esterno della carrozzeria verniciata in Blu Macao che era disponibile sulla prima serie, le ruote da 20 pollici che richiamano nella trama delle razze quelli della prima M3 e la presenza di una targhetta identificativa. Negli interni sono presenti dei sedili sportivi da corsa bicolore in pelle con lo stemma del trentesimo anniversario inserito nei poggiatesta anteriori, uno specifico battitacco, particolari in carbonio con dedica per i 30 anni e il numero dell'esemplare della vettura.

La BMW M3 "30 Jahre Edition viene prodotta di serie con il kit Competition Package che è invece optional sulle altre M3. Il motore è lo stesso sei cilindri in linea TwinPower Turbo da 3,0 litri, ma qui sviluppa 19 CV in più della M3 normale, arrivando a toccare i 450 cavalli. Per la trasmissione è disponibile un manuale a 6 marce o un automatico-sequenziale a sette rapporti DKG a doppia frizione.

La meccanica presenta un differenziale attivo e delle sospensioni adattative che lavorano in simbiosi con il sistema Dynamic Stability Control. Le prestazioni della M3 30º anniversario con la trasmissione automatica nello di 0-100 km/h è di 4 secondi. Lo scatto della M3 30th è un 1 decimo più basso rispetto alle altre M3. Il prezzo è di circa 97.000 euro e la partenza delle vendite è stata avviata in estate, precisamente 30 anni dopo la firma della prima vendita della M3 prima serie. [19] [20] La limitata tiratura di questa particolare versione si è esaurita nel giro di circa un semestre: nel febbraio del 2017 la "30th Jahre Edition" scompare dai listini BMW.

BMW M3 CS

BMW M3 CS 2018

La M3 CS viene annunciata dalla BMW già alla fine del 2017 , [21] anche se la commercializzazione non verrà avviata che nei primissimi mesi del 2018 . Questo nuovo modello riprende la meccanica, l'elettronica ed il gruppo motopropulsore della M4 CS lanciata nell'estate nel 2017, vale a dire la già conosciuta unità da 3 litri biturbo, qui con potenza portata a 460 CV a 6250 giri/min. Altre caratteristiche stanno nell'alleggerimento di 50 kg rispetto alla normale M3 da 431 CV e nella gommatura differenziata fra avantreno (con cerchi da 19 pollici) e retrotreno (con cerchi da 20 pollici). La M3 CS è anche l'unica M3 della serie F80 a montare di serie il cambio DKG a doppia frizione e le sue prestazioni velocistiche prevedono il limitatore spostato da 250 a 280 km/h. Ne sono stati prodotti solo 1200 esemplari.

La M3 G80

BMW M3 G80
BMW M3 Competition (G80) IMG 4041.jpg
Descrizione generale
Versioni Berlina
Anni di produzione dal 2020
Dimensioni e pesi
Lunghezza 4794 mm
Larghezza 1903 mm
2021 BMW M3 Competition Automatic 3.0 Rear.jpg

Caratteristiche

Il 23 settembre del 2020 è stata presentata la nuova generazione della M3 , basata sulla settima generazione della Serie 3 lanciata due anni prima. Anche in questo caso, la versione coupé non è prevista con tale denominazione, bensì come M4 giunta alla seconda generazione. La M3 da quest'ultima ne riprende il frontale, con la grande calandra a doppio rene che si sviluppa verticalmente, anziché orizzontalmente come sulle altre Serie 3 , i fanali piu appuntiti e sottili, i parafanghi e il cofano motore. Alcune componenti della vettura come il tetto ei sedili sono realizzati in fibra di carbonio per ridurre il peso. Ma la novità principale sul fronte delle carrozzerie è che per la prima volta la M3 viene prevista anche come station wagon .

Dal punto di vista tecnico, il motore è il S58B30T0 da 3 litri biturbo 6 cilindri in linea introdotto sulla X3 M G01 . Si tratta di un motore derivato dal 3 litri B58 , ma rivisto in profondità in maniera tale da portare la potenza massima dai 431 CV del precedente motore S55 montato nella precedente M3 a 480 CV e 550 Nm di coppia massima per la M3 di base del 2020 ea 510 CV e 650 Nm per la versione Competition . Lo 0 a 100 viene coperto in 4,2 secondi con la velocità massima autolimitata a 250 km/h per la M3 normale, mentre sulla Competition il tempo scende a 3,9 secondi. Lo sterzo è dotata della servoassistenza elettrica a rapporto variabile e il pedale del freno è del tipo drive by wire .

Di serie sulla versione da 480 CV è disponibile un cambio manuale a 6 marce, mentre sulla Competition vi è un automatico a convertitore di coppia ZF a 8 marce.

Carriera commerciale

Le prime consegne della M3 G80 si sono avute nel marzo 2021 ea luglio si è avuta la prima grande novità, ossia un'inedita versione a trazione integrale , che per la prima volta viene applicata in una M3 . Tale soluzione, derivata direttamente dalla trazione integrale montata nella contemporanea M5 , si rivela indispensabile per scaricare a terra più efficacemente l'esuberante cavalleria del motore. Essa è dotata di tre modalità di cui una che permette di disaccoppiare l'asse anteriore ed scaricare la coppia solo al retrotreno. [22] . La M3 xDrive viene prevista solo in abbinamento al cambio automatico ad 8 rapporti e solo in versione Competition con motore da 510 CV.

Note

  1. ^ ( EN ) BMW Motorsport DTM history , su bmw-motorsport.com . URL consultato il 4 febbraio 2016 (archiviato dall' url originale il 3 marzo 2016) .
  2. ^ a b omniauto, i 25 anni della BMW M3 , su omniauto.it . URL consultato il 26 febbraio 2017 (archiviato dall' url originale il 18 febbraio 2017) .
  3. ^ http://www.bmwmregistry.com/model_faq.php?id=8#3
  4. ^ http://www.bmwmregistry.com/model_faq.php?id=8
  5. ^ BMW M3 -La Storia , su garagetorino.com . URL consultato il 22 gennaio 2013 (archiviato dall' url originale il 20 gennaio 2012) .
  6. ^ 1995 BMW M3 GT E36 specifications, information, data, photos 133716 , su www.carfolio.com . URL consultato il 9 ottobre 2016 (archiviato dall' url originale il 24 gennaio 2016) .
  7. ^ a b James Taylor, BMW M3: The Complete Story , Ramsbury, Crowood, 2014, ISBN 978-1-84797-773-1 .
  8. ^ So Good They Banned It – BMW M3 GTR , su engagesportmode.com . URL consultato il 19 marzo 2014 (archiviato dall' url originale il 19 marzo 2014) .
  9. ^ BMW M3 Fine produzione per la V8 , su quattroruote.it , 8 luglio 2013. URL consultato il 24 agosto 2017 .
  10. ^ BMW E92 M3 Pickup , su ultimatecarpage.com . URL consultato il 14 aprile 2014 (archiviato dall' url originale il 14 aprile 2014) .
  11. ^ BMW E92 M3 GT4 , su ultimatecarpage.com . URL consultato il 12 aprile 2014 (archiviato dall' url originale il 13 agosto 2014) .
  12. ^ BMW M3 DTM , su ultimatecarpage.com . URL consultato il 13 aprile 2014 (archiviato dall' url originale il 13 aprile 2014) .
  13. ^ Ecco le BMW M3 e M4, figlie della pista , su www.alvolante.it . URL consultato il 24 aprile 2016 (archiviato dall' url originale il 6 maggio 2016) .
  14. ^ BMW M3 2015: foto e caratteristiche , su Autoblog.it . URL consultato il 24 aprile 2016 (archiviato dall' url originale il 28 agosto 2016) .
  15. ^ BMW M3 ed M4 2014: scheda tecnica e caratteristiche [FOTO e VIDEO] , su AllaGuida . URL consultato il 24 aprile 2016 .
  16. ^ ( ES ) BMW M3 2016: también se somete al restyling , in Autobild.es . URL consultato il 28 luglio 2017 (archiviato dall' url originale il 28 luglio 2017) .
  17. ^ BMW M3 ed M4 Competition Package, un po' di pepe in più , in OmniAuto.it . URL consultato il 17 febbraio 2017 (archiviato dall' url originale il 28 luglio 2017) .
  18. ^ Redazione Motorbox, Novità Auto: BMW M3 2017: DEBUTTA IL RESTYLING , in MotorBox . URL consultato il 28 luglio 2017 (archiviato dall' url originale il 28 luglio 2017) .
  19. ^ Novità, BMW M3 30 Jahre - Una versione per celebrare i suoi primi 30 anni - Quattroruote , su Quattroruote.it . URL consultato il 20 giugno 2016 .
  20. ^ BMW M3, ecco la “special” per i 30 anni , su Automoto.it . URL consultato il 20 giugno 2016 (archiviato dall' url originale il 10 giugno 2016) .
  21. ^ La M3 CS su omniauto.it , su omniauto.it . URL consultato il 1º gennaio 2018 (archiviato dall' url originale il 2 gennaio 2018) .
  22. ^ Pagina relativa al debutto della M3 e della M4

Altri progetti

Collegamenti esterni

  • M3 sul sito ufficiale , su bmw.it . URL consultato il 28 luglio 2017 (archiviato dall' url originale il 28 luglio 2017) .
Automobili Portale Automobili : accedi alle voci di Wikipedia che trattano di automobili